Silvio Lancellotti Nas chaves da Champions renasce a Juventus e despenca o Barcelona

Nas chaves da Champions renasce a Juventus e despenca o Barcelona

Graças ao empate do Chelsea com o Zenit, na Rússia, e à sua vitória sobre o Malmoe, em casa, a "Senhora" será cabeça-de-chave nas oitavas. E a "Blaugrana" terá que disputar a Europa League.

Os quinze clubes já promovidos às oitavas de final

Os quinze clubes já promovidos às oitavas de final

@ChampionsLeague

Quarta-feira impactante, esta, dia 8 de Dezembro, em que quase se complementou o quadro das 16 equipes qualificadas às oitavas de final da Champions League da Europa. Adiada por uma nevasca a peleja fundamental entre a Atalanta de Bérgamo e o Villarreal da Espanha, ficou para a quinta-feira, dia 9, a definição do vice do Manchester United no Grupo F. Já eliminado, na terça, 7, o Milan da Itália, a quarta também propôs a queda humilhante de um outro clube clássico da ChL, o Barcelona da Espanha. De todo modo, o espetáculo tem sempre que continuar. No Grupo E, despachado o Barça, seguem o Bayern da Alemanha e o Benfica de Portugal. No G, o LOSC Lille da França e o RB Salzburg da Áustria. No H, Juventus da Itália e Chelsea da Inglaterra. Na terça-feira já tinham se garantido no Grupo A o Manchester City da Inglaterra e o PSG da França; no Grupo B, o Liverpool da Inglaterra e o Porto de Portugal; no C, o Ajax da Neerlândia, novo batismo da ex-Holanda, e o Sporting de Portugal; no D, o Real Madrid da Espanha e a Internazionale da Itália.

Chiellini, Dybala, e a Juve em primeiro lugar

Chiellini, Dybala, e a Juve em primeiro lugar

@ChampionsLeague

Ficaram com o consolo dos terceiros, a respescagem na Europa League, respectivamente na mesma sequência, da Espanha, além do Barcelona o Sevilla; o Zenit da Rússia; RB Leipzig da Alemanha; Porto de Portugal; o Borussia Dortmund da Alemanha e o calouro Sheriff Tiraspol da Moldávia. Agora, na próxima segunda-feira, o dia 13, em Nyon, Suíça, no opulento QG da UEFA, a entidade que organiza o Futebol no Velho Continente, acontecerá o sorteio dos emparceiramentos. Existirão dois potes, um com os campeões e o outro com os vices de cada Grupo. Esse bingo estabelecerá os duelos que ocorrerão, na ida, em 15/16 e 22/23 de Fevereiro, e na volta em 8/9 e 15/16 de Março. Não haverá jogos de times de um mesmo país ou de um mesmo Grupo. Os cabeças-de-chave mandarão os combates de retorno. E aos terceiros sobrará a repescagem na Europa League, uma espécie de Série B.

As fichas e as sínteses dos jogos desta quarta, dia 8:


GRUPO E
Classificação:
1 – Bayern/Ale, 18pg (cabeça-de-chave)
2 – Benfica/Por, 8pg (vice)
3 – Barcelona/Esp, 7pg (à Europa League)
4 – Dinamo Kiev/Ucr, 1

O Bayern, 18 pontos em 18 disponíveis

O Bayern, 18 pontos em 18 disponíveis

@ChampionsLeague

BAYERN 3 X 0 BARCELONA
Munique, Allianz Arena, 70.000 lugares
Público: Portões fechados por causa da Covid-19
Árbitro: Ovidiu Hategan (Romênia)
Gols: Mueller, Sané, Musiala

Impressionante o rápido envelhecimento de um time que, poucos anos atrás, nos áureos idos de Pep Guardiola, hoje no Manchester City, encantava o planeta com o seu estilo de toques rápidos, insidiosos, hipnotizantes. Em nenhum momento abalou a tranqüilidade do Bayern, cujos tentos despontaram naturalmente, frutos maduros. Os “Bávaros” já haviam humilhado o “Blaugrana” na Catalunha. Desta vez, doeu bastante perceber os flagrantes das expressões de constrangimento do veterano capitão Sérgio Busquets, o líder de um resquício de esquadrão que se dissolveu.

O Benfica, a "Águia" de volta entre as melhores agremiações da Europa

O Benfica, a "Águia" de volta entre as melhores agremiações da Europa

@ChampionsLeague

BENFICA 2 X 0 DINAMO KIEV
Lisboa, Estádio da Luz, 64.642 lugares
Público: 36.591
Árbitro: Deniz Aytekin (Alemanha)
Gols: Yaremchuk, Gilberto

Com a indispensável tranqüilidade, solidez da retaguarda e eficicácia no ataque, a “Águia” de Lisboa cumpriu a sua obrigação, abriu 2 X 0 em meros 22’ e então controlou as ações para a euforia do seu treinador Jorge Jesus, aquele, o ex-Flamengo, que pôde se esbaldar, bem à sua maneira, numa sucessão de cenas histriônicas na lateral do campo.

Jogos realizados:
BARCELONA 0 X 3 BAYERN
DYNAMO KIEV 0 X 0 BENFICA
BENFICA 3 X 0 BARCELONA
BAYERN 5 X 0 DYNAMO KIEV
BARCELONA 1 X 0 DYNAMO KIEV
BENFICA 0 X 4 BAYERN
BAYERN 5 X 2 BENFICA
DYNAMO KIEV 0 X 1 BARCELONA
DINAMO KIEV 1 X 2 BAYERN
BARCELONA 0 X 0 BENFICA

GRUPO F
Classificação:
1 – Manchester United/Ing, 11pg (cabeça-de-chave)p
2 – Villarreal/Esp, 7pg (um jogo menos)
3 – Atalanta/Ita, 6pg (um jogo menos)
4 – Young Boys/Sui, 5pg (eliminado)

No Gewiss da Atalanta, a inútil operação de limpeza

No Gewiss da Atalanta, a inútil operação de limpeza

@ChampionsLeague

ATALANTA X VILLARREAL (adiado)
Bérgamo, Gewiss Stadium, 21.000 lugares
Árbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Não foi suficiente o esforço ingente dos encarregados da manutenção do ótimo gramado do Gewiss, numa batalha exaustiva com a nevasca que não cessava de desabar. As laterais do campo viraram depósitos de gelo empilhado e o mediador Anthony Taylor considerou mais adequado e seguro deixar o confronto para a tarde da quinta-feira.

O Manchester United, a ilusão do 1 X 0

O Manchester United, a ilusão do 1 X 0

@ChampionsLeague

MANCHESTER UNITED 1 X 1 YOUNG BOYS
Manchester, Old Trafford, 74.140
Público: 73.156
Árbitro: Benoît Bastien (França)
Gols: Greenwood X Rieder

Nem os britânicos e nem os helvéticos poderiam mexer na tabela e na classificação. Ainda que subisse aos sete pontos, e se igualasse, ao Villarreal o elenco da Suíça passaria às oitavas. No caso, vantagem dos espanhóis no quesito do confronto direto. Única esperança, a vitória em Old Trafford e a torcida por uma derrota da Atalanta em Bérgamo. Fechou a ChL com um empate honroso.

Jogos realizados:
YOUNG BOYS 2 X 1 MANCHESTER UNITED
VILLARREAL 2 X 2 ATALANTA
ATALANTA 1 X 0 YOUNG BOYS
MANCHESTER UNITED 2 X 1 VILLARREAL
MANCHESTER UNITED 3 X 2 ATALANTA
YOUNG BOYS 1 X 4 VILLARREAL
ATALANTA 2 X 2 MANCHESTER UNITED
VILLARREAL 2 X 0 YOUNG BOYS
VILLARREAL 0 X 2 MANCHESTER UNITED
YOUNG BOYS 3 X 3 ATALANTA

GRUPO G
Classificação:
1 – LOSC Lille/Fra, 11pg (cabeça-de-chave)
2 – RB Salzburg/Ale, 10pg (vice)
3 – Sevilla/Esp, 6pg (à Europa League)
4 – Wolfsburg/Ale, 5pg

O Lille, um inédito cabeça de chave

O Lille, um inédito cabeça de chave

@ChampionsLeague

WOLFSBURG 1 X 3 LILLE
Wolfsburg, Volkswagen Arena, 26.000 lugares
Público: 6.554
Árbitro: Daniele Orsato (Itália)
Gols: Steffen X Burak Yilmaz, David, Gomes

O tento dos mandantes apenas surgiu aos 89’. Basta essa informação para clarificar a superioridade dos franceses,

O Salzburg, enfim um time austríaco nas oitavas

O Salzburg, enfim um time austríaco nas oitavas

@ChampionsLeague

RB SALZBURG 1 X 0 SEVILLA
Salzburgo, Stadion Wals-Siezenheim, 31.895 lugares
Público: Portões fechados por causa da Covid-19)
Árbitro: Slavko Vincic (Eslovênia)
Gol: Okafor

Prélio difícil, tenso, no qual o tento de Okafor despontou aos 50’ e no primeiro arremate do Salzburg à meta dos visitantes. Que também não chegaram a ameaçar o arco dos hospedeiros e ainda se auto-prejudicaram quando Joan Jordán provocou um cartão amarelo aos 59’ e, logo depois, aos 64, repetiu a dose de estabanamento ao cometer uma infração pelas costas em Adeyemi e o árbitro Vincic, claro, lhe mostrou mais um e necessitou puxar o vermelho compulsório.

Jogos realizados:
SEVILLA 1 X 1 RB SALZBURG
LILLE 0 X 0 WOLFSBURG
RB SALZBURG 2 X 1 LILLE
WOLFSBURG 1 X 1 SEVILLA
LILLE 0 X 0 SEVILLA
RB SALZBURG 3 X 1 WOLFSBURG
SEVILLA 1 X 2 LILLE
WOLFSBURG 2 X 1 RB SALZBURG
SEVILLA 2 X 0 WOLFSBURG
LILLE 1 X 0 RB SALZBURG

GRUPO H
Classificação:
1 – Juventus/Ita, 15pg (cabeça-de-chave)
2 – Chelsea/Ing, 13pg (vice)
3 – Zenit/Rus, 5pg (à Europa League)
4 – Malmoe/Sue, 1pg

O Zenit, carrasco do Chelsea

O Zenit, carrasco do Chelsea

@ChampionsLeague

ZENIT 3 X 3 CHELSEA
São Peterburgo, Krestovsky Stadium, 64.468 lugares
Público: 29.349
Árbitro: Serdar Gozubuyk (Neerlândia)
Gols: Claudinho, Azmoun, Ozdoev X Werner/2, Lukaku

Patética, horrorosa, a exibição do Chelsea, o detentor do troféu da ChL, em visita ao estádio no qual fantasia a sua conquista do bi. Inaugurou o marcador logo aos 2’, Timo Werner. Fracassou na retaguarda e sofreu a virada, Zenit 2 X 1, desfrutes de Claudinho e Azmoun. Voltou a tomar a ponta no placar, no desencanto de Lukaku e, outra vez Werner, numa tabela belíssima com Pulisic. Mas, enfim, nos acréscimos, cedeu a liderança do Grupo e a primazia no sorteio das oitavas, quando Ozdoev arrematou de fora da área e a pelota apenas resvalou nos dedos do arqueiro Kepa, levemente adiantado. Um castigo para um time que se considerava sossegadíssimo no topo da classificação.

A Juventus, inesperadamente a ponteira no seu Grupo H

A Juventus, inesperadamente a ponteira no seu Grupo H

@ChampionsLeague

JUVENTUS 1 X 0 MALMOE
Turim, Allianz Stadium, 41.507 lugares
Público: 17.501
Árbitro: Irfan Peljto (Bósnia e Herzegovina)
Gol: Kean

Patética, horrorosa, a exibição da “Senhora”, diante de uma torcida que já começa a se impacientar com a falta de padrão no estilo imposto pelo treinador Massimiliano Allegri. Um excesso cansativo, irritante mesmo, de passes laterais, nenhuma penetração. O gol da salvação saiu num cruzamento com efeito de Bernardeschi que Moise Kean, invariavelmente atabalhoado enviou às redes. Kean, aliás, desperdiçou outras duas chances de meta escancarada. A Juve, de todo modo, no sorteio das oitavas, escapará dos rivais supostamente mais perigosos, os outros sete líderes.

Jogos realizados:
CHELSEA 1 X 0 ZENIT
MALMOE 0 X 3 JUVENTUS
ZENIT 4 X 0 MALMOE
JUVENTUS 1 X 0 CHELSEA
ZENIT 0 X 1 JUVENTUS
CHELSEA 4 X 0 MALMOE
MALMOE 0 X 1 CHELSEA
JUVENTUS 4 X 2 ZENIT
CHELSEA 4 X 0 JUVENTUS
MALMOE 1 X 1 ZENIT


As outras chaves e as suas promovidas:

No banco do City, o desalento de Pep Guardiola

No banco do City, o desalento de Pep Guardiola

@ManCity

GRUPO A
Classificação:
1 – Manchester City/Ing,12pg (cabeça-de-chave)
2 – PSG/Fra 11pg (vice)
3 – RB Leipzig/Ale, 7pg (à Europa League)
4 – Club Brugge/Bel, 4pg

Todos os jogos realizados:
MANCHESTER CITY 6 X 3 RB LEIPZIG
CLUB BRUGGE 1 X 1 PSG
RB LEIPZIG 1 X 2 CLUB BRUGGE
PSG 2 X 0 MANCHESTER CITY
CLUB BRUGGE 1 X 5 MANCHESTER CITY
PSG 3 X 2 RB LEIPZIG
RB LEIPZIG 2 X 2 PSG
MANCHESTER CITY 4 X 1 CLUB BRUGGE
MANCHESTER CITY 2 X 1 PSG
CLUB BRUGGE 0 X 5 RB LEIPZIG
RB LEIPZIG 2 X 1 MANCHESTER CITY
PSG 4 X 1 CLUB BRUGGE

No Twitter do Liverpool, Juergen Klopp & Cia.

No Twitter do Liverpool, Juergen Klopp & Cia.

@LiverpoolFC

GRUPO B
Classificação:
1 – Liverpool/Ing, 18pg (cabeça-de-chave)
2 – Atlético de Madrid/Esp, 7pg (vice)
3 – Porto/Por, 5pg (Europa League)
4 – Milan/Ita, 4 pg

Todos os jogos realizados:
LIVERPOOL 3 X 2 MILAN
ATLÉTICO DE MADRID 0 X 0 PORTO
MILAN 1 X 2 ATLÉTICO DE MADRID
PORTO 1 X 5 LIVERPOOL
ATLÉTICO DE MADRID 2 X 3 LIVERPOOL
PORTO 1 X 0 MILAN
MILAN 1 X 1 PORTO
LIVERPOOL 2 X 0 ATLÉTICO DE MADRID
LIVERPOOL 2 X 0 PORTO
ATLÉTICO DE MADRID 0 X 1 MILAN
PORTO 1 X 3 ATLÉTICO DE MADRID
MILAN 1 X 2 LIVERPOOL

O Ajax, festa pelos 100% de aproveitamento

O Ajax, festa pelos 100% de aproveitamento

@AFCAjax

GRUPO C
Classificação:
1 – Ajax/Nee, 18pg
2 – Sporting/Por, 9pg
3 – Borussia Dortmund/Ale, 9pg
4 – Besiktas/Tur, 0 pg

Jogos anteriores:
BESIKTAS 1 X 2 BORUSSIA DORTMUND
SPORTING 1 X 5 AJAX
AJAX 2 X 0 BESIKTAS
BORUSSIA DORTMUND 1 X 0 SPORTING
BESIKTAS 1 X 4 SPORTING
AJAX 4 X 0 BORUSSIA DORTMUND
BORUSSIA DORTMUND 1 X 3 AJAX
SPORTING 4 X 0 BESIKTAS
BESIKTAS 1 X 2 AJAX
SPORTING 3 X 1 BORUSSIA DORTMUND
AJAX 4 X 2 SPORTING
BORUSSIA DORTMUND 5 X 0 BESIKTAS

Real X Inter, e ambos continuam na briga

Real X Inter, e ambos continuam na briga

@realmadrid

GRUPO D
Classificação:
1 – Real Madrid/Esp, 15pg
2 – Internazionale/Ita, 10pg
3 – Sheriff/Mol, 7pg
4 – Shakhtar Donetsk/Ucr, 2pg

Jogos realizados:
SHERIFF 2 X 0 SHAKHTAR DONETSK
INTERNAZIONALE 0 X 1 REAL MADRID
SHAKHTAR DONETSK 0 X 0 INTERNAZIONALE
REAL MADRID 1 X 2 SHERIFF
SHAKHTAR DONETSK 0 X 5 REAL MADRID
INTERNAZIONALE 3 X 1 SHERIFF
REAL MADRID 2 X 1 SHAKHTAR DONETSK
SHERIFF 1 X 3 INTERNAZIONALE
INTERNAZIONALE 2 X 0 SHAKHTAR DONETSK
SHERIFF 0 X 3 REAL MADRID
REAL MADRID 2 X 0 INTERNAZIONALE
SHAKHTAR DONETSK 1 X 1 SHERIFF

Gabriel Hanot, em 1955

Gabriel Hanot, em 1955

Reprodução

Idealizada em 1955 pela prestigiosa revista semanal “L´Equipe” da França, naquela época dirigida por um antigo craque, o então jornalista Gabriel Hanot (1889-1968), nos seus primórdios a atual Champions League abrigou meros 16 times, selecionados via critérios bem vagos, como a “representatividade” e o “prestígio”, de acordo com a opinião da redação. O Real Madrid amealhou o troféu na sua primeira edição. Com o andar do tempo esses parâmetros se ajustaram e até 1993 a Champions de fato ostentou basicamente vencedores de torneios nacionais. Então, se submeteu a uma providencial revolução.

Os clubes e a taça da Champions 2021/2022

Os clubes e a taça da Champions 2021/2022

Reprodução

A partir de um ranking complexo, que considera os combates dos interclubes da Europa nas cinco temporadas imediatamente anteriores, acomodou outras agremiações e se tornou a Champions League, ou a Liga dos Campeões, a ChL, agora na sua 67ª edição no total e no seu 30º aniversário desde a reformulação radical. Em 2020/2021 o Chelsea da Inglaterra abiscoitou a sua taça de prata, 74cm de altura e 11kg de peso. E esta disputa de 2021/2022, desde o seu início, em 22 de Junho, prova ser uma das menos convencionais. Por exemplo, principiou com 80 agremiações de 54 das 55 federações da UEFA – a única exceção, Liechtenstein, com as suas sete equipes, participa, a convite, dos campeonatos da Suíça. Preservou 26 clubes de ranking superior e depositou 54 num verdadeiro moedor de eliminatórias de modo que, em mata-matas, sobrevivessem exclusivamente seis.

O Krestovsky, cenário da decisão

O Krestovsky, cenário da decisão

Reprodução

No moedor das eliminatórias ocorreram 93 jogos em que se anotaram 245 gols. Os seis times resistentes e os 26 privilegiados, ou 32, acabaram divididos, por sorteio, em oito chaves de quatro cada. E nessas chaves já houve 95 duelos nos quais se realizaram 292 gols, a média de 3,07. No acumulado, em 188 combates, 537 tentos, a média de 2.86. Num continente que, aos trambolhões, se resgata da crise provocada pela pandemia da Covid-19, se revelou ótima a afluência de público aos estádios da Champions. Nos 88 combates das chaves, 2.975.905 espectadores, a média de 31.325. Os artilheiros: Sébastien Haller (Ajax), com 10. Robert Lewandowski (Bayern), 9. Christopher Nkunku (RB Leipzig) e Salah (Liverpool), 7. Cristiano Ronaldo (Manchester United), com 6. Final em 25 de Maio de 2022, um sábado,programada para o Krestovsky Stadium de São Petersburgo, Rússia.


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas