Silvio Lancellotti Mais um gol do CR7, e a Juventus, visitante, faz 3 a 0 no Sassuolo

Mais um gol do CR7, e a Juventus, visitante, faz 3 a 0 no Sassuolo

Outra rodada favorável à "Senhora" de Turim. Passou por um rival difícil e o seu vice, o Napoli, empacado, não saiu do 0 X 0 contra a Fiorentina.

Cristiano Ronaldo, o gol dos 2 X 0 e a homenagem ao amigão Dybala, na reserva

Cristiano Ronaldo, o gol dos 2 X 0 e a homenagem ao amigão Dybala, na reserva

Twitter Juventus

No último dia 16 de setembro, rodada de número 4 do Campeonato Italiano de 2018/19, praticamente um mês depois de o certame se iniciar, enfim Cristiano Ronaldo registrou o seu primeiro tento oficial pela Juventus de Turim. A “Velha Senhora”, então, já havia acumulado 3 triunfos, 9 pontos, e realizado 7 gols, quando, aos 50’, o CR7 anotou 1 X 0 no Sassuolo. O prélio aconteceu no repleto Allianz Stadium do Piemonte, 41.507 espectadores. E, além daquele tento, o astro da Ilha da Madeira também desenharia, aos 65’, a sua primeira “doppietta” com o fardamento alvinegro da “Zebra”.

Cristiano Ronaldo, o primeiro gol dos 2 X 0 no Sassuolo em 16 de Setembro

Cristiano Ronaldo, o primeiro gol dos 2 X 0 no Sassuolo em 16 de Setembro

juventus.com

Porque o Napoli, no sábado, 8 de Fevereiro, só empatou com a Fiorentina, 0 X 0, e empacou no patamar dos 52 pontos em 69 disponíveis, neste domingo bastaria à Juve suplantar o mesmo Sassuolo no Mapei-Città del Tricolore da Emília-Romagna para escalar o degrau dos 63 e abrir, de novo, uma vantagem bem confortável de 11 na tabela de classificação. Um adversário difícil o clube apelidado de “Casca de Melancia” em razão do fardamento listrado em verde e preto. Contumaz nas malvadezas que comete contra os grandes da Bota. No jogo do turno inicial, o da proeza do CR7, ainda faria a “rete del’onore”, 1 X 2.

Esportividade, a homenagem ao gol de Khedira nas mensagens do site do Sassuolo

Esportividade, a homenagem ao gol de Khedira nas mensagens do site do Sassuolo

Twitter Sassuolo

Curiosidade: foi Massimiliano Allegri, hoje no banco da “Zebra”, quem conduziu o Sassuolo, em 2007/08, à sua antológica promoção à Série B, embrião da evolução que, em 2013, colocaria o clube na A. Curiosidade-2: Roberto De Zerbi, hoje “mister” do Sassuolo, aos 39 anos é o mais jovem treinador da A na temporada. Invicta no certame, mas de novo sem a sua celebrada bequeira BBB, a zaga de Barzagli, Bonucci e Chiellini, a Juve padeceu, no começo do cotejo, com o desentrosamento do irregular Rugani e do recém-chegado uruguaio Martín Cáceres. Aos 23’, de todo modo, um presente agraciaria a visitante. Consigli, o arqueiro da “Melancia”, bateu um tiro-de-meta direto no peito do CR7, que aparou e atirou. Desequilibrado, o arqueiro rebateu. Só que no pé destro de Khedira, Juve 1 X 0.

Juve 1 X 0 Sassuolo, os aplausos dos companheiros a Khedira

Juve 1 X 0 Sassuolo, os aplausos dos companheiros a Khedira

Twitter Juventus

Os “tifosi” menos tolerantes habitualmente reclamam da eventual falta de criatividade do meio-campo da “Zebra”, sem as listras, aliás, em Sassuolo. Trata-se, no entanto, de uma equipe de estilo pragmático, cínico, que não perdoa a mínima tolice do adversário. E que, de fato, desfruta uma sorte impressionante quando comete as suas bobagens. Como a saída estapafúrdia do arqueiro Szczesny que abandonou a sua meta, aos 55’, para tentar um domínio idiota de bola na intermediária, e Berardi arrematou fora, mesmo diante das redes escancaradas. Em compensação, aos 70’, numa jogada ensaiadíssima, Pjanic levantou um escanteio sobre a área pequena e a testa do CR7 se antecipou ao punho de Consigli, 2 X 0. O craque festejou com o gesto típico do argentino Dybala, o seu melhor amigo em Turim, em má fase e por isso, nesta peleja, relegado à reserva pelo rigorosíssimo Allegri.

Juventus, 23 partidas, 21 vitórias e 2 igualdades

Juventus, 23 partidas, 21 vitórias e 2 igualdades

Twitter Juventus

Emre Can, o turco-alemão da Juve, entrou na porfia aos 85’ e, imediatamente, na primeira pelota que tocou, ao receber um lindo passe do CR7, atirou em diagonal e detonou o Sassuolo, 3 X 0. Agora na cota dos 18 tentos, o CR7 mais se isolou no alto da relação dos “cannonieri” da Série A. E a “Zebra”, agora 63 pontos, deve até mesmo consolidar a sua tranqüilidade na luta pelo “scudetto” de número 35, insolitamente o seu oitavo consecutivo. Na próxima sexta-feira 15 hospedará o Frosinone, que surpreendeu a Sampdoria de Gênova, 1 X 0, no gramado da rival, mas, limitado aos 16 pontos, já parece antecipadamente condenado a retornar à Série B. O vice Napoli, no domingo 17, por sua vez, enfrentará um rival muito mais intrincado, o Torino, nos 34 e ainda a sonhar com uma vaga significativa na Europa League de 2019/20.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Twittar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!