Silvio Lancellotti Inteiramente espanhola a quarta-feira na Champions League da UEFA

Inteiramente espanhola a quarta-feira na Champions League da UEFA

Mesmo em visita ao Chelsea, o detentor do troféu, o Real Madrid lhe sapecou um placar clássico de 3 x 1, os três gols de Benzema. Em casa, o Villarreal fez 1 x 0 aos 8' e conteve a reação do Bayern

O segundo gol de Benzema nos 3 x 1 contra o Chelsea

O segundo gol de Benzema nos 3 x 1 contra o Chelsea

@ChampionsLeague

Depois de uma terça-feira absolutamente britânica, foi inteiramente da Espanha esta quarta, dia 5 de abril, no encerramento da jornada de ida das quartas de final da Champions League da Uefa, edição 2021/2022. Mesmo em viagem a Londres, e embora diante do detentor do troféu, pesaram bastante a história e a camisa do Real Madrid, o maior ganhador de títulos da competição, 13 vezes, 3 x 1 no Chelsea. Na outra partida da jornada, todavia, de nada valeu a tradição do Bayern, predecessor do Chelsea, seis lauréis, em visita ao pouco experiente Villarreal, que se safou com o placar mínimo de 1 x 0.


Eis as sínteses dos jogos desta quarta:

A euforia de Benzema pelo triunfo dos "Merengues"

A euforia de Benzema pelo triunfo dos "Merengues"

@ChampionsLeague

CHELSEA (Ing) 1 x 3 REAL MADRID (Esp)
Londres, Stamford Bridge, 41.837 lugares
Público: 38.689
Gols: Havertz X Benzema/3
Árbitro: Clément Turpin (França)

Protagonista recente da ChL, desde que levantou o troféu de 2011/2012 o Chelsea de Londres, hoje comandado por Thomas Tuchel, em cinco jogos anteriores estava invicto contra os “Merengues”, agora sob Carlo Ancelotti. Exibia três vitórias e duas igualdades, sete tentos a três. Debaixo de uma chuva brava, contudo, foi o Real quem despontou à frente, em meros três minutos, aos 21' e aos 24', gols de Benzema, de cabeça, em cruzamentos de Vinícius Jr. e de Modric. Quase nocauteado, o anfitrião só recuperou o seu fôlego aos 40', Kai Havertz, também de cabeça, depois de um levantamento de Jorginho. Necessitariam, os rapazes de Tuchel, de uma boa conversa estimulante no intervalo.

Mendy, um desastre no lance do terceiro gol do Real

Mendy, um desastre no lance do terceiro gol do Real

@ChampionsLeague

Faltou, na conversa, a participação crucial do arqueiro Mendy. Logo aos 46', numa barbeiragem que se transformará numa das mais antológicas de toda a aventura da ChL, plantado na sua intermediária o senegalês de 30 anos tentou sabe-se lá o que com a bola e a entregou grotescamente a Benzema, que só empurrou cerca de 35 metros à meta vazia, 3 x 1. Esvaiu-se, no desastre de Mendy, qualquer fantasia de recuperação. Até o apito derradeiro os “Blues” ainda se debateriam em busca de oxigênio. O perplexo Tuchel, no entanto, não conseguiria sobrepujar a esperteza tática de Ancelotti nem o empenho de Luka Modric, que se multiplicou no combate do meio de campo. Problemaço para o Chelsea, reverter a vantagem do Real no Bernabéu. Uma missão para supercraques.

Danjuma, o salvador do Villarreal

Danjuma, o salvador do Villarreal

@ChampionsLeague

VILLARREAL (Esp) 1 x 0 BAYERN (Ale)
Villarreal, Estadio de la Cerámica, 23.500 lugares
Público: 21.626
Gol: Danjuma
Árbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Não era um tabu, digamos, alentado. As duas equipes só tinham se defrontado em duas ocasiões, na ChL de 2011/2012. De todo modo, o Bayern, hoje sob Julian Nagelsmann, estava invicto contra o Villarreal, agora comandado por Unay Emery. Em duas porfias, duas vitórias, cinco tentos a favor e um gol contra. Logo aos 8', porém, uma falha da zaga dos “Bávaros” permitiu o 1 x 0. Do flanco, Lo Celso municiou Parejo, que tentou um tiro bem estapafúrdio. Só que a pelota sobrou para Danjuma, entre quatro adversários desatentos, o Villarreal com 1 x 0. Foi o suficiente. Desde 2019 o Bayern não zerava numa peleja.


Na terça:

De Bruyne, do City

De Bruyne, do City

@ChampionsLeague

MANCHESTER CITY (Ing) 1 x 0 ATLÉTICO DE MADRID (Esp)
Gol: De Bruyne
BENFICA DE LISBOA (Por) 1 x 3 LIVERPOOL (Ing)
Gols: Darwin Nuñez X Konaté, Mané, Luís Díaz

Luís Díaz, do Liverpool

Luís Díaz, do Liverpool

@ChampionsLeague

Semifinais, 26/27 de abril e 3/4 de maio
BEN/LIV X VIL/BAY
CHE/REA X MAN/ATL


Agora na 67ª edição desde nascer, em 1955, como Champions Cup, na 30ª desde sua ampliação e a troca de nome em 1993, esta Champions League começou em 22 de junho de 2021 com 80 agremiações de 54 das 55 federações da Uefa. Exceção: Liechtenstein, de sete equipes que participam de torneios da Suíça. Na atual formatação, a ChL privilegiou as 26 equipes de ranking superior, enquanto as outras 54 se digladiavam em mata-matas até restarem seis. Um sorteio dividiu as 32 em oito chaves de quatro. Sobreviveram, e seguiram adiante, os campeões e os vices de cada grupo. Um novo sorteio, em 11 de dezembro, determinou os desafios das oitavas. Da fase de chaves até aqui houve 116 cotejos e houve 348 gols, média de 3,00, com 3.891.484 espectadores, média de 33.547. Decisão em jogo único, programada para dia 28 de maio, um sábado, no Stade de France, em Paris.

Benzema, o grande astro da quarta-feira na Champions League

Benzema, o grande astro da quarta-feira na Champions League

@ChampionsLeague

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu Facebook. Caso saia de casa, vá com cautela e solidariedade, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas