Silvio Lancellotti A apresentação das duas semifinais da Liga dos Campeões de 2019/20

A apresentação das duas semifinais da Liga dos Campeões de 2019/20

Nesta terça e nesta quarta, sempre em Lisboa e sem platéia, RB Leipzig X PSG e Lyon X Bayer, dois clubes da França contra dois times da Alemanha

Os emparceiramentos das semifinais

Os emparceiramentos das semifinais

Reprodução UEFA

Acaba nesta semana a edição 65 da Liga dos Campeões da Europa, a 28ª desde que, em 1992/1993, mudou o seu nome de Cup para League. A versão mais insólita e mais bizarra desde a sua idealização pela UEFA, entidade-mãe do Futebol na Europa, em 1955. Competição tão inaudita que, pela segunda vez na sua história, ostentará nas suas semifinais dois times de um país, dois de um outro, e pela primeira vez reunirá rivais como a França e a Alemanha. Aliás, desde as suas partidas das quartas de final, esta LC ocorre em uma única cidade neutra, Lisboa, em Portugal. As semis acontecerão na terça-feira 18 e na quarta 19, RB Leipzig X PSG e Lyon X Bayern. Detalhe: desses quatro, só o Bayern já abiscoitou a taça batizada de “Orelhuda”. O último ganhador da LC foi o Liverpool, da Inglaterra.

O Liverpool, campeão de 2018/19

O Liverpool, campeão de 2018/19

liverpoolfc.com

Contribui liminarmente para o ineditismo da situação o fato de a competição se realizar sem qualquer público, a circunstância compulsória para que seguisse viva apesar dos malefícios da Covid-19. Inaugurada em 25 de Junho de 2019, então com 79 clubes de 54 afiliadas da UEFA, as suas atividades se interromperam em 11 de Março, no pico da pandemia, bem no meio das oitavas de final, para enfim retornarem no dia 7 de Agosto. Até aqui, já houve 116 partidas com 379 tentos, a média excelente de 3,27. Antes da suspensão, ainda com platéia nas arquibancadas, 4.758.398 espectadores tinham testemunhado as suas 106 pugnas, digamos, da normalidade, a média bem generosa de 44.059, volume que, nestes idos de uma pandemia que matou milhões, evidentemente, convenhamos, já não faz o menor sentido.

De máscara, a bola da Champions, que estava programada para Liverpool

De máscara, a bola da Champions, que estava programada para Liverpool

UEFA

Atrás da Espanha (18 títulos e 11 vices), da Inglaterra (13 e 9) e da Itália (12 e 16), com 7 e 10 a Alemanha ocupa a quarta colocação dos melhores do Velho Continente. O Bayern já levantou o troféu em cinco ocasiões. E caiu, na decisão, em outras cinco. Em 2013, se tornou o campeão ao bater um compatriota, o Borussia Dortmund. Que tem também um dos títulos dos germânicos. Outro com 1/1 é o Hamburgo. Têm um único vice o Eintracht Frankfurt, o Borussia Moenchengladbach e o Bayer Leverkusen.

Uma curiosidade, são tedescos três dos quatro treinadores das semis: Julian Nagelsmann do Leipzig, Hans-Dieter Flick do Bayern e Thomas Tuchel do PSG. Apenas o outro responsável técnico é um gaulês, Rudi Garcia, do Lyon. A França, 1/5, levou a LC de 1993 graças ao Marselha, que também obteve um dos vices. O Reims soma dois. Saint-Etiènne e Monaco têm um cada,

A taça da Champions, no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal, nova sede da decisão

A taça da Champions, no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal, nova sede da decisão

@ChampionsLeague

Clubes da Espanha já batalharam diretamente pela posse da “Orelhuda” em três ocasiões: o Real Madrid contra o Valencia em 2000, contra o Atlético de Madrid em 2014 e 2016. Times da Inglaterra viveram duas vezes, em uma edição, tanto a glória e a tristeza: em 2008 o Manchester United sobrepujou o Chelsea, em 2019 o Liverpool bateu o Tottenham Hotspur. A Itália concentrou as emoções em uma decisão, 2003, quando o Milan derrotou a Juventus. E agora, incrível, se ressalta mais uma peculiaridade rara. Pode coincidir de os dois elencos que desembarcarem na pugna derradeira terem se originado da mesma turma da fase de grupos. No caso, a chave G, que exibiu o Leipzig líder com 11 pontos, e o Lyon se localizou no segundo lugar com 8.


Os dois desafios da fase semifinal:

Terça-feira, 18 de Agosto
RB LEIPZIG (Ale) X PSG (Fra)
Estádio da Luz, do Benfica de Lisboa
Nunca se encontraram numa LC

Julian Naglesmann

Julian Naglesmann

@Dierotenbullen

Red Bull Leipzig
Apelido: “Die Rotten Bullen”, ou “Os Touros Vermelhos”
Cidade de origem: Leipzig
Fundação: 2009
Ranking UEFA: 32

Melhor colocação anterior: fase de grupos, 2017/18
Em 2018/2019: fase de grupos da Europa League
Nesta edição: 6vit/2emp/1der – 17gp X 9gc
Treinador: Julian Nagelsmann (Ale), 33 anos
Artilheiros: Timo Werner (Ale) e Marcel Sabitzer (Aus), 4 tentos

Thomas Tuchel

Thomas Tuchel

@PSG_inside

Paris Saint-Germain FC
Apelido: “Les Parisiens”, ou “Os Parisienses”
Cidade de origem: Paris
Fundação: 1970
Ranking UEFA: 7

Melhor colocação anterior: semifinal 1994/95
Em 2018/2019: oitavas de final
Nesta edição: 7vit/1emp/1der – 22gp X 5gc
Treinador: Thomas Tuchel (Ale), 47 anos
Artilheiros: Mauro Icardi (Ita) e Kilyan Mbappé (Fra), 5 tentos


Quarta-feira, 19 de Agosto
LYON (Fra) X BAYERN PSG (Fra)
Estádio da Luz, do Benfica de Lisboa
No passado: duas vitórias do Lyon e quarto sucessos do Bayern em oito confrontos. Nos tentos, 9 X 11.

Rudi Garcia

Rudi Garcia

@OL

Olympique Lyonnais
Apelido: “Les Gones”, ou “Os Meninos”
Cidade de origem: Lyon
Fundação: 1950
Ranking UEFA: 17

Melhor colocação anterior: semifinal 2009/10
Em 2018/2019: oitavas de final
Nesta edição: 4vit/2emp/3der – 14gp X 11gc
Treinador: Rudi Garcia, 56
Artilheiro: Memphis Depay (Ner), 6 tentos

Hans-Dieter Flick

Hans-Dieter Flick

@FCBayern

FC Bayern Muenchen
Apelido: “Die Bayern”, ou “Os Bávaros”
Munique
Fundação: 1900
Ranking UEFA: 4

Melhor Colocação: 5 títulos (mais recente em 2013)
Em 2018/2019: quartas de final
Nesta edição: 9vit/0emp/0der – 39gp X 8gc
Treinador: Hans-Dieter Flick, 55 anos
Artilheiro: Robert Lewandowski (Pol), 14


Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas