Silvio Lancellotti No jogo do seu recorde, Sergio Ramos desperdiça dois penais

No jogo do seu recorde, Sergio Ramos desperdiça dois penais

Com 177 partidas, o capitão da Espanha bateu a marca de Buffon. Mas, prejudicou a sua "Fúria". E mesmo em Lisboa a França elimina Portugal.

Detalhe do primeiro pênalti perdido por Sérgio Ramos

Detalhe do primeiro pênalti perdido por Sérgio Ramos

@Euro2020

Mais duas partidas do seu Grupo 3 e mais outras duas do seu Grupo 4. Neste sábado, dia 14 de Novembro de 2020, enfim entrou nos seus instantes decisivos, aqueles em que se determinarão as quatro disputantes da taça de campeã, a Divisão A da “Nations League”, ou Liga das Nações da UEFA, a entidade que supervisiona o Futebol na Europa. Dentre as 55 federações do Velho Continente, integram a Divisão A, divididas em quatro chaves de quatro equipes, as 16 melhores, de acordo com um ranking que nasceu da LN de estreia em 2018/19. O detentor, Portugal, já não tem chance de lutar pelo bi. Ao perder da França, em Lisboa, 0 X 1, se despediu desta segunda edição.


GRUPO 3

A festa de Kanté, da França, enfim um gol, depois de 365 dias de jejum

A festa de Kanté, da França, enfim um gol, depois de 365 dias de jejum

@Euro2020

PORTUGAL 0 X 1 FRANÇA
Estádio da Luz, Lisboa, 65.642 lugares
Plateia: 0
Árbitro:Tobias Stieler (Alemanha)

Gols: Kanté

No desafio direto, e crucial, pela liderança do Grupo 3, e em Lisboa, irreconhecível Cristiano Ronaldo e, claro, por extensão, irreconhecível o time das “Cinco  Quinas”. Pior, para agravar mais a condição de Portugal, aos 54’, depois de um belo drible de corpo em José Fonte, pela esquerda da área grande do rival, Rabiot bateu cruzado, sem muitas expectativas, mas Rui Patrício soltou a bola bem à frente de Kanté, que só empurrou, 1 X 0.

E que drama, na capital da “Santa Terrinha”, os 15 minutos derradeiros, o desespero do quadro de Fernando Santos versus a firmeza dos onze de Didier Deschamps. O “but” de Kanté, o seu primeiro em exatos 365 days, o seu segundo com o fardamento dos “Bleus”, garantiu o passaporte da França na briga pelo título. Portugal já não tem mais qualquer chance, mesmo que, na última rodada do Grupo, consiga se equiparar na cota dos 13 pontos.

Alegria da Suécia, quase a salvação, e desalento da Croácia, 2 X 1 em Solna

Alegria da Suécia, quase a salvação, e desalento da Croácia, 2 X 1 em Solna

@Euro2020

SUÉCIA 2 X 1 CROÁCIA
Friends Arena, Solna, 50.653 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Daniel Siebert (Alemanha)

Gols: Kulusevski, Danielson X Danielson/con

Para não cair, a Suécia necessitava suplantar a Croácia e, daí, sonhar. E obteve a vantagem mínima aos 36’ quando Kulusevski recebeu um passe de Lustig e, de uma situação aparentemente perdida, fabricou magia. Mesmo entre três adversários e mesmo desequilibrado, conseguiu empurrar a pelota ao cantinho oposto de Livakoviv. E a fantasia do elenco de Peter Wettergren se dobraria nos acréscimos da etapa inicial. Sebastian Larsson cobrou um escanteio bem na direção da cabeça careca de Danielson, 2 X 0. O autor, aliás, contra, aos 88’, do tento de honra da Croácia. Tento que, no caso de igualdade em pontos na rabeira da tabela, poderá livrar a Croácia do rebaixamento.

CLASSIFICAÇÃO
França (número 6 do ranking)
13pg – 4vit-1emo-0der – 8gp/3gc
Portugal (número 1)
10pg – 3vit-1emp-1der – 9gp/2gc
Croácia (13)
3pg – 1vit-0emp-4der – 7gp/13gc
Suécia (12)
3pg – 1vit-0emp-4der – 3gp/9gc

Jogos remanescentes:
Dia 17 de Novembro
CROÁCIA X PORTUGAL
FRANÇA X SUÉCIA

A festa de Timo Werner, dois gols nos 3 X 1 sobre a Ucrânia, em Leipzig

A festa de Timo Werner, dois gols nos 3 X 1 sobre a Ucrânia, em Leipzig

@Euro2020

GRUPO 4

ALEMANHA 3 X 1 UCRÂNIA
Red Bull Arena, Leipzig, 42.959 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Ovidiu Hategan (Romênia)

Gols: Sané, Werner/2 X Yaremchuk

Confusão da bequeira tedesca, aos 12’, Zubkov apanhou a sobra, mesmo cambaleante, e recuou para o arremate do sempre oportunista Yaremchuk, pouco adiante da marca penal. A Alemanha se ressentiu do susto. Aos 23’, porém, graças à aplicação de Goretzka, reagiu. Depois de roubar uma bola na região da sua grande área, Goretzka galopou até quase a linha oposta do gramado, cerca de 50 metros, e tocou a Sané, que igualou com um tiro cruzado. E ainda ele, Goretzka, se provaria crucial nos 2 X 1. Na linha de fundo conseguiu aparar um passe alto, longo, de Robin Koch, e propiciar o arremate de Timo Werner. Que também faria os 3 X 1, com a ajuda de um desvio da canela de Zabarniy, aos 64’, depois do tiro de Ginter. De modo a se integrar ao quarteto que disputará o título, a Alemanha precisa de um empate no dia 17.

Yann Sommer, da Suíça, no instante da defesa do segundo pênalti batido por Sérgio Ramos

Yann Sommer, da Suíça, no instante da defesa do segundo pênalti batido por Sérgio Ramos

@Euro2020

SUÍÇA 1 X 1 ESPANHA
St.-Jakob Park, Basileia, 38.512 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Willie Collum (Escócia)

Gols: Freuler X Gerard Moreno

Peleja em que Sérgio Ramos vestiu a pela vez de número 177 a camisa do time de sua pátria, bateu a marca de Gigi Buffon, da “Azzurra”, e se tornou o recordista da Europa em jogos internacionais. Praticamente eliminada, a “Nati” da Suíça decidiu que se tornaria mais do que um fiel da balança no Grupo 4. E apertou a “Fúria” até que Embolo, aos 26’, depois de aproveitar uma avenida livre através do seu flanco destro, tocou atrás, para a espetaculosa finalização de primeira, quase de bico de chuteira, no voleio, de Remo Freuler.

Incrivelmente. Sérgio Ramos arruinaria, e de maneira antológica, a sua celebração, ao desperdiçar duas, é isso, duas penalidades máximas, nas mãos do excelente arqueiro Yann Sommer. Salvou-lhe a data, e salvou a Espanha, o empate de Gerard Moreno, aos 88’, em posição bem duvidosa. De modo a se integrar ao quarteto que disputará o título a Espanha tem que derrotar a Alemanha no dia 17. De modo a não cair à Divisão B, na mesma data a Suíça só necessita de um triunfo sobre a Ucrânia por 1 X 0. Ou, uma vitória por qualquer contagem mas, obrigatoriamente, dois gols de diferença.

CLASSIFICAÇÃO
Alemanha (15)
9pg – 2vit-3emp-0der – 10gp/7gc
Espanha (8)
8pg – 2vit-2emp-1der – 7p/3gc
Ucrânia (10)
6pg – 2vit-0emp-3der – 5p/10gc
Suíça (4)
3pg – 0vit-3emp-2der – 6gp/8gc

Jogos remanescentes:
Dia 17 de Novembro
ESPANHA X ALEMANHA
SUÍÇA X UCRÂNIA

Os jogos do domingo, dia 14:

O duelo decisivo do Grupo 1

O duelo decisivo do Grupo 1

UEFA

GRUPO 1

NEERLÂNDIA X BÓSNIA-HERZEGOVINA
Johan Cruijff Arena, Amsterdam, 55.000 lugares
Plateia:
Árbitro: François Letexier (França)

Gols:

A Itália precisa obrigatoriamente vencer a Polônia e a Bósnia para se assegurar, sem sustos. À Polônia, porém, basta um empate com a “Azzurra” para, depois, pegar a vaga diante da Neerlândia. Será rebaixada a Bósnia.

ITÁLIA X POLÔNIA
Mapei Stadium, Reggio di Emilia, 21.584 lugares
Plateia:
Árbitro: Clèment Turpin (França)

Gols:

CLASSIFICAÇÃO
Polônia (14)
7pg – 2vit-1emp-1der – 2gp/2gc
Itália (8)
6pg – 1vit-3emp-0der – 2gp/1gc
Neerlândia (2)
5pg – 1vit-2emp-1der – 1gp/1gc
Bósnia-Herzegovina (9)
2pg – 0vit-2emp-2der – 2gp/3gc

Jogos remanescentes:
Dia 18 de Novembro
BÓSNIA-HERZEGOVINA X ITÁLIA
POLÔNIA X NEERLÂNDIA

O duelo decisivo do Grupo 2

O duelo decisivo do Grupo 2

Reprodução

GRUPO 2

BÉLGICA X INGLATERRA
Dan Dreef, Heverlee, 10.200 lugares
Plateia:
Árbitro: Danny Makkelie (Neerlândia)

Gols:

Tranquila a Bélgica, que pode se qualificar com duas igualdades. Desalentada a Islândia, já na Divisão B.

DINAMARCA X ISLÂNDIA
Parken Stadium, Copenhague, 39.065 lugares
Plateia:
Árbitro: Halil Umut Meler (Turquia)

Gols:

CLASSIFICAÇÃO
Bélgica (5)
9pg – 3vit-0emp-1der – 10gp/4gc
Dinamarca (11)
7pg – 2vit-1emp-1der – 4gp/2gc
Inglaterra (3)
7pg – 2vit-1emp-1der – 3gp/2gc
Islândia (16)
0pg – 0vit-0emp-4der – 2gp/11gc

Jogos remanescentes:
Dia 18 de Novembro
BÉLGICA X DINAMARCA
INGLATERRA X ISLÂNDIA

As quatro chaves da Divisão A da Liga das Nações

As quatro chaves da Divisão A da Liga das Nações

Reprodução Marca

Além das 16 seleções da Divisão A, a “Nations League” também dispõe de 16 na Divisão B e outras 16 na C, cada qual com quatro chaves de quatro. A Divisão D, que abriga as sete últimas do ranking, ostenta um grupo de quatro equipes e outro de três. Descem quatro da A para a B e quatro da B para a C. Sobem quatro da C para a B e quatro da B para a A. E daí, na Divisão C, um mini-torneio entre as quatro últimas colocadas definirá as duas que tombarão à Divisão D e cederão espaço às duas ganhadoras das chaves da inferior.

O logotipo da Liga das Nações

O logotipo da Liga das Nações

UEFA

Em Outubro de 2021, as vencedoras de cada Grupo da A se digladiarão em semifinais de jogo único, definidas por sorteio e num único país escolhido entre os quatro. País no qual também acontecerá a decisão, prevista para o dia 10. No geral da disputa de agora, somadas todas as suas séries e as suas chaves, houve 245 tentos em 117 jogos, a média bem baixa de 2,09. Para os efeitos de acesso ou de descenso, no caso de uma igualdade em pontos, se obtém o desempate pelo saldo de gols, pela maior quantidade de tentos a favor e, como último critério, pelos resultados dos confrontos diretos.


Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas