Silvio Lancellotti Na Supercopa da Bota, contra o Napoli, a Juve busca um resgate

Na Supercopa da Bota, contra o Napoli, a Juve busca um resgate

Nesta quarta-feira, dia 20, uma data que sobrou no meio de uma temporada compactada e retorcida, a "Senhora" e o "Burro"  se defrontam, sem público. claro. no Mapei Stadium de Reggio Emìlia

A taça da Supercopa da Itália

A taça da Supercopa da Itália

Lega Calcio

Habitualmente programada, desde 1988, para funcionar como a grande celebração de abertura de cada temporada do “Calcio”, desta vez a disputa pela Supercopa da Itália caiu, casualmente, na data que estivesse livre. Por causa da Covid-19, todo o calendário do Futebol na Europa foi retorcido, compactado, a ponto de haver a média absurda de quatro cotejos em nove dias. Daí sobrou, para o duelo entre a Juventus, ganhadora do “scudetto” de 2019/2020, e o Napoli, vencedor da Copa Itália da mesma “stagione”, este 20 de Janeiro de 2021, uma quarta-feira abandonada entre as duas “giornate” derradeiras do primeiro turno do “Nazionale” de 2020/2021. Pena. Triste. Uma outra decisão sem platéia.

O Mapei Stadium

O Mapei Stadium

Mapei SpA

Na sua edição de número 33, esta Supercopa se decidirá no Mapei Stadium – Città del Tricolore, um complexo de usos múltiplos localizado em Reggio Emilia, uma cidade de 172.000 habitantes, na região de mesmo nome, quase ao norte da Velha Bota. Empresa portentosa de produtos de cerâmica para a construção e para decoração, a Mapei pertence à Família Squinzi, também dona do Sassuolo da Série A da Bota. Não existe uma sede padrão para a final de uma Supercopa. No passado, em 19 ocasiões a disputa aconteceu na casa do campeão da Série A. Mas, já viajou à China, aos Estados Unidos, ao Qatar, à Tunísia e, na sua versão mais recente, também numa data nada costumeira, 22 de Dezembro de 2019, se realizou em Riyad na Arábia Saudita. Então, a Lazio bateu a Juventus por 3 X 1.

Na Arábia Saudita, Cristiano Ronaldo, da Juventus, testemunha a festa da Lazio, em 2019

Na Arábia Saudita, Cristiano Ronaldo, da Juventus, testemunha a festa da Lazio, em 2019

@SSLazio

A “Velha Senhora”, ou a “Zebra” de Turim, e o “Burro” da Terra da Pizza, desembarcaram na contenda atual em condições bem diversas, quase opostas. A Juve provém de uma derrota, no Meazza de Milão, Internazionale 2 X 0, que a relegou ao quinto ponto na classificação da Série A, 33 pontos, 10 atrás do líder Mílan. O Napoli dilapidou a Fiorentina, obesos 6 X 0, e subiu aos 34 pontos, terceiro lugar. Vice-líder, a Inter tem 40 pontos. A Roma, na quarta colocação, tem 34, como o Burro, mas lhe cede a posição no confronto direto, pois perdeu de 0 X 4. Verdade que a Juve e o Napoli ainda necessitam recuperar um jogo que não fizeram na rodada 3 de 4 de Outubro. Mas, ainda que abiscoite os pontos dessa porfia, a “Senhora” ficará bem distante do sonho do décimo “scudetto” em série. Precisa passar pelo “Burro”, agora, para colher um novo ânimo, quase, mesmo, que uma ressurreição.

Gattuso e Pirlo, brincalhões, num treino da Itália campeã do mundo em 2006

Gattuso e Pirlo, brincalhões, num treino da Itália campeã do mundo em 2006

FIGC

Andrea Pirlo, o treinador da Juve, carregará na sua mala de viagem até Reggio uma tonelada de problemas. A base do seu 3-5-2 dizimada pela Covid-19, titulares essenciais como o central De Ligt, os alas Cuadrado e Alex Sandro. Seus meio-campistas Arthur-Rabiot-Bentancur-Ramsey apenas registraram 2 gols em 77 pelejas acumuladas. Na frente, contundido Dybala, o artilheiro Cristiano Ronaldo já cravou 15 gols em 14 das 18 “giornate” do certame até agora. Seu parceiro Álvaro Morata, porém, em 13 jogos, apenas fez 4 tentos e, pior, ficou 13 vezes em situação de impedimento. No Napoli, Gennaro Gattuso desembarcará mais feliz no Mapei. Parecem entrosadíssimos o artilheiro Insigne, 9 gols, e seus colegas Zielinski e Lozano. E, com 40 tentos, o “Burro” ostenta o segundo melhor ataque do torneio, somente atrás dos 45 da Inter. Gattuso promete a pressão constante. Que a retaguarda exausta e humilhada da Juve do aturdido Pirlo se proteja.

A celebração da Lazio, em Riyad, na última edição da Supercopa

A celebração da Lazio, em Riyad, na última edição da Supercopa

@SSLazio

Eis a lista dos conquistadores da Supercopa:
Com 8 triunfos: Juventus
Com 7: Milan
Com 5: Internazionale e Lazio
Com 2: Roma e Napoli
Com 1: Fiorentina, Parma e Sampdoria


Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas