Silvio Lancellotti Agora, está completa a lista das 24 seleções da Eurocopa/2020/2021

Agora, está completa a lista das 24 seleções da Eurocopa/2020/2021

A Macedônia do Norte, a Escócia, a Eslováquia e a Hungria sobrepujam a Geórgia, a Sérvia, a Irlanda do Norte e a Islândia e garantem a sua classificação

Os oito que disputaram a decisão dos "playoffs" da Eurocopa 2020/2021

Os oito que disputaram a decisão dos "playoffs" da Eurocopa 2020/2021

UEFA

Depois de 262 partidas em diversas etapas eliminatórias, nas quais se anotaram 826 tentos, a média muito boa de 3,15, finalmente se definiram as 24 seleções que de fato disputarão a Eurocopa de nações. Complicada contenda, que se iniciou em 21 de Março de 2019 e que, em várias ocasiões, padeceu com o assédio da fatídica pandemia da Covid-19. Basta dizer que esta fase atual, dos derradeiros “playoffs”, já deveria ter se encerrado em Fevereiro e que a própria fase decisiva já deveria ter acabado em Junho.

Os resultados dos jogos derradeiros

Os resultados dos jogos derradeiros

UEFA

Trata-se da 16ª edição da Eurocopa, nascida em 1960 e, desde então, programada para se reprisar a cada quatro anos. Nesta versão, se inscreveram todas as 55 afiliadas da UEFA, a entidade que organiza o Futebol no Velho Continente, em cinco chaves de cinco e outras cinco de seis. Obtiveram classificação as campeãs e as vices. Das 35 restantes, as 16 melhores, de acordo com um ranking elaborado a partir da Liga das Nações, uma competição paralela idealizada pela UEFA, disputaram os “playoffs” de repescagem que, agora, alcançaram o seu desfecho.

Eis os quatro combates cruciais da quinta-feira:

A festa da Macedônia do Norte

A festa da Macedônia do Norte

@Euro2020

GEORGIA 0 X 1 MACEDÔNIA DO NORTE
Boris Paichadze Arena, Tíflis, 54.139 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Gols: Pandev

Depois de suplantar Belarus, 1 X 0, e de manter inviolada a sua meta, em casa, desde o começo dos “playoffs”, a Georgia sucumbiu à esperteza do veteraníssimo Pandev, 37 de idade. A Macedônia não perde já faz sete prélios e vai participar de uma Eurocopa de fato pela primeira vez.

A euforia da Escócia e do arqueiro Marshall

A euforia da Escócia e do arqueiro Marshall

@Euro2020

SÉRVIA 1 X 1 ESCÓCIA (4 X 5 nos penais)
Stadion Rajko Mitic, Belgrado, 53.000 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Antonio Matheu Lahoz (Espanha)

Gols: Tovic X Christie

A chuvarada geladinha não impediu que as duas seleções procurassem o ataque, e a vitória. Bom cotejo, avançadas perigosas através dos flancos e razoavelmente superior a Escócia, que registrou 1 X 0 aos 52’, uma combinação de McGregor e Christie, seu parceiro de Celtic. Obviamente, a Sérvia se atiçou na busca da igualdade e, aos 90’, numa testada de Jovic, enviou o combate à prorrogação. Ironia, a Sérvia havia abiscoitado a sua vaga nos suplementares, depois de anular o super-artilheiro Haaland e suplantar a Noruega, 2 X 1. A Escócia, porém, acumulava oito jogos sem derrota, uma façanha que não repetia desde a década de 80. A prorrogação ficou no placar nulo. E então, nos penais, com a contagem em 4 X 4, Marshall espalmou a tentativa de Mitrovic e devolveu a sua Escócia à fase que conta da Eurocopa depois de 24 anos de ausência - não obtinha vaga desde 1996.

A comemoração da Eslováquia

A comemoração da Eslováquia

@Euro2020

IRLANDA DO NORTE 1 X 2 ESLOVÁQUIA
Windsor Park, Belfast, 18.614 lugares
Plateia: 1.060
Árbitro: Felix Brych (Alemanha)

Gols: Skriniar/com X Kucka, Duris

Uma pelota mal atrasada por Saville propiciou a investida e o arremate, de chapa, de Kucka, 17’, a Eslováquia com a vantagem de 1 X 0. E tudo parecia já resolvido quando, aos 88’, Srkiniar fulminou a sua própria meta ao desviar um cruzamento de McNair, 1 X 1 e outra prorrogação no caminho da Irlanda do Norte, que não ganhava, no tempo normal, fazia sete jogos. Só que, aos 110’, um tiro longo de Kucka se desviou nas costas de Jonny Evans e sobrou para Duris. O alívio da Eslováquia, de interino no banco, Stefan Tarkovic no lugar de Pavel Hapal, demitido abruptamente duas semanas atrás.

A celebração da Hungria

A celebração da Hungria

@Euro2020

HUNGRIA 2 X 1 ISLÂNDIA
Puskás Aréna, Budapest, 67.215 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Bjoern Kuipers (Neerlândia)

Gols: Negò, Szoboszlai X Gylfi Sigurdsson

Colaborou bastante o arqueiro Gulácsi quando, aos 11’, Gylfi Sigurdsson cobrou uma infração da entrada da área da Hungria e a bola passou entre as suas mãos molengas. O azar da Islândia: acreditar que já havia garantido a sua classificação e, aos 88’, numa barbeiragem da sua defesa, permitir que Loic Negò, francês de nascimento e recém-entrado, desfrutasse uma sobra, 1 X 1. O azar em dobro, aos 90’, mesmo extenuado, Szoboszlai capturou a pelota quase na metade do gramado, avançou sem marcação e, de 25 metros, desferiu um chute rasteiro, bem no cantinho da meta, pelota que resvalou no poste e entrou, 2 X 1, prêmio justo ao melhor em campo.


Eis como ficaram as chaves da fase decisiva:

O Olímpico de Roma

O Olímpico de Roma

CONI

GRUPO A
Gales, Itália, Suíça e Turquia

Duelos previstos para Roma (Ita) e Baku (Aze) entre 11 e 20 de Junho de 2021.

GRUPO B
Bélgica, Dinamarca, Finlândia e Rússia

São Petersburgo (Rus) e Copenhague (Din) entre 12 e 21 de Junho de 2021.

A Johan Cruijff Arena de Amsterdam

A Johan Cruijff Arena de Amsterdam

Reprodução Cartão Postal

GRUPO C
Áustria, Neerlândia, Ucrânia e Macedônia do Norte

Amsterdam (Nee) e Bucarest (Rom) entre 13 e 21 de Junho.

GRUPO D
Croácia, Inglaterra, República Tcheca e Escócia

Duelos previstos para Glasgow (Esc) e Londres (Ing) entre 13 e 22 de Junho.

O San Mamés de Bilbao

O San Mamés de Bilbao

Reprodução Wikipedia

GRUPO E
Espanha, Polônia, Suécia e Eslováquia

Duelos previstos para Bilbao (Esp) e Dublin (Irl) entre 14 e 23 de Junho.

GRUPO F
Alemanha, França, Portugal e Hungria

Duelos previstos para Budapest e Munique (Ale) entre 15 e 23 de Junho.

O Teliaparken de Copenhague

O Teliaparken de Copenhague

Teliaparken

O regulamento permite que um país-sede atue ao menos duas vezes em seus domínios. Como, em suas chaves respectivas, não existem seleções correspondentes às outras cidades pré-escolhidas como anfitriãs, mesmo sem a presença eventual dos seus torcedores levam vantagem, três jogos em casa, Itália, Neerlândia, Inglaterra, Espanha e Alemanha. No caso do Grupo B, caberá, pelo ranking, à Dinamarca, mandar o prélio diante da Rússia. No caso do D, caberá à Inglaterra mandar o prélio diante da Escócia, E, no Grupo F, caberá à Alemanha mandar o prélio diante da Hungria.

A taça da Euro

A taça da Euro

UEFA

Definidas, nas chaves, as campeãs e as vices, também se resgatarão as quatro melhores terceiras colocadas. E daí as 16 remanescentes batalharão, de 27 até 30 de Junho, nos emparceiramentos das oitavas-de-final, que viajarão por Londres, Dublin, Glasgow, Amsterdam, Copenhague, Bilbao, Budapest e Bucarest. As quartas-de-final, 3 e 4 de Julho, ocorrerão em Roma, Munique, São Petersburgo e Baku. Daí, nos dias 7, 8 e 12 haverá as semis e a briga pelo título no templo sagrado do Futebol em Wembley, Londres, na Inglaterra.

Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas