Silvio Lancellotti Terá Atalanta e Juventus a decisão, inédita, da Copa Itália 2020/2021

Terá Atalanta e Juventus a decisão, inédita, da Copa Itália 2020/2021

Com o seu triunfo, tranquilo, de 3 X 1 sobre o Napoli visitante, a "Deusa" de Bérgamo chega à sua quinta final e tenta o seu segundo título na competição. O seu único aconteceu lá atrás, em 1963.

Na capa do Twitter da Atalanta, ao centro, Matteo Pessina, o astro da peleja

Na capa do Twitter da Atalanta, ao centro, Matteo Pessina, o astro da peleja

@Atalanta_BC

Favorito a superar a Atalanta de Bérgamo, uma semana atrás, no seu Diego Armando Maradona, no duelo de ida das semifinais da Copa Itália de 2019/2020, nesta quarta-feira, dia 10 de Fevereiro, no Gewiss Stadium da rival, o Napoli, apelidado de “Ciuccio”, ou “Burro, se defrontou com três circunstâncias curiosas que beneficiavam a sua anfitriã.”,

No jogo da ida, um duelo entre Insigne e o brasileiro Toloi

No jogo da ida, um duelo entre Insigne e o brasileiro Toloi

#CoppaItalia

Havia empacado em 0 X 0 nos seus domínios mas, desde 2010, não mantinha a sua meta intacta, contra a chamada “Deusa”, em duas pugnas consecutivas. Conquistador da Copa na edição anterior, seu campeão em cinco ocasiões, jamais conseguira chegar a duas decisões seguidas. Além disso, a Atalanta, nas últimas 16 porfias como mandante, ostentava a média de 2,4 gols por peleja e só uma vez, nesse percurso, tinha permanecido no zero.

O Napoli, campeão de 2019/2020, agora sem a chance do bi

O Napoli, campeão de 2019/2020, agora sem a chance do bi

@SSCNapoli

Com um foguetaço de 20 metros, aos 10’, o colombiano Duván Zapata, artilheiro da “Deusa”, fulminou Ospina, o seu compatriota e amigo da meta do “Burro”, tirou a sua equipe do zero e manteve ativadas a primeira e a terceira partes do tabu. Pior para o Napoli, um prenúncio de que a segunda também perduraria, aos 16’ Zapata escorou um chute de Gosens para o belo arremate de Pessina, a Atalanta com 2 X 0 e rumo à final.

O colombiano Duván Zapata

O colombiano Duván Zapata

@Atalanta_BC

Pragmática a atuação da equipe de Gian Piero Gasperini diante do time irreconhecível de Gennaro Gattuso. Ficou monótona a porfia, o Napoli incapaz de penetrar no muro que a Atalanta levantou na sua intermediária. No entanto, aos 53’, um lance absurdamente ocasional permitiu que o “Burro” diminuísse. Bate-rebate à frente da meta da “Deusa”, a espanada de Palomino e a espalmada chocha de Gollini no pé de Lozano, 1 X 2.

Detalhe do momento do gol de Lozano

Detalhe do momento do gol de Lozano

#atalantanapoli

Ironia: por causa do critério do “gol qualifificado”, que conta em dobro no caso de uma igualdade em pontos, ao “Burro” bastaria fazer 2 X 2 para ultrapassar a “Deusa”. Gollini, porém, se regeneraria aos 75’ ao evitar o gol de empate do nigeriano Osimhen. E a Atalanta, melhor, se aliviaria aos 78’, graças a outro toque sutil de Zapata a Pessina, que se desvencilhou espetacularmente de dois rivais e encobriu o excelente Ospina, a “Deusa” com 3 X 1. Desalentado, Gennaro Gattuso parou de gritar e o Napoli não teve mais como reagir.

Fim de jogo, a celebração da classificação da Atalanta

Fim de jogo, a celebração da classificação da Atalanta

@Atalanta_BC

Presentemente na edição 74, esta Copa Italia principiou em 22 de Setembro com 78 clubes: os 20 da Série A, os 20 da B, 29 da C e 9 da D. Sempre no sistema dos mata-matas, as semis representaram a sua sétima etapa de eliminatórias. As únicas, todavia, com desafios de ida e volta. Até aqui foram 78 partidas e 230 tentos anotados, média muto boa de 2,95.

O troféu da Copa Itália

O troféu da Copa Itália

@Coppaitalia

Agora, transcorrerá um interregno enorme até a decisão, marcada para o dia 19 de Maio, no Stadio di San Siro de Milão, definido com muita antecedência, quando o novo campeão levantará o troféu e ainda abiscoitará o direito de costurar, nos fardamentos, a “coccarda”, uma auréola tricolor, evidentemente em verde-branco-vermelho, as cores da Itália

Na terça-feira, a celebração da classificação da Juventus

Na terça-feira, a celebração da classificação da Juventus

@rodrigo_bentancur

A Atalanta alcançou a sua quinta final, à cata do segundo título – arrebatou o seu único em 1963. A Juventus, que havia assegurado a sua vaga na terça-feira diante da Inter de Milão, atingiu a sua 21ª decisão – abiscoitou 13 vezes a Copa, inclusive um tetra de 2015 até 2018. Um detalhe: será absolutamente inédita a porfia de 19 de Maio. As duas agremiações, a "Senhora" e a "Deusa", nunca, antes, se defrontaram diretamente pelo troféu.

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas