Silvio Lancellotti O Milan e a Inter seguem firmes no comando do Italiano de 2021/22

O Milan e a Inter seguem firmes no comando do Italiano de 2021/22

Em jogos antecipados, porque duelarão numa das semis da Coppa Italia na próxima semana, o "Diavolo" passou pelo Genoa, 2 X 0, e a "Biscione", pelo Spezia, 3 X 1. A Inter, porém, tem um jogo menos.

Detalhe do gol de Rafael Leão, Milan 1 X 0 Genoa

Detalhe do gol de Rafael Leão, Milan 1 X 0 Genoa

@Serie A Calcio

Nada mais a discutir. Haverá mesmo, dentro de campo, o resgate de duas pelejas que a Covid-19 suspendeu, ambas cruciais para a classificação do Campeonato Nacional da Bota, temporada 2021/2022. Em 27 de Abril, Bologna X Inter. E, em 11 de Maio, Atalanta X Torino. Os senhores do “Collegio di Garanzia” do CONI, o Comitê Olímpico da Itália, uma instância suprema de julgamento de pendengas esportivas, indeferiram os recursos da Inter e da Atalanta, que tencionavam abiscoitar no tapetão as vitórias e os respectivos três pontos de tais partidas pelo não comparecimento dos seus contaminados adversários.

No Dall'Ara do adversário, a Inter espera por um Bologna que não podia comparecer

No Dall'Ara do adversário, a Inter espera por um Bologna que não podia comparecer

@Serie A Calcio

Paralelamente, em outro processo que se esticou desde a quarta-feira, dia 13, até esta sexta, dia 15, aquele da já famosa “plusvalenza”, a Justiça Federal absolveu 11 agremiações e 59 cartolas de inflarem os seus balanços financeiros com uma supervalorização de contratos de 51 atletas. No caso, a Promotoria estabeleceu como parâmetros dos tais contratos uma série de sites de Internet. À Justiça não restou nada além de considerar as acusações meramente baseadas em critérios amadores. O presidente da Juventus, Andrea Agnelli, corria o risco de ficar dez meses sem exercer as prerrogativas do cargo.

Andrea Agnelli, o presidente da Juventus

Andrea Agnelli, o presidente da Juventus

@JuventusFC

Òtimo que o Calcio se livre do incômodo de uma decisão através de golpes de tribunal. A “Biscione”, serpente mitológica da Lombardia, ainda em batalha pelo bi, pelo seu 20º título e pela segunda estrela na camisa, inclusive subiu ao gramado nesta sexta-feira, dia 15, na abertura da jornada 33 do “Nazionale”. E também atuou o Milan, seu rival de cidade e, na “stagione”, de confronto direto pelo “Scudetto”. As sínteses dos prélios desta sexta:

A Inter, festa em La Spezia

A Inter, festa em La Spezia

@Inter

SPEZIA (15º/33/33) 1 X 3 INTER (2º/69/32)
La Spezia, Stadio Alberto Picco:
Árbitro: Fabio Maresca
Gols: Maggiore X Brozovic, Lautaro Martínez, Alexis Sánchez

Orientado pelo ítalo-brasiliano Thiago Motta, que chegou a envergar as camisas das seleções das suas duas pátrias, o Spezia lutou como pôde, estóica e dignamente. Difícil, porém, sobrepujar uma Inter que, mesmo econômica nas suas ações, dispõe de um elenco muito superior. Simone Inzaghi, o seu treinador, poupou diversos titulares para o clássico importantíssimo, o "Derby della Madonnina" da Coppa Italia, na próxima terça, dia 19.

Brozovic, da Inter

Brozovic, da Inter

@Inter

Ainda assim, a “Biscione” abriu 2 X 0. Aos 31’, graças a um petardo de Brozovic, depois de um toque de testa de D’Ambrosio. Então, aos 73, num desviozinho de bico de chuteira por Lautaro Martínez, depois de um cruzamento de Perisic. Aos 88, numa virada belíssima, Maggiore fez 1 X 2. Todavia, logo em seguida, o veloz Lautaro puxou um contra-ataque e serviu Alexis Sánchez, 3 X 1. A Inter com 69 pontos e na liderança, ao menos até que o Milan, imediatamente após, principiasse a outra porfia da data, contra o Genoa.

O Milan, comemoração no San Siro

O Milan, comemoração no San Siro

@ACMilan

MILAN (1º/71/33) 2 X 0 GENOA (19º/22/33)
Milão, Stadio di San Siro
Árbitro: Daniele Chiffi
Gols: Rafael Leão, Junior Messias

Duraria exatos onze minutos a fantasia da Inter, à espera de um tropeção doméstico do “Diavolo”. Depois de uma investida preciosa do becão Kalulu, através da direita do gramado, e de um levantamento certeiro até o outro lado da área dos visitantes, Rafael Leão escorou, Milan 1 X 0. A rapidez do tento, claro, aliviou o “Diavolo” em campo e também nos seus bastidores. Indiscrições e rumores se multiplicavam na cidade a respeito da possível venda do clube, hoje posse de um grupo norte-americano, a outros investidores do Exterior, no caso, árabes do Bahrein. Os torcedores do “rossonero” não gostaram nada quando as notícias de mais uma troca de donos não-peninsulares se multiplicaram.

No telão do San Siro, o público presente

No telão do San Siro, o público presente

@ACMilan

Criada a vantagem, inapetente o Genoa, corretamente o treinador Stefano Pioli optou por determinar aos seus pupilos que guardassem fôlego para a Coppa Italia. E o prélio se tornou, perdão, uma chatice. De certa maneira, salvou o espetáculo a boa vontade de Alexander Blessin, o alemão que se tornou o terceiro treinador dos rapazes da Ligúria nesta “stagione”. Na zona de rebaixamento à Série B, já distante da chance de escapulir ao tombo, se propôs ao tudo-ou-nada. E compeliu o Milan a acordar. No seu desfecho, o jogo ao menos teve alguns instantes de empolgação. Um público incrível, afinal, de 70.258 “tifosi” num San Siro em que cabem 80.018, indubitavelmente merecia um segundo grito de gol. E, aos 86’, o persistente mineiro Junior Messias lhe propiciaria essa alegria e os 2 X 0.


No sábado, 16 de Abril:

JUVENTUS (4º/62/32) X BOLOGNA (12º/37/31)
Turim, Allianz Stadium
Árbitro: Juan Luca Sacchi

Detalhe do Allianz Stadium da Juve

Detalhe do Allianz Stadium da Juve

@JuventusFC

LAZIO (6º/55/32) X TORINO (11º/39/31)
Roma, Stadio Olìmpico
Árbitro: Alessandro Prontera

FIORENTINA (7º/53/31) X VENEZIA (18º/22/31)
Florença, Stadio Artemio Franchi
Árbitro: Rosàrio Abisso

CAGLIARI (17º/25/32) X SASSUOLO (9º/46/32)
Cágliari, Stadio Unipol Domus
Árbitro: Dàvide Massa

UDINESE (13º/36/30) X EMPOLI (14º/34/32)
Ùdine, Dacia Arena
Árbitro: Matteo Marchetti

SAMP (16º/29/31) X SALERNITANA (20º/16/30)
Gênova, Stadio Luigi Ferraris
Árbitro: Paolo Valeri


Na segunda-feira, 18 de Abril:

NAPOLI (3º/66/32) X ROMA (5º/57/32)
Nápoles, Stadio Diego Armando Maradona
Árbitro: Marco Di Bello

Um anúncio do combate do Maradona

Um anúncio do combate do Maradona

Reprodução

ATALANTA (8º/51/31) X VERONA (10º/45/32)
Bérgamo, Gewiss Stadium
Ábitro: Marco Piccinini


Inaugurada em 21 de agosto de 2021, e com seu desfecho previsto para 22 de maio de 2022, esta edição da Série A do Futebol da Velha Bota, a 120ª na História do Calcio, a 90ª desde a implantação do campeonato de pontos corridos e em turno e returno, já viu 317 jogos e 897 gols, média de 2,83. Os principais artilheiros do certame: com 24 gols, Ciro Immobile (Lazio); Dusan Vlahovic, 22 (Fiorentina/Juve = 17/5); Giovanni Simeone (Verona), 16; Lautaro Martínez (Inter) e Tammy Abraham (Roma), 15; Domenico Berardi (Sassuolo), 14; Gianluca Scamacca (Sassuolo) e Edin Dzeko (Inter), 13; João Pedro (Cagliari) e Viktor Osimhen (Napoli), 22; Marko Arnautovic (Bologna) e Beto (Udinese), 11.

Os jogos da semana pela Coppa Italia
Dia 19 de Abril, terça-feira:
INTER X MILAN
Na ida, 0 X 0

Dia 20 de Abril, quarta-feira:
JUVENTUS X FIORENTINA
Na ida: Juventus 1 X 0

Da peleja de ida, Fiorentina 0 X 1 Juve, pela Coppa Italia

Da peleja de ida, Fiorentina 0 X 1 Juve, pela Coppa Italia

Reprodução

As datas dos jogos adiados pela Covid-19
Dia 20 de Abril:
UDINESE X SALERNITANA
Dia 27 de Abril:
BOLOGNA X INTER
FIORENTINA X UDINESE
SALERNITANA X VENEZIA

Dia 11 de Maio:
ATALANTA X TORINO


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, vã com cautela e solidariedade, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas