Silvio Lancellotti O Venezia desaba mas Thiago Motta evita a queda do Spezia

O Venezia desaba mas Thiago Motta evita a queda do Spezia

Mesmo com o 1 X 1 de Roma o time da Terra dos Canais amarga novo rebaixamento. E o treinador ítalo-brasileiro faz milagres e salva o seu clube da Ligúria das humilhações da segunda divisão.

A celebração do Spezia na Dacia Arena de Ùdine

A celebração do Spezia na Dacia Arena de Ùdine

@acsspezia

Na expectativa das duas pelejas fundamentais pela disputa do título do Campeonato Italiano de 2021/2022, aquelas que domingo envolverão o Milan e a Inter, neste sábado, dia 14 de Maio, os fãs do Futebol da Bota testemunharam três partidas cruciais para a “salvezza” do rebaixamento à Série B. Eram seis as agremiações em perigo. Pela ordem de risco na classificação: o Venezia, o Genoa, o Cagliari, a Salernitana, o Spezia e a Sampdoria. Houve, no sábado, pelejas com três dessas equipes. Uma das três, do Spezia, já se salvou. E outra, do Venezia, se despediu da Série A. Eis as fichas e as sínteses das pugnas do dia 14:

Verde e Thiago Motta, do Spezia

Verde e Thiago Motta, do Spezia

@acsspezia

UDINESE (12º/44/37) 2 X 3 SPEZIA (15º/36/37)
Ùdine, Dacia Arena
Árbitro: Gianluca Aureliano
Gols: Molina, Mari X Verde, Gyasi, Maggiore

Primorosa a reação do Spezia do ítalo-brasileiro Thiago Motta que, aritmeticamente, se livrou do risco de queda à Série B. Atrás no placar aos 26’, gol de Molina, depois de uma confusão na sua grande área, correu atrás de uma vitória e a conseguiu, espetacularmente. Aos 35’ obteve o empate num lindo voleio de Verde. E nos acréscimos da etapa inicial alcançou os 2 X 1 graças a um par de dribles de Gyasi e a um torpedo que o arqueiro Silvestri não viu por onde o ultrapassou. Melhor, chegaria aos 3 X 1 logo no início do segundo tempo, um cruzamento de Verde a Maggiore. E faria 4 X 1, aos 90’, se Manaj não perdesse um penal de Perez em Kovalenko – mandou por cima do travessão. O outro tento da Udinese, testada de Mari num alçamento de Deulofeu, ocorreu no último lance do jogo.

O lindo gol de bicicleta de Bonazzoli, da Salernitana

O lindo gol de bicicleta de Bonazzoli, da Salernitana

@OfficialUSSalernitana1919

EMPOLI (14º/38/37) 1 X 1 SALERNITANA (17º/31/37)
Empoli, Stadio Carlo Castellani
Árbitro: Dàvide Massa
Gols: Cutrone X Bonazzoli

Os torcedores da Salernitana jamais se esquecerão de dois nomes: Guiglielmo Vicario, arqueiro do Empoli, e Diego Perotti, o seu armador proveniente da Argentina. Depois que o hospedeiro dirigido por Andrea Andreazzoli abriu o marcador aos 31’ num petardo em diagonal de Cutrone, a visitante de Dàvide Nicola não cessou de pressionar em busca do empate e Vicario defendeu absolutamente tudo. Ou, quase tudo pois, aos 76’ foi impossível intervir numa vera bicicleta de Bonazzoli. Quanto a Perotti, entrou em ação aos 80’ com a incumbência de tentar um tiro de bola parada, sua especialidade, em alguma infração favorável à Salernitana. Melhor, aos 84 a visitante ganhou a chance num penal. Perotti bateu forte, mas Vicario espalmou. E a Salernitana perdeu a chance de se livrar, já, da desdita do rebaixamento. Agora depende dos jogos do Cagliari e do Genoa, neste domingo, contra a Inter e contra o Napoli. Bastante viável que se safe da tristeza, todavia.

Um resultado inútil para as duas agremiações

Um resultado inútil para as duas agremiações

@Serie A Calcio

ROMA (6º/60/37) 1 X 1 VENEZIA (20º/26/37)
Roma, Stadio Olimpico
Árbitro: Simone Sozza
Gols: Shomurodov X Okereke

No último dos prélios do sábado, obviamente o elenco do Venezia deveria pisar o campo do Olímpico desalentado pela convicção matemática do retorno à Série B. Deveria. No entanto, imediatamente, no primeiro lance da partida, Aramu cruzou e Okereke registrou de cabeça, 1 X 0. E o desânimo desabou sobre a “Loba”. Para o alívio de José Mourinho, o seu treinador, aos 32’, numa jogada distante da bola, Kiyine acertou um bicão em Pellegrini e acabou expulso. Seria complicado para o time de Andrea Soncin resistir com dez ao ímpeto da dona da casa. Com a mente depositada na decisão da Conference League no próximo dia 25 de Maio, a Roma demorou a se acertar. O gol do 1 X 1 ocorreu aos 76’ quando Shomurudov, de calcanhar, tocou a Pellegrini que bateu contra o corpo de Maenpaa, o arqueiro do Venezia. Na sobra, Shomurodov fulminou, da marca do pênalti. Um resultado inútil para o Venezia e um resultado péssimo para a “Loba”, que até pode ser ultrapassada pela Fiorentina e pela Atalanta e terminar o Campeonato sem vaga nas Copas da UEFA.

VERONA (9º/52/37) 0 X 1 TORINO (10º/50/37)
Verona, Stadio Marcantonio Bentegodi
Árbitro: Giacomo Campione
Gol: Brekalo


Dia 15 de Maio, domingo:

MILAN (1º/80/36) X ATALANTA (8º/59/36)
Milão, Stadio di San Siro
Árbitro: Daniele Orsato

Ivan Gazidis, cartola do Milan, agradece ao milhão de presentes no San Siro

Ivan Gazidis, cartola do Milan, agradece ao milhão de presentes no San Siro

@ACMilan

CAGLIARI (18º/29/36) X INTER (2º/78/36)
Càgliari, Stadio Unipol Domus
Árbitro: Daniele Doveri

NAPOLI (3º/73/36) X GENOA (19º/28/36)
Nápoles, Stadio Diego Armando Maradona
Árbitro: Michael Fabbri

BOLOGNA (13º/43/36) X SASSUOLO (11º/47/35)
Bolonha, Stadio Renato Dall’Ara
Árbitro: Dàvide Ghersini


Dia 16 de Maio, segunda-feira:

JUVENTUS (4º/69/36) X LAZIO (5º/62/36)
Turim, Allianz Stadium
Árbitro: Giovanni Ayroldi

Juventus, a nova camisa a ser vestida pelo time no cotejo contra a Lazio

Juventus, a nova camisa a ser vestida pelo time no cotejo contra a Lazio

@JuventusFC

SAMPDORIA (15º/33/36) X FIORENTINA (7º/59/36)
Genoa, Stadio Luigi Ferraris
Árbitro: Maurizio Mariani

Os principais artilheiros do "Nazionale"

Os principais artilheiros do "Nazionale"

@Serie A Calcio

Inaugurada em 21 de agosto de 2021, e com seu desfecho previsto para 22 de maio de 2022, esta edição da Série A do Futebol da Velha Bota, a 120ª na História do Calcio, a 90ª desde a implantação do campeonato de pontos corridos, já viu 364 jogos e 1.041 tentos, média de 2,86. Principais artilheiros: com 27 gols, Ciro Immobile (Lazio); Dusan Vlahovic, 23 (Fiorentina/Juve = 17/6); Lautaro Martínez (Inter), 19; Giovanni Simeone (Verona), 16; Tammy Abraham (Roma), 15; Marko Arnautovic (Bologna), Domenico Berardi e Gianluca Scamacca (Sassuolo), 14; Mario Pasalic (Atalanta), João Pedro (Cagliari), Andrea Pinamonti (Empoli), Edin Dzeko (Inter) e Viktor Osimhen (Napoli), 13; Gerard Deulofeu (Udinese) e Gianluca Caprari (Verona), 12; Dries Mertens (Napoli), Francesco Caputo (Sampdoria), Beto (Udinese) e Antonin Barak (Verona), 11.


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, vã com cautela e solidariedade, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas