Dener seria até melhor que Neymar, garantem torcedores da Portuguesa

Clube disputa Copa Paulista e está sem divisão no futebol nacional

Gustavo, de 11 anos, vai ao Canindé com camisa de craque que nem viu jogar
Gustavo, de 11 anos, vai ao Canindé com camisa de craque que nem viu jogar André Ruoco/R7

Se atualmente Neymar é o principal nome do futebol brasileiro, há mais de 23 anos um outro jovem atleta franzino, rápido e cheio de habilidade despontava. Tratava-se de Dener. O garoto que encheu os olhos dos fãs do esporte no início da década de 1990, segundo torcedores da Lusa, poderia sim, ter tido o mesmo destino do hoje craque do Paris Saint-Germain.

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Em 19 de abril de 1994, Dener teve a carreira interrompida ao ser vítima de um trágico acidente. O jogador de 23 anos estava no carona do seu Mitsubishi Eclipse, quando bateu com um amigo na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, já estava emprestado para o Vasco. O torcedor mais antigo da Portuguesa ainda lembra com carinho e não tem dúvidas em cravar que ele teria inclusive mais sucesso que Neymar se tivesse sobretudo maior orientação.

Família está sempre unida nos jogos da Portuguesa
Família está sempre unida nos jogos da Portuguesa André Ruoco/R7

Marcos Reimão, de 56 anos, que está sempre no Canindé acompanhado do pai e do filho, não tem dúvidas do sucesso que Dener teria se transformado e espalha o lema "amor não tem divisão". Hoje, o time disputa a Copa Paulista para retornar à Série D do Brasileirão.

"O Dener é um símbolo da Portuguesa. Com ele, a Portuguesa seria um destaque da Série A. Se ele tivesse um pouco mais de cabeça, de maturidade, seria até melhor que o Neymar."

Amor pela Portuguesa atravessa gerações de torcedores no Canindé

Membro fiel da Leões da Fabulosa, Rodrigo Garba vai até além em relação às palavras do companheiro e afirma que a Lusa seria campeã mundial com o auxílio de Dener. Ele lembra como se fosse ontem o histórico gol do atacante contra o Santos, pelo Campeonato Paulista de 1993.

"Eu estava aqui no Canindé, foi meu primeiro jogo no estádio e não tem como esquecer. Só quem viveu aquela fase, sabe o que foi. Se o Dener tivesse vivo, a Portuguesa seria campeã brasileira e mundial. O Dener era fora de série, não se compara ao Neymar."

Na ocasião, Dener fez um dos gols mais bonitos de sua carreira de pouco mais de três anos, enfileirando toda defesa santista. O responsável pela narração do lance antológico foi Silvio Luiz. Questionado sobre uma possivel comparação com Neymar, ele tentou não se emocionar com o tema e ressaltou a diferença do futebol de antigamente e o de hoje.

"Não dá para comparar. O futebol daquela época era diferente. A bola era diferente, chuteira, camisa, tudo. É complicado fazer esse tipo de comparação. Mas, sem dúvida, era um craque que o Brasil perdeu."

*colaborou Pedro Rubens Santos, estagiário do R7