Silvio Lancellotti No Calcio, datas definidas. Porém, com protestos e com polêmica.

No Calcio, datas definidas. Porém, com protestos e com polêmica.

Copa Itália nos dias 13, 14 e 22. E o 'Campionato' a partir do dia 20. De todo modo, incrível, a Internazionale reclama do excesso de jogos acumulados...

As bolas do Calcio, à espera dos jogos

As bolas do Calcio, à espera dos jogos

Reprodução FIGC

É oficial, sem ser, pois não é definitivo. Bastará o menor sinal de risco para que o Plano A ceda lugar ao Plano B e, daí, ao Plano C. O Plano A prevê que aconteçam, em 20 e 21 de Junho, os quatro cotejos mais atrasados da Série A do “Campionato Nazionale”. Daí, já a partir do dia 22, se desenrolará a retomada das 12 rodadas remanescentes. O Plano B pressupõe que, no caso de recidiva da pandemia Covid-19, automaticamente se interrompa o certame. A definição do seu título ocorrerá através de “playoffs” e a do rebaixamento a “playouts”. O Plano C, enfim, recorre a uma palavra sofisticada para explicar o óbvio. Fala em “cristalização”, determina que valha a classificação que o torneio apresentar no momento exato da sua suspensão.

Os vinte clubes da Série A em 2019/20

Os vinte clubes da Série A em 2019/20

Reprodução Série A

Nesta sexta-feira, dia 29 de Maio, congregadas em uma assembléia virtual, as vinte agremiações da Série A, por unanimidade, acolheram com “satisfação” a autorização do Ministério da Juventude e do Esporte para o retorno do Calcio à normalidade. Bem, quase normalidade, pois ainda não se liberou a presença de platéia nos estádios. E, paralelamente a esse alívio, aliás, eclodiu uma primeira polêmica. Por opção da FIGC, ou Federcalcio, a entidade que regulamenta o Futebol na Bota, a também pendente Copa Itália, com duas semis e a final, deverá se completar  antes da retomada do “Campionato”, naquela semana que principia em 13 e 14 de Junho. As duas semis: Napoli X Internazionale (na ida, em Milão, 1 X 0 em favor do time da Terra da Pizza); Juventus X Milan (1 X 1). E a Inter já reagiu  contra “o acúmulo de partidas”.

A serpente mitológica da Inter, numa arte da sua torcida

A serpente mitológica da Inter, numa arte da sua torcida

Curva-Nord

Parece incrível que, numa situação tão dramática, crise na qual, desafortunadamente, se multiplicou a quantidade de mortos por um vírus maléfico e ainda incontrolável, haja quem cate pelo em ovo e reclame de excesso de trabalho. A rebeldia da “Biscione”, a serpente mitológica de Milão, de todo modo, tem rosto, nome e sobrenome. Trata-se de um certo Giuseppe Marotta, apelidado Beppe, 63 anos de idade, cartola profissional que construiu a sua carreira, de 2004 até 2010, na Sampdoria de Gênova, e que então fez fama e fortuna como o principal executivo, remunerado, da Juventus, nos idos dos seus oito “scudetto”, de 2010 a 2018. De fato foi fulgurante a sua passagem pela “Zebra” como acumulador de títulos domésticos – também quatro vezes a Copa Itália. Marotta, porém, fracassou na batalha que mais interessava à Juve, a da Champions League. E a administração da “Senhora” não renovou o seu contrato.

Beppe Marotta

Beppe Marotta

Inter.it

Com 54 pontos em 75 disponíveis, 9 atrás da líder Juve e 8 atrás da vice Lazio, a “Biscione” realizou um combate menos do que as duas rivais. Ou seja: na teoria, tal folga poderá encolher para 6 e 5. Ainda assim, todavia, a Inter parece longe da briga pelo “scudetto”. E, muito pior, na Champions League, num grupo de Barcelona e Borussia Dortmund, amargou um terceiro lugar e lhe sobreviveu o mero consolo de participar da Europa League, na fase das oitavas, em que pega o Getafe da Espanha. Num resumo, Marotta necessita de um triunfo na Copa Itália para salvar a sua temporada. Mas, sem argumentos sólidos, ele blefa. Em seu auxílio, a Federcalcio já solicitou ao Governo que as duas semis sejam antecipadas para os dias 12 e 13.

Copa Itália, prélio de ida das semis

Copa Itália, prélio de ida das semis

Reprodução Squawka

Porque perdeu o cotejo de ida, dentro de sua casa, para o Napoli, ele agora ameaça visitar a Terra da Pizza com o seu elenco “Primavera”, de aspirantes. Imagina que a Inter reverta o placar e alcance a final, Considera um absurdo a equipe disputar duas pelejas da Copa em só quatro dias e, daí, imediatamente, enfrentar aquele combate que ainda deve na Série A, curiosamente diante da sua esquadra de origem, a Sampdoria. Não vai funcionar o blefe, contudo. O perigo real, o perigo que, atualmente, de fato assola o Calcio, não brinca com as repercussões eventuais. O deletério SARS-Cov-2 é um inimigo microscópico, insidioso, cruel – e silencioso.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Twittar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Obrigado. Fique em casa, que eu fico a dever um abração!

Últimas