No recomeço do Italiano, a Juve visita o Bologna e vence, 2 X 0

Bastaram 36', na etapa inicial, para que a "Senhora", num estádio obviamente vazio, celebrasse a sua manutenção na liderança do campeonato da Bota

Juve 2 X 0 Bologna, e a liderança assegurada

Juve 2 X 0 Bologna, e a liderança assegurada

juventus.com

Exatas 16 semanas depois de a Covid-19 interromper o seu desenrolar, nesta segunda-feira, dia 22 de Junho de 2020, o Campeonato Italiano retomou o seu andamento, espera-se que agora normal, embora sem platéia nos seus estádios. No sábado e no domingo, 20 e 21, já tinham se realizado as quatro pelejas mais atrasadas na temporada: Torino 1 X 1 Parma, Verona 2 X 1 Cagliari, Atalanta 4 X 1 Sassuolo, Internazionale 2 X 1 Sampdoria. E a tarde-noite da Bota, na segunda, apresentou mais três partidas pelo início da rodada 27 do certame, programado para durar 38. A derradeira, que já deveria ter acontecido, não fosse a pandemia, ficou para 2 de Agosto.

O Dall'Ara de Bologna, absolutamente vazio

O Dall'Ara de Bologna, absolutamente vazio

juventus.com

Duas das pelejas mais interessavam ao rebaixamento e ao miolo da tabela de classificação. Na capital da Toscana, a Fiorentina apenas se igualou ao precário Brescia, 1 X 1, e não subiu além dos 31 pontos enquanto o rival continuou na última posição, só 17. No calcanhar da Bota, o Milan devastou o Lecce, 4 X 1, escalou o patamar dos 39, como o Napoli, e deixou o adversário nos 25, dentro da área de rebaixamento. No coração gastronômico da Itália, enfim, houve um duelo de enorme importância para a definição do “scudetto”. A Juventus, líder, nos 63 pontos, desafiou o Bologna, 34, com duas missões paralelas: esquecer o seu fracasso na decisão da Copa Itália, dia 17, Napoli 4 X 2, na loteria dos penais; e, obrigatoriamente, derrotar o time local, de modo a manter a sua colocação, ameaçada pela Lazio, nos 62, e pela Inter, 57.

O CR7, agora 22 tentos, oito de pênalti

O CR7, agora 22 tentos, oito de pênalti

juventus.com

A “Senhora” de Maurizio Sarri enfrentou o Bologna de Sinisa Mihajlovic com uma folga absurda nas estatísticas recentes: desde 1998, apenas uma derrota solitária numa série de 34 partidas. E já principiou a preservar o ditame aos 23’ quando, apoiado pelo VAR, o mediador Gianluca Rocchi apontou uma penalidade máxima de Denswill em De Ligt. Cristiano Ronaldo converteu pela oitava vez no campeonato, o seu gol 22, cinco atrás do artilheiro Ciro Immobile, da Lázio. Melhor, para a “Senhora”, que era a “padrona” absoluta das ações, aos 36’ Dybala aproveitou um toque de calcanhar de Bernardeschi e fuzilou de 22m, placar de 2 X 0. Estivesse o CR7 em forma e o resultado se esticaria. Nos acréscimos, Danilo recebeu o segundo amarelo em dez minutos. Porém, mesmo com dez, a “Senhora” segurou os 2 X 0 e foi aos 66 pontos.

Dybala, o gol dos 2 X 0

Dybala, o gol dos 2 X 0

juventus.com

Agregadas as três desta segunda, o campeonato acumula 263 porfias e 768 tentos, a média ótima de 2,92. A Juve, claro, sonha com maus resultados da Lazio e da Inter, que se exibirão na quarta-feira, em condições diferentes. No seu Meazza, a Inter hospedará o Sassuolo, aparentemente livre do risco de queda à Série B mas distante de oferecer resistência à equipe “nerazzurra” da Lombardia. A Lazio, porém, visitará em Bérgamo a perigosa Atalanta, que tem 51 pontos, necessita se assegurar na zona de promoção à Champions League da Europa e é a dona do melhor ataque do torneio, 74 tentos, a média de 2,85. Eis as pugnas que ainda restam para se completar esta “giornata” 27:

Na revista da Lazio, a "Águia", o artilheiro Ciro Immobile

Na revista da Lazio, a "Águia", o artilheiro Ciro Immobile

@SSLazio

TERÇA, 23 DE JUNHO

Em Ferrara:
SPAL (18 pontos) X Cagliari (32)

Em Verona:
Verona (38) X Napoli (39)

Em Gênova:
Genoa (25) X Parma (36)

Em Turim:
Torino (28) X Udinese (28)


QUARTA, 24 DE JUNHO

Em Milão:
Internazionale (57) X Sassuolo (32)

Em Bérgamo:
Atalanta (51) X Lazio (62)

Em Roma:
Roma (45) X Sampdoria (26)


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Twittar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Obrigado. Fique em casa, que eu fico a dever um abração!