Silvio Lancellotti Itália e Inglaterra, as duas seleções que, enfim, decidem a Euro 2020

Itália e Inglaterra, as duas seleções que, enfim, decidem a Euro 2020

Neste domingo, 11 de Junho, no antológico estádio de Wembley, em Londres, a "Squadra Azzurra" e a equipe dos "Three Lions" batalham pelo título da 16ª edição da Copa do Velho Continente

Roberto Mancini, da Itália, e Gareth Southgate, da Inglaterra

Roberto Mancini, da Itália, e Gareth Southgate, da Inglaterra

@Euro2020

Não eclodisse a impiedade da pandemia Covid-19 e a presente EuroCopa de seleções já teria se encerrado quase exatamente um ano atrás, em 12 de Julho de 2020. Ao menos, graças à qualidade dos protocolos de segurança que os países do Velho Mundo, na sua imensa maioria, empenhadamente respeitaram, a competição sobreviveu e, inclusive, o público, com todos os cuidados indispensáveis, pôde retornar às arquibancadas.

Chiellini, Di Lorenzo, Immobile, Donnarumma e Chiesa, da "Squadra Azzurra"

Chiellini, Di Lorenzo, Immobile, Donnarumma e Chiesa, da "Squadra Azzurra"

@Euro2020

Neste domingo, dia 11 de Julho de 2021, a preciosa disputa, que dignamente preservou o nome de Euro2020, chega ao seu encerramento, em Londres, Inglaterra, no templo sagrado de Wembley, com o duelo entre o dono da casa, o time dos “Three Lions” ou “Três Leões”, e a “Squadra Azzurra”, ou a “Esquadra Azul” da Itália. Os “Leões” se referem ao símbolo que o time ostenta em seu uniforme. E embora a bandeira da Bota seja tricolor, verde-branco-vermelho, as suas representações esportivas basicamente homenageiam a cor da Casa de Savóia, monarquia que lá reinava na época da sua Unificação, entre 1849 e 1861.

Phillips, Walker, Harry Kane, Saka e Shaw, dos "Three Lions"

Phillips, Walker, Harry Kane, Saka e Shaw, dos "Three Lions"

@EURO2020

Esta é a edição de número 16 da competição, inaugurada em 1960 com o triunfo da ex-União Soviética. Ficou com Portugal o título de 2016. Até agora, acumuladas as suas pré-eliminatórias, uma fase de chaves, uma etapa inicial de mata-matas, uma outra fase de grupos, os desafios das oitavas, das quartas e das semis, a Euro2020 apresentou 310 cotejos e registrou 961 tentos, a média de 3,10. Consequência da Covid-19, houve jogos sem qualquer platéia nos estádios. Ainda assim, foram 6.078.644 as pessoas que viram de perto as porfias, a média de 19.609. A seguir, as fichas técnicas das duas finalistas.

A taça, em Wembley

A taça, em Wembley

@EURO2020

ITÁLIA X INGLATERRA
Londres, Inglaterra, Wembley Stadium
Público: 63.500 ingressos à venda
Árbitro: Bjoern Kuipers (Neerlândia)
Auxiliares: Sander van Roekel e Erwin Zeinstra (Nee)
VAR: Bastian Dankert (Alemanha)

Retrospecto: 27jog – 10 ITA X 8 ING – 31 gols a 33

Bjoern Kuipers, da Neerlândia, o árbitro da decisão

Bjoern Kuipers, da Neerlândia, o árbitro da decisão

@EURO2020

“LA SQUADRA AZZURRA”
Finais anteriores:
1968, em Roma, Itália: 2 X 0 Iugoslávia
2000, em Rotterdam, Neerlândia: 1 X 2 França (prorrogação)
2012, em Kiev, Ucrânia: 0 X 4 Espanha

A festa da classificação da Itália

A festa da classificação da Itália

@EURO2020

Nesta Euro2020:
Grupo A – 1º/9pg/3v-0e-0d/7gp-0gc

Em Roma: 3 X 0 Turquia
Em Roma: 3 X 0 Suíça
Em Roma: 1 X 0 Gales
Oitavas, em Roma: 0 X 0 e 2 X 1 Áustria, prorrogação
Quartas, em Munique: 2 X 1 Bélgica
Semis, em Londres: 1 X 1, 0 X 0 e 4 X 2, Espanha, penais
Resumo – 6jog/5vit-1e-0d/12gp-2gc
Artilheiros: Chiesa, Immobile, Insigne, Manuel Locatelli, Matteo Pessina – 2 tentos
Treinador: Roberto Mancini, 56, desde Maio de 2018


“THE THREE LIONS”
Nenhuma decisão anterior

A festa da classificação da Inglaterra

A festa da classificação da Inglaterra

@Euro2020

Nesta Euro2020:
Grupo D – 1º/7pg/2v-1e-0d/2gp-0gc

Em Londres: 1 X 0 Croácia
Em Londres: 0 X 0 Escócia
Em Londres: 1 X 0 República Tcheca
Oitavas, em Londres: 2 X 0 Alemanha
Quartas, em Roma: 4 X 0 Ucrânia
Semis, em Londres: 1 X 1, 1 X 0 Dinamarca, prorrogação
Resumo – 6jog/5v/1e/0d/8gp-1gc
Artilheiros: Harry Kane, 4 gols; Raheem Sterling, 3
Treinador:  Gareth Southgate, 50, desde Setembro de 2016

A capa do Twitter do cotejo

A capa do Twitter do cotejo

#ITAENG

Artilheiros:
5 gols – Cristiano Ronaldo (Portugal), Patrick Schick (República Tcheca)
4 gols – Benzema (França), Forsberg (Suécia), Lukaku (Bélgica), Harry Kane (Inglaterra)
3 gols – Georginio Wijnaldum (Neerlândia), Robert Lewandowski (Polônia), Raheem Sterling (Inglaterra), Kasper Dolberg (Dinamarca), Haris Seferovic e Xherdan Shaqiri (Suíça)

Árbitros que mais apitaram:
4 jogos – Felix Brych (Alemanha), Danny Makkelie (Neerlândia)
3 jogos – Antonio Mateu Lahoz (Espanha), Daniel Siebert (Alemanha), Anthony Taylor (Inglaterra), Sergei Karasev (Rússia), Cuneyt Çakir (Turquia), Fernando Rapallini (Argentina), Bjoern Kuipers (Neerlândia), Daniele Orsato (Itália), Michael Oliver (Inglaterra), Slavko Vincic (Eslovênia)


Caso deseje, clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Veja os convocados para defender o ouro olímpico do Brasil

Últimas