Champions League

Silvio Lancellotti Atração da semana, o 36º duelo direto entre o CR7 e Lionel Messi

Atração da semana, o 36º duelo direto entre o CR7 e Lionel Messi

No desfecho de 144 horas de muito Futebol, no "Calcio" da Itália e na Liga dos Campeões da UEFA, dia 28 o grande desafio de Juventus contra Barcelona

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, Juventus X Barcelona

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, Juventus X Barcelona

Montagem Lance!

Na próxima quarta-feira, dia 28 de Outubro de 2020, às 17h00 cá do Brasil, no Allianz Stadium de Turim, Itália, caso a Covid-19 permita, acontecerá o 36º desafio entre dois personagens que já eternizaram os seus nomes nas antologias do Futebol. Talvez não se confrontem face a face, provável que não se digladiem numa bola dividida, posto que atuam em áreas opostas do gramado. De todo modo, mesmo com apenas 2.000 pessoas, convidadas, a se espalharem através dos 41.507 lugares das tribunas, bilhões de espectadores apreciarão, por imagens de TV, Cristiano Ronaldo, da Juventus, receber Lionel Messi, do Barcelona, em jogo da Liga dos Campeões da Europa.

Cristiano Ronaldo, no início do seu isolamento, ainda com a seleção de Portugal

Cristiano Ronaldo, no início do seu isolamento, ainda com a seleção de Portugal

Diogo Pinto/FPF

Depois de duas semanas de isolamento causado por um exame positivo, o CR7, assintomático, deverá retomar as suas atividades no prélio que define a liderança solitária do Grupo G da competição. Nas suas estréias, na Espanha o Barcelona sapecou 5 X 1 no Ferencvarós da Hungria, e a Juventus, por 2 X 0, superou o Dynamo Kiev em visita à Ucrânia. Messi carregará, à capital do Piemonte, uma vantagem por enquanto insuperável. Com seu time e com a seleção da Argentina, já acumulou 16 vitórias contra 10 do CR7 por quatro clubes e pela a seleção de Portugal. O platino de Rosário, os seus 33 anos completados em 24 de Junho, nesses duelos registrou 22 tentos contra os 19 do lusitano do Funchal, 35 anos comemorados em 5 de Fevereiro.

Messi e Iniesta, no Barcelona campeão da LC em 2009

Messi e Iniesta, no Barcelona campeão da LC em 2009

FCBarcelona

Data de 23 de Abril de 2008 o primeiro de seus embates, no Camp Nou da Catalunha, pela abertura das semifinais da LC. O CR7, então no Manchester United da Inglaterra, desperdiçou um penal logo aos 3’ e o jogo terminou em 0 X 0. Na volta, em Old Trafford, aos 14’ Paul Scholes fez 1 X 0 e levou os “Red Devils” à decisão contra o Chelsea de Londres. Placar de 1 X 1 no tempo normal, com tento do CR7 aos 26’, depois 0 X 0 na prorrogação e 6 X 5 nos pênaltis – Cristiano Ronaldo errou a sua cobrança, outra vez. Messi se vingaria na decisão seguinte, em 27 de Maio de 2009, Barça 2 X 0 United, ao anotar o tento inicial e ao armar o lance de Eto´o no segundo. A última peleja do CR7 com os “Red Devils” antes de se  mudar para o Real Madrid.

Ainda na Inglaterra, a primeira derrota do CR7 para Messi na LC

Ainda na Inglaterra, a primeira derrota do CR7 para Messi na LC

Reprodução YouTube

Pior, para o lusitano, aquela ocasião de 2008 foi a única em que bateu Messi numa “Champions”. E os dois não se chocam na LC desde as semifinais de 2010/2011, quando o “Blaugrana” descartou os “Merengues”, em 27 de Abril e em 3 de Maio, 2 X 0 em Madrid e 1 X 1 no Camp Nou. De novo, Messi cravou um dos tentos do Barça, em pleno Bernabéu. Aliás, em cinco partidas, duas vitórias e duas igualdades, o platino somou três gols para absolutamente zero do rival. Cristiano Ronaldo, contudo, segue muito à frente no total de tentos acumulados na LC: 130 a 115. Aliás, é o artilheiro de todos os tempos.

Messi e Cristiano Ronaldo, no evento da FIFA em 2019

Messi e Cristiano Ronaldo, no evento da FIFA em 2019

FIFA

A respeito de uma eventual convivência longe do campo, a postura de Messi parece mais diplomática: “Eu nunca me indispus com ele. Isso é coisa da Mídia.”. O CR7, de seu lado, não se poupa de algumas alfinetadas: “Normal eu não manter um relacionamento extra-esporte com ele. Eu não sou amigo inclusive de gente dos clubes em que atuei.” Numa raríssima oportunidade em que estiveram juntos, diante das câmeras e dos microfones, na entrega dos prêmios da FIFA em 2019, o CR7 ousou um gesto de aproximação: “Acho que poderemos jantar juntos, noite dessas”. Pois Messi, que tem a fama de tímido, devolveu, nada sutil: “Com certeza. Basta que você me convide”.


Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas