Silvio Lancellotti Mais um sucesso devastador da Atalanta, 6 X 2 contra o Brescia

Mais um sucesso devastador da Atalanta, 6 X 2 contra o Brescia

Na sua Bérgamo, a "Deusa" da Lombardia ignorou o visitante e o seu ataque se transformou no segundo melhor da Europa nesta temporada de 2019/20

Gasperini & pupilos celebram os 6 X 2

Gasperini & pupilos celebram os 6 X 2

#ForzaAzzurra

Com os 3 X 1 da Internazionale sobre o Torino, dia 13 de Junho, no desfecho da rodada 32 do Campeonato Italiano de 2019/20, a tabela de classificação ganhou um desenho super-interessante. Apesar de titubeante, meros 13 pontos acumulados em 18 disponíveis desde a retorno do torneio em 22 de Junho, depois de seis semanas de suspensão por causa da Covid-19, a Juventus preservou a liderança que havia conquistado na “giornata” 19, em 19 de Janeiro. E não se trata de uma liderança em perigo iminente. Apenas restam 18 pontos em disputa. E, nos 76, a “Zebra” ostenta a folga de 8 sobre a Inter e a Lazio, 9 sobre a Atalanta. Quer dizer, ostentava, atê agora.

Inter 3 X 1 Torino

Inter 3 X 1 Torino

Inter.it

Explico. A rodada 33 propõe dificuldades muito além de singelas no caminho da esquadra “bianconera” de Turim. A Lazio e a Inter atuam longe das suas casas. Na quarta-feira, 15, a “Águia” da capital ainda visitará uma inimiga talvez arisca, a Udinese, 35 pontos. Porém, é quase zero o risco à espreita da “Biscione”, a serpente mitológica da Lombardia, que na quinta enfrentará a SPAL de Ferrara, 21, praticamente rebaixada. Enquanto isso, a “Senhora” desafiará o perigosíssimo Sassuolo, proveniente de ótima vitória por 2 X 1 sobre a Lazio, em Roma, sábado, a sua oitava peleja sem derrota, 46 pontos e o sonho de obter a vaga direta na fase de grupos da futura Europa League.

Lazio 1 X 2 Sassuolo

Lazio 1 X 2 Sassuolo

@SassuoloUS

Preciosa possibilidade de evolução para a Atalanta. Que nesta terça-feira, 14, encurtou a folga para 6. De fato, apenas um infortúnio apocalíptico impediria a “Dea”, a “Deusa” de Bérgamo, de subir aos 70 pontos. Na sua Gewiss Arena, hospedou um time praticamente rebaixado, o Brescia, nos 21. Verdade que as duas agremiações se alimentam de uma rivalidade quase atávica, originada no começo do Século 20. A Atalanta nasceu em 1907. E em 1911 surgiu o Brescia, o clube das “Rondinelle”, as “Andorinhas”. Só 52,5 quilômetros distanciam as suas sedes. E esse antagonismo invariavelmente faz com que aqueles atletas menos cotados no papel se transformem, se desdobrem na busca do triunfo. Pois a dona da casa ignorou a rivalidade. E arrasou o Brescia, 6 X 2.

Fim do primeiro tempo, Atalanta 4 X 1 Brescia

Fim do primeiro tempo, Atalanta 4 X 1 Brescia

@Atalanta_BC

Logo aos 2’ a “Deusa” anotou  seu gol mais rápido nesta temporada, passe de Malinovskiy e voleio fulminante de Pasalic. Aos 4 e aos 8’, porém, o central Caldara repetiria um seu equívoco habitual quando a Atalanta assume uma vantagem no placar, a firula com a bola já dominada. Ele tinha se resgatado, na primeira falha, e retomado a pelota de Torregrossa. Na segunda, porém, o avante do Brescia não perdoou o desleixo e igualou, 1 X 1. Um susto? Que nada. A ofensiva da "Dea” de Gian Piero Gasperini não conhece esta palavra: piedade. Não se tornou, impunemente, a melhor de toda a sua história.

Muriel, via Instagram, de volta do hospital

Muriel, via Instagram, de volta do hospital

Instagram LuisMuriel

De fato, em cinco minutos, ainda dentro da etapa inicial, devastou as “Andorinhas”. Aos 25’, De Roon. Aos 28’, Malinovskiy. Aos 30’, Zapata. E o artilheiro Muriel nem foi até a Arena. Sentiu-se mal, antes da porfia, e recebeu dispensa. No intervalo, pelo Instagram, com direito a um sorrisinho tímido, tranqüilizou os companheiros. Fôra a um hospital e nada de anormal se constatou: “A caminho do estádio, e para torcer por vocês.” Pois conseguiu ver, aos 55’, Malinovskiy colocar Pasalic diante dos 5 X 1 e a Atalanta alcançar os 92 tentos no certame e sobrepujar a performance do Manchester City, 91. Superior na Europa apenas o Bayern de Munique, por enquanto nos 100.

Atalanta, a construção do gol dos 2 X 1

Atalanta, a construção do gol dos 2 X 1

@Atalanta_BC

Impressionante, deliciosa, a troca de passes da “Deusa”. E daí, aos 58’, Pasalic realizou a sua primeira “tripletta” na Bota, 6 X 1 no jogo e 93 tentos na temporada. E a etapa derradeira enfim se transformou num monólogo tragicômico. Tanto que Gasperini não hesitou em batizar estreantes na Série A, como Czyborra (da classe de 1999), Bellanova e Baby Colley (2000), Roberto Piccoli (2001). Claro que houve o natural relaxamento. E então o Brescia diminuiu a vasta diferença, aos 83’, quando o estóico Tonali roubou uma pelota na intermediária da “Deusa” e municiou Spalek, 2 X 6. Tudo bem. Gasperini & pupilos ministraram uma aula linda, magistral de Futebol.

Que se cuidem a Juve, no Calcio, o PSG & Neymar na Champions League.

Duván Zapata, camisa 91 da Atalanta, autor do gol 91 no campeonato

Duván Zapata, camisa 91 da Atalanta, autor do gol 91 no campeonato

@Atalanta_BC

Os outros jogos da rodada 33:

Quarta-feira, 15 de Julho

14h45
Bologna (42) X Napoli (52)
Milan (50) X Parma (40)
Sampdoria (35) X Cagliari (41)

16h45
Lecce (32) X Fiorentina (36)
Roma (54) X Verona (44)
Sassuolo (46) X Juventus (76)
Udinese (35) X Lazio (68)


Quinta-feira, 16 de Julho

Torino (34) X Genoa (30)
SPAL (19) X Internazionale (68)


Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas