Silvio Lancellotti Calcio: dos sete favoritos ao título, só a Juventus não (con) vence.

Calcio: dos sete favoritos ao título, só a Juventus não (con) vence.

Encerrada quase toda a rodada inicial do Italiano de 2021/2022, a "Senhora" de Max Allegri abre 2 X 0 e cede o empate à Udinese. Culpa dele, que deixou o CR7 no banco, e do seu arqueiro Szczesny.

Os vinte clubes do Campeonato Italiano de 2021/2022

Os vinte clubes do Campeonato Italiano de 2021/2022

Reprodução

Dos sete clubes que poderão brigar pelo “Scudetto” de campeão da Velha Bota nesta temporada de 2021/2022, a edição 120 da Série A do Calcio, apenas o Milan não subiu aos gramados no final de semana, na rodada de abertura do torneio. Pelo sorteio eletrônico da tabela de cotejos, fará sua estreia no certame na segunda-feira, dia 23 de Agosto. Outros cinco cumpriram todas as suas obrigações e venceram os seus primeiros prélios. Só a Juventus desperdiçou uma vantagem de 2 X 0 e perdeu um ponto em visita à Udinese. Eis os oito jogos do sábado e do domingo. E com a volta do público aos estádios – ainda que, de acordo com os protocolos anti-Covid-19, em torno de 50% de suas capacidades,


Sábado, 21 de Agosto

Çalhanoglu e Dzeko

Çalhanoglu e Dzeko

@Serie A Calcio

INTERNAZIONALE 4 X 0 GENOA
Milão, Stadio Giuseppe Meazza
Árbitro: Valerio Marini
Gols: Skriniar, Çalhanoglu, Vidal, Dzeko

Duelo de equipes simbolizadas por criaturas mitológicas, a “Biscione”, a serpente de língua de fogo da Lombardia, e o “Grifone”, o leão com cabeça de águia da Ligúria. E mesmo de treinador novo, Simone Inzaghi na posição de Antonio Conte, mesmo sem os seus transferidos, Lukaku e Hakimi, mesmo desfalcado do lesionado Sanchez e do suspenso Lautaro Martinez, a “Biscione” engoliu o “Grifone”. Mesmo ainda desentrosados, foram os destaques da Inter os recém-contratados Çalhanoglu e Edin Dzeko. Até o sereno Inzaghi se impactou: “Sinceramente, eu não sonhava com um começo melhor do que este...”

No duelo dos azuis, deu a Lazio

No duelo dos azuis, deu a Lazio

@Serie A Calcio

EMPOLI 1 X 3 LAZIO
Empoli, Stadio Carlo Castellani
Árbitro: Simone Sozza
Gols: Bandinelli X Milinkovic-Savic, Lazzari, Immobile/pen

Também o polêmico Maurizio Sarri, agora no comando da “Águia Celeste” do bem mais polêmico ainda Claudio Lotito, não imaginava a sua equipe capaz de reagir, e no alçapão dos “Azzurri” promovidos à divisão de cima, de uma forma tão imponente, depois de sofrer um tento logo aos 4’ de partida. Realizou 1 X 1 aos 6’ e então, bem ao estilo do treinador, um especialista no tudo-ou-nada, pressionou e dominou as ações até o final.

O momento do gol de Muriel

O momento do gol de Muriel

@Serie A Calcio

TORINO 1 X 2 ATALANTA
Turim, Stadio Olimpico Grande Torino
Árbitro: Daniele Chiffi
Gols: Belotti X Muriel, Piccoli

Gian Piero Gasperini, treinador da “Deusa” de Bérgamo desde 2016, ainda não solucionou o principal dilema da sua fogosa equipe: como evitar que as falhas constantes da sua retaguarda comprometam a preciosa qualidade do seu ataque. Pela enésima vez na gestão do Gasp, saiu um gol já no início do duelo. E daí, ao invés de apertar o seu rival, no caso um “Toro” irregularíssimo, concedeu o 1 X aos 79’, num lance do oportunista artilheiro Belotti. Só nos acréscimos, graças à esperteza de Piccoli, que acabara de entrar, o alívio, 2 X 1.


Domingo, 22 de Agosto

O momento do gol de Dybala

O momento do gol de Dybala

@Serie A Calcio

UDINESE 2 X 2 JUVENTUS
Ùdine, Stadio Dacia Arena
Árbitro: Ivano Pezzuto
Gols: Pereyra/pen, Deulofeu X Dybala, Cuadrado

Teve dois responsáveis o insucesso da “Velha Senhora” na peleja de estreia no campeonato da Bota. O treinador Massimiliano Allegri, em seu retorno à agremiação, que sabe-se-lá-por-quê levou à Dacia Arena uma escalação completamente diferente da ensaiada durante toda a sua preparação na semana. Deixou no banco Fede Chiesa e Cristiano Ronaldo e principiou a partida com Ramsey e com Morata. No caso do CR7, obviamente, choveram as especulações à respeito da sua saída da Juve. Pior, além de Allegri, culpadíssimo o arqueiro Wojciech Szczesny. A “Zebra”, de todo modo, abriu o marcador aos 3’ num cruzamento de Bentancur que encontrou Dybala, livre, no miolo da área da “Zebrinha”, 1 X 0. E ampliou a 2 X 0 aos 23’ num lance individual espetacular, dribles e infiltração de Cuadrado.

O momento do gol anulado do CR7

O momento do gol anulado do CR7

@Serie A Calcio

Aparentemente perdoados os pecados de Allegri, entrou em cena Szczesny. Aos 51’, num ridículo equívoco em dobro. Soltou um tiro murcho de Arslan e ainda pior, na tentativa de recuperar a pelota, cometeu um penal, que Pereyra converteu, 1 X 2. Despertado pelo susto, aos 60’ o treinador da Juve soterrou as especulações e colocou o CR7 no cotejo, na posição de Morata. Só que, aos 83’, ao invés de desferir um chutão à frente, numa bola recuada, Szczesny quis driblar Okaka, se embananou e, na sobra, Deulofeu cravou 2 X 2. Nos acréscimos, o CR7 acertou uma linda cabeçada nas redes. O VAR, porém, registrou que por milímetros estava em impedimento. Resultado que puniu o pedantismo da “Senhora”.

A comemoração do tento de Insigne, de coração nas mãos

A comemoração do tento de Insigne, de coração nas mãos

@Serie A Calcio

NAPOLI 2 X 0 VENEZIA
Nápoles, Stadio Diego Armando Maradona
Árbitro: Gianluca Aureliano
Gols: Insigne/pen, Elmas

Sem o contundido Mertens, fora dos seus planos por ao menos trinta dias, também sem Demme, este afastado por dois meses, o treinador Luciano Spalletti penou bastante para montar, na sua estreia como treinador do “Burro da Terra da Pizza”, o meio-campo que idealizava. De novo na Série A depois de uma década, porém, retrancado e na batalha por uma igualdade tolerável, o “Leão Alado” da cidade das lagunas apenas sobreviveu até que Ceccaroni cometesse, aos 62’, o segundo pênalti da peleja. Insigne, que tinha falhado no primeiro, enfim acertou, 1 X 0. Aos 72’, Elmas desfrutou uma bola vagante na área do rival e duplicou. Detalhe: o Napoli obteve o seu triunfo mesmo com somente dez homens durante três quartos do combate, excluído o estabanado Osimhen aos 23’ do tempo regulamentar.

Os abraços a Veretout, depois dos 3 X 1 da Roma

Os abraços a Veretout, depois dos 3 X 1 da Roma

@Serie A Calcio

ROMA 3 X 1 FIORENTINA
Roma, Stadio Olimpico
Árbitro: Luca Pairetto
Gols: Mkhitaryan, Veretout/2 X Milenkovic

Curiosamente silencioso, solitário em um canto do banco de reservas da sua “Loba”, o treinador José Mourinho, de retorno à Itália depois de 11 anos e da sua passagem pela Internazionale, quase não vibrou quando Mkhitaryan fez 1 X 0 aos 26’. O mediador Luca Pairetto havia suspeitado de impedimento e a sua longa consulta ao VAR esfriou as comemorações. E a Fiorentina já estava com dez no jogo, expulso o arqueiro Dragowski, aos 20’, por ter aterrado o avante Abraham fora da sua área. Aos 52’, no entanto, os times de equipararam com a exclusão de Zaniolo. E logo aos 60’ Milenkovic fez 1 X 1. Durou pouquinho, porém a festa da “Viola”. Aos 64, numa bela assistência, Abraham municiou Varetout. Que ainda faria 3 X 1 aos 76’, para se tornar inesperadamente um dos artilheiros prematuros do torneio, ao lado de Zaccagni do Verona e De Silvestri do Bologna.


Segunda-Feira, 23 de Agosto

SAMPDORIA X MILAN
Gênova, Stadio Luigi Ferraris
Árbitro: Michael Fabbri

Um dos cartazetes da Liga Série A

Um dos cartazetes da Liga Série A

Reprodução

Toda a Rodada #1

INTERNAZIONALE 4 X 0 GENOA
VERONA 2 X 3 SASSUOLO
EMPOLI 1 X 3 LAZIO
TORINO 1 X 2 ATALANTA
BOLOGNA 3 X 2 SALERNITANA
UDINESE 2 X 2 JUVENTUS
NAPOLI 2 X 0 VENEZIA
ROMA 3 X 1 FIORENTINA
CAGLIARI X SPEZIA (na segunda)
SAMPDORIA X MILAN (na segunda)


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas