Silvio Lancellotti Na Copa, Inter e Napoli sofrem e um certo Hamzi salva a Juventus

Na Copa, Inter e Napoli sofrem e um certo Hamzi salva a Juventus

No sufoco da prorrogação o jovem tunisino de 21 anos faz 3 X 2 no Genoa. A "nerazzura", de novo, precisou de Lukaku. E o "Burro" da Terra da Pizza bateu o Empoli graças ao seu "tanque" Petagna.

Hamzi, o estreante salvador, corre para o abraço de Cristiano Ronaldoi

Hamzi, o estreante salvador, corre para o abraço de Cristiano Ronaldoi

@JuventusFC

Pode parecer bem estranho. Todavia, não foi repleto de alegria que Antonio Conte, o treinador da Internazionale, encarou a classificação da sua equipe à fase das quartas de final da Copa Itália de 2020/2021. E não porque, nas quartas, caberá à “Biscione”, a serpente mitológica da Lombardia, enfrentar exatamente o Milan. O motivo do seu grande incômodo ou, digamos, da sua inusitada preocupação, foi absolutamente pragmático.

Antonio Conte, o treinador da Inter, um incômodo na vitória

Antonio Conte, o treinador da Inter, um incômodo na vitória

@Inter

Conte já sabia que, no caso de a "Biscione" passar pela Fiorentina, no Estádio Artemio Franchi da capital da Toscana, a tabela da segunda competição mais importante do “Calcio” lhe designava, como adversário futuro, precisamente a sua rivalérrima de cidade. Ocorreu, entretanto, que a Inter só bateu a esquadra “Viola” aos 119’ de combate, os 29 da prorrogação, um desgaste absurdo para um elenco que, no próximo domingo, dia 17 de Janeiro, se defrontará, no “Nazionale”, duelo crucial, com a Juventus de Turim.

O momento da cobrança do pênalti por Arturo Vidal

O momento da cobrança do pênalti por Arturo Vidal

@Inter

Curiosamente, a Inter sofreu um significativo desfalque durante o seu aquecimento pré-partida. Conte se obrigou a substituir Sensi pelo chileno Arturo Vidal. Acabaria indiretamente beneficiado porque, aos 40’, na cobrança de um penal do arqueiro Terracciano em Sanchez, também chileno, Vidal anotou 1 X 0. Kouame igualaria aos 57, numa confusão na área “nerazzurra”. Enfim, quando o desafio rumava à loteria das penalidades máximas, num cruzamento alto de Barella, o “panzer” Lukaku, que Conte havia poupado até os 69’, se antecipou à zaga e fulminou de testa, 2 X 1. Mais tarde, o treinador completaria o seu relaxamento, Também o duelo da Juve se definiria nos suplementares.

A testada de Lukaku, aos 119' de combate

A testada de Lukaku, aos 119' de combate

@Inter

Tradução de "mais tarde": houve outras duas pugnas nesta quarta, dia 13 de Janeiro, pela Copa Itália. No horário intermediário, no Estádio Diego Armando Maradona da Terra da Pizza, o Napoli padeceu para sobrepujar o Empoli, um dos 20 clubes da Série B inscritos na competição juntamente com os 20 da A, mais 29 da C e 9 da D. Duas vezes o “Burro” saltou à frente, aos 18 e aos 38’, com Di Lorenzo e Lozano. Mas, duas vezes, em falhas patéticas do arqueiro Meret, aos 33 e aos 68', o suíço Nedim Bajrami recuperou o resultado.

A vibração de Lozano, do Napoli, no momnto dos 2 X 1 sobre o Empoli

A vibração de Lozano, do Napoli, no momnto dos 2 X 1 sobre o Empoli

@OfficialSSCNapoli

Gennaro Gattuso, o treinador do Napoli, lógico, mandou o seu time ao ataque. Até que, aos 76, no levantamento de um escanteio, com treze atletas aglomerados na área pequena do Empoli, o vigoroso Petagna se locupletou da confusão e empurrou à meta do atônito Furlan, que não sabia sequer para que lado olharia, 3 X 2. Nas quartas, o Napoli agora pegará o vencedor de Roma X Spezia, que se digladiam na próxima terça, 19 de Janeiro.

Petagna, o alívio, Napoli 3 X 2 Empoli

Petagna, o alívio, Napoli 3 X 2 Empoli

@OfficialSSCNapoli

Restava a última porfia da quarta, já na noite da Bota, no Allianz Stadium de Turim, entre a Juventus e o Genoa. Pelas suas pontuações no “Nazionale”, 33 e uma peleja menos contra meros 14, favoritíssima a “Senhora” sobre o “Grifone”, o leão alado da Ligúria, Andrea Pirlo, seu treinador, não hesitou em efetuar um robusto rodízio no time. Além de Buffon no arco, no posto de Szczesny, e do eterno Chiellini, sua 15ª "sragione" na Juve, no lugar de De Ligt, isolado por Covid-19, e Kulusevski no ataque com Morata, ao invés de Cristiano Ronaldo.

Kuluseviski, 1 X 0 no Genoa, antes dos 2'

Kuluseviski, 1 X 0 no Genoa, antes dos 2'

@JuventusFC

Pirlo ainda promoveu três jovens da Sub-23: o zagueiro romeno Radu Dragusin, o atacante Manolo Portanova e o meio-campista brasileiro Wesley, um baiano formado no Flamengo. Funcionou, e bem depressa. Antes dos 2’, uma linda enfiada de Chiellini colocou Kulusevski na cara de Paleari, 1 X 0. O predomínio poderia se consolidar, aos 23’ quando Bentancur lançou Kulusevski que desviou de primeira a Morata, toque delicioso do sueco e arremate do espanhol, 2 X 0. Claro, não havia platéia no Allianz, À maneira de um chefe-de-torcida, nas tribunas, Pinsoglio, um arqueiro reserva da Juve, comandou a festa pelo gol.

Pinsoglio, um arqueiro-torcedor, nas tribunas

Pinsoglio, um arqueiro-torcedor, nas tribunas

@JuventusFC

Aos 28’, no entanto, uma distração da bequeira da Juve, num cruzamento de Goldaniga, permitiu a testada de Czyborra, 1 X 2. Era ostensiva a superioridade da equipe de Pirlo, principalmente pela ótima presença de Wesley, uma auspiciosa surpresa. Faltava, de todo modo, o tento do alívio. E o “Grifone” se tornou marrento. Daí, aos 75’, com um petardo de fora da área que impactou Buffon, atrasado no vôo, Melegoni fez 2 X 2. Desnecessário sofrimento. E Pirlo se compeliu a enfim colocar Cristiano Ronaldo – no posto de Wesley.

Na sua lateral, Ballardini, o treinador do Genoa, aposta no bingo dos penais

Na sua lateral, Ballardini, o treinador do Genoa, aposta no bingo dos penais

@GenoaCFC

Consequência: a terceira prorrogação em quatro pugnas. E a alternativa óbvia de Davide Ballardini, o treinador do Genoa: segurar a “Senhora” até a eventual loteria dos penais. Não funcionou. Aos 104’, os 14 dos suplementares, depois de um bate-rebate na área pequena de Paleari, a bola sobrou para a virada de Hamzi Rafia, um tunisino de 21 anos que havia entrado no lugar de Portanova e que estreava entre os titulares. Grotescamente, a Juve refluiu e o “Grifone” não desistiu de apertar. E, no fim das contas, a “Senhora” se desgastou tanto quando a Inter, a sua adversária pelo “Nazionale”. Na Copa, pegará o sobrevivente da peleja entre o Sassuolo e a SPAL de Ferrara, que se digladiam nesta quinta.

A vibração do capitão Chiellini, na sua 15ª temporada com a Juventus

A vibração do capitão Chiellini, na sua 15ª temporada com a Juventus

@JuventusFC

Como no “Nazionale”, a Juventus de Turim domina o rol dos ganhadores com 13 títulos. A Roma já acumulou 9. A Inter e a Lazio têm 7. A Fiorentina e o Napoli, 6. Aliás, o “Burro” da Terra da Pizza é o detentor do troféu. Esta é a edição 74 da Copa Itália. Nas outras pugnas das quartas se defrontarão os ganhadores de Atalanta X Cagliari, que atuam nesta quinta, e Lazio X Parma, que se desafiam no dia 21, quinta da próxima semana. Ainda não se fixaram as datas de quartas e semis. Só as semis ocorrerão em ida e volta. E já se sabe, apenas, que será no San Siro de Milão a grande decisão, em porfia única, no dia 19 de Maio.

Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas