Champions League

Silvio Lancellotti Na estreante "Conference League", um regulamento que é um labirinto

Na estreante "Conference League", um regulamento que é um labirinto

A mais nova criação da UEFA, gestão de Aleksander Ceferin, uma competição que vai mobilizar 224 agremiações e que exige duas enciclopédias e uma bússola para que se decifre o seu andamento

A taça da "Conference League"

A taça da "Conference League"

Reprodução

Com uma ultra-novidade, a introdução de uma terceira competição interclubes além da “Champíons League” e da “Europa League”, neste Julho a UEFA, a entidade que organiza o Futebol no Velho Continente, começou a se mobilizar para a temporada de 2020/21. A novidade é a “Conference League”, uma terceira divisão que já na estréia nasce gigantesca. Principiará com 181 agremiações de 54 das 55 afiliadas da UEFA (exceção única, a Espanha), e em seu desenrolar receberá 25 repescadas da “Europa League” e 18 da “Champions”.

A taça da "Europa League"

A taça da "Europa League"

UEFA

Para estruturar essa nova disputa, aliás, a UEFA precisou reformular as outras duas. Em 2020/21, a “Europa” teve 213 contendores, os 158 inscritos originais e mais 55 que a “Champions” rebaixou durante seu transcorrer. Agora, abrigará 58 equipes, 21 exclusivas e mais 37 advindas da “Champions”, eliminadas na pré-qualificação ou na fase de grupos. Com 79 agremiações na temporada anterior, a “Champions” mereceu um mínimo aumento, hospedará 80. Todavia, a fase de grupos, onde a “Champions” de fato começa a valer, já conta com 26 selecionadas pelo ranking da UEFA. Das outras 54 restarão apenas seis.

A taça da Champions League

A taça da Champions League

UEFA

Parece confuso. E, na realidade, é. Explicar de que modo funcionará a “Conference” exigiria várias enciclopédias e uma bússola. Mas eu tentarei sintetizar, pacientemente.

1
Embora a “Conference” seja uma megacompetição, não terá time da Espanha dentre os seus 224 contendores. E, neste caso, por um motivo entendível. Os regulamentos da UEFA não admitem mais do que sete agremiações de uma mesma nação no conjunto dos seus torneios. Como o Villarreal venceu a “Europa League” e ganhou vaga na “Champions”, como a Espanha já tem quatro clubes na “Champions” e dois na “Europa League”, se obrigará a sacrificar a sua presença, invariavelmente honrosa, bem na estreia da “Conference”.

O logo da Confederação do Liechtenstein

O logo da Confederação do Liechtenstein

Reprodução

2
Embora seja um país independente, o Grão-Ducado do Liechtenstein, com apenas sete clubes semi-profissionais, disputa os campeonatos da Suíça. A UEFA, todavia, lhe abriu uma vaga especial. Ficou com o Vaduz, o campeão da Copa local, o seu time de maior torcida.

A celebração do Vaduz, campeão da Copa do Liechtenstein

A celebração do Vaduz, campeão da Copa do Liechtenstein

@footbalswiss

3
Numa pré-eliminatória, que aconteceu em 8 e em 15 de Julho, jogos de ida e volta, se desafiaram 66 equipes. As 33 sobreviventes, somadas a outras 57, total 90, se bateram num segmento batizado de “Caminho da Liga”, combates no estilo mata-mata, de ida e volta, a ocorrerem de 22 até 29 de Julho. Simultaneamente, outras 18 agremiações, descartadas numa eliminatória da “Champions”, disputaram o chamado “Caminho dos Campeões”.

Alexander Ceferin, o presidente da UEFA, com a nova taça

Alexander Ceferin, o presidente da UEFA, com a nova taça

UEFA

4
Houve 54 remanescentes, 45 do “Caminho da Liga” e  nove do “Caminho dos Campeões”. Essas e mais dez, derrotadas numa qualificatória da “Champions”, ou 64, disputaram uma primeira rodada de “playoffs “. Depois, as 32 que sobrarem ainda se acumularão a outras cinco, inscritas dentre as exclusivas da "Conference" mas preservadas graças ao seu ranking, e a sete provenientes da “Europa”. Ou, 44 agremiações. Daí, as 22 ganhadoras mais outras dez repescadas da “Europa”, ou 32, se subdividirão em oito grupos de quatro cada.

A Arena Kombelare em Tirana, Albânia

A Arena Kombelare em Tirana, Albânia

stadium1

5
As vices desses oito grupos disputarão “playoffs” de ida e de retorno, em 17 e 24 de Fevereiro de 2022, com as oito terceiras colocadas das chaves “Europa League”. As oito ganhadoras então se defrontarão com as oito campeãs dos grupos da “Conference”, jogos marcados para 10 e 17 de Março. Em 18 de Março, a UEFA decidirá através de um sorteio os emparceiramentos das quartas de final, 7 e 14 de Abril, e daí designará as semis, 28 de Abril e 5 de Maio. A decisão, com o primeiro vencedor da “Conference” na História, ocorrerá em 15 de Maio na Arena Kombelare, em Tirana, Albânia. Além de um prêmio em dinheiro que pode equivaler a R$ 30mi, o campeão ganha vaga nos grupos da “Europa League”.

Você que me acompanha, ficou de cabeça torta ao ler este texto?

Pois imagine quem escreveu...


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas