Silvio Lancellotti Nas semis do continente, entram o Grêmio de PoA e o Atlético Mineiro

Nas semis do continente, entram o Grêmio de PoA e o Atlético Mineiro

Mesmo em São Paulo, o elenco de Renato Gaúcho bate o de Felipão por 2 X 1. Mesmo na Colômbia, o "Galo" sobrepuja La Equidad de Bogotá por 3 X 1.

A celebração do Grêmio, através de Everton Cebolinha

A celebração do Grêmio, através de Everton Cebolinha

FolhaPress

Já muito prejudicado por Sandy & Júnior, que festejaram os seus 30 anos de carreira com um show de ressurreição no Allianz Parque, ao perder do Grêmio de Porto Alegre, por 1 X 2, nesta noite de 27 de Agosto, o Palmeiras não pôde celebrar com um triunfo, no emprestado Pacaembu, os seus 105 de vida.

Ficou com o “Tricolor” gaúcho uma das quatro vagas disponíveis na fase das semifinais da Libertadores de 2019. Aliás, o “Verdão” ainda amargou um incômodo tabu. Nas duas temporadas anteriores da competição, em 2017 e em 2018, acabara desclassificado, ironicamente, no tão eclético Allianz. 

Agora, o desafortunado Palestra desaba no venerando Municipal. E resta ao Grêmio conhecer o seu adversário nas semifinais da competição, definidas para 1 e 23 de Outubro. Porque superou o Internacional de Porto Alegre, 2 X 0, na ida ao Maracanã, mesmo que perca pela diferença de um gol, nesta quarta, 28, será o Flamengo o contendor do “Mosqueteiro do Sul”.

Os oito brasileiros da Libertadores/2019

Os oito brasileiros da Libertadores/2019

Conmebol

Foram oito os times do Brasil que principiaram, em 22 de Janeiro, esta edição de número 60 da Libertadores. E, até agora, fase de quartas-de-final, além do Palmeiras, quatro partiram. O São Paulo, eliminado logo no primeiro mata-mata. O Atlético Mineiro, suplantado na fase de grupos e daí repescado na Sul-Americana. O Athletico Paranaense e o Cruzeiro, nas oitavas.

Com o jogo desta terça, a Copa já apresentou 147 cotejos, que exibiram 47 agremiações e nos quais se registraram 348 tentos, média baixíssima de 2,37. O Boca e o River são os favoritos à outra das semis. Nas suas pelejas, respectivamente já bateram a LDU (3 X 0 no Equador) e o Cerro Porteño (do Paraguai, 2 X 0 em Buenos Aires). Os retornos ocorrem nos dias 28 e 29.

Guistavo Scarpa, o golaço do Palmeiras em Porto Alegre

Guistavo Scarpa, o golaço do Palmeiras em Porto Alegre

Estadão Conteúdo

Acontecesse no Allianz Park, este combate do Palmeiras provavelmente encheria os seus 43.713 lugares. No velho Pacaembu, 34.541 torcedores compareceram. Bastante menos do que os 47.852 que, em 20 de Agosto, em PoA, viram o Grêmio sucumbir, 0 X 1, tento de Gustavo Scarpa, um petardo de 30 metros que fulminou o perplexo e atrasado arqueiro Paulo Victor.

Então, o “Mosqueteiro do Sul” sequer esboçou uma reação, mesmo depois de, aos 77’, o “Verdão” se limitar a dez homens, conseqüência da enésima expulsão de Felipe Melo. Alegria e alívio para Renato Portaluppi, o treinador do Grêmio, azar de Felipão Scolari, do Palmeiras, fez muita falta o seu xará.

Luiz Adriano e Dudu, Palmeiras 1 X 0 em São Paulo

Luiz Adriano e Dudu, Palmeiras 1 X 0 em São Paulo

FolhaPress

Logo no seu primeiro tempo, o desafio fulgurou com dez minutos eletrizantes. Aos 15, Dudu cobrou um escanteio e a bola pererecou junto à área pequena de Paulo Victor, o arqueiro dividiu, mal, com Thiago Santos e, na sobra, Luiz Adriano aparou de destra e acertou de canhota, 1 X 0 em favor do “Verdão”.

Logo aos 17 Alisson cobrou, de longe, uma infração, a pelota alçada atrás da bequeira do Palmeiras. Everton Cebolinha, sempre serelepe, invadiu o espaço vazio e igualou, 1 X 1. Daí, mal o Palmeiras havia se resgatado do susto, aos 21, Everton endoideceu Luan e driblou o pasmado arqueiro Weverton, que se chocou com o esfuziante Cebolinha. Na sobra, Alisson cravou 2 X 1.

Alisson, o craque da virada, Grêmio 2 X 1 em São Paulo

Alisson, o craque da virada, Grêmio 2 X 1 em São Paulo

@Gremio

Resultado terrível para o “Verdão”. Apesar do agregado de 2 X 2, valeriam em dobro os tentos do “Mosqueteiro" do Sul, anotados em viagem. E o drama predominaria no segundo tempo. Felipão & Cia. tentaram e re-tentaram de tudo e muito mais, modificações na escalação, no estilo de atuar, no posicionamento em campo, e foi o Grêmio que, incrivelmente, desperdiçou mais chances de produzir os 3 X 1 do que o Palmeiras de obter os 2 X 2.

Aos 94’ uma esperança bem tênue iluminou o ânimo dos fãs do “Verdão”. Um suposto toque de braço que compeliu o árbitro Néstor Pitana, da Argentina, a consultar o VAR. Não houve o pênalti, porém. Deu Grêmio, com justiça.

Festa do "Galo" em Bogotá, 3 X 1

Festa do "Galo" em Bogotá, 3 X 1

@Atlético

Também na terça 27 o Atlético/MG abiscoitou a sua vaga numa das semis da Sul-Americana. Mesmo na altitude de Bogotá, 2.640m, conseguiu se desvencilhar do perigo de uma surpresa diante do pequeno colombiano La Equidad, que lhe pespegara um susto, na ida de Belo Horizonte, ao abrir o marcador de um jogo que terminaria em 2 X 1 em favor do “Galo”.

O alvinegro de Minas Gerais fez 3 X 1 e se habilitou para enfrentar o Colón da Argentina, talvez o primeiro jogo, em Santa Fé, no dia 18 de Setembro. Ainda neste dia 29, quinta, no Maracanã, o Fluminense e o Corinthians, que em São Paulo empacaram no 0 X 0, se digladiarão para saber quem pegará o Independiente Del Valle do Equador, aqui no Brasil, provavelmente dia 19.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Twittar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!