Silvio Lancellotti Dos três rebeldes do Calcio, só a Juventus venceu na rodada 32

Dos três rebeldes do Calcio, só a Juventus venceu na rodada 32

Em casa, bateu o Parma, quase rebaixado, 3 X 1. Dos outros que apoiaram a fracassada Superliga, o Milan perdeu do Sassuolo, 1 X 2, e a Internazionale se limitou a uma igualdade com o Spezia, 1 X 1.

A "Senhora", única dentre os rebeldes a ganhar no Italiano

A "Senhora", única dentre os rebeldes a ganhar no Italiano

@JuventusFC

O Futebol Italiano, o celebrado “Calcio”, não teve tempo para descansar. Entre o último domingo, dia 18 de Abril e a terça-feira, dia 20, da rodada 31 à jornada 32 do seu Campeonato Nacional, temporada de 2020/2021, os seus fidelíssimos seguidores, os “tifosi”, imaginavam saborear um merecido intervalo de emoções. Inopinadamente, no entanto, um evento de caráter continental prometeu encher de emoções não só a Bota como a Europa inteira. Evento que, no fim das contas, não passou de uma bombinha.

Reação, na capa do ibérico "Marca"

Reação, na capa do ibérico "Marca"

Reprodução

Na noite de domingo, um grupo de doze clubes, dentre os quais a Internazionale, a Juventus e o Milan, seguramente os três mais importantes da Itália, de súbito anunciou que havia idealizado uma competição capaz de revolucionar o Ludopédio, uma tal de Superliga. Assim que o público, porém, compreendeu que a novidade não passava de uma ação entre amigões milionários e privilegiados, irrompeu uma reação absurdamente intensa e, já na noite da terça, a Superliga se evaporou numa fumaceira banal e vã de ridicularias.

Desmoralizaram-se não os times mas os seus cartolas. No caso da Inter e do Milan, respectivamente os prepostos do Suning Holdings Group, de origem na China, e da Elliott Management Corporation, de bases nos EUA. No caso da Juventus, muito pior, a humilhação foi personalizada e se localizou na figura de Andrea “Fiat” Agnelli que, além de ser um acionista majoritário e seu presidente, topou ser o vice de Florentino “Real Madrid” Perez na Superliga. Na Juve, fracassada a aventura, não faltou quem insinuasse a demissão de Agnelli. Nesse cenário os três times entraram em campo nesta tarde/noite de quarta.

Em Milão, a euforia do garoto Raspadori, dois gols na partida e na temporada

Em Milão, a euforia do garoto Raspadori, dois gols na partida e na temporada

@ChampionsLeague

MILAN 1 X 2 SASSUOLO
Milão, Stadio di San Siro
Árbitro: Juan Luca Sacchi

Gols: Calhanoglu X Raspadori/2

No primeiro cotejo da jornada, a ameaça de um primeiro castigo aos três rebeldes. O “Diavolo” saiu à frente, aos 30’, quando Calhanoglu recebeu um passe bem medido de Saelmaekers e, numa bela virada de direita, fulminou Consigli. Puniria o Milan, todavia, um avante reserva de nome Giovanni Raspadori, que entrou no jogo aos 64’, que só havia anotado, até então, um gol no campeonato, e que registrou dois, em meros sete minutos, aos 76’ e aos 83’, no desfrute de uma passe de Berardi, pertinho da marca do pênalti, e com um lindo torpedo diagonal de destra que o acrobático Gigi Donnarumma não alcançou.

Alex Sandro, dois tentos no Parma, e dois neste Campeonato

Alex Sandro, dois tentos no Parma, e dois neste Campeonato

@Serie A Calcio

JUVENTUS 3 X 1 PARMA
Turim, Allianz Stadium
Árbitro: Piero Giacomelli

Gols: Alex Sandro/2, de Ligt X Brugman

Com Andrea Agnelli visivelmente abatido nas tribunas, a “Senhora”, mesmo no combate de retorno de Cristiano Ronaldo, se acomodou à maior vontade do Parma quase rebaixado e concedeu o 0 X 1 aos 25’, cobrança precisa de infração de Brugman que Gigi Buffon nem teve tempo de ver como passou. Ao menos a Juve despertou antes do intervalo graças a um voleio de Alex Sandro, aos 45’. O mesmo Alex Sandro que, aos 47’, incrível, numa testada, registraria o seu segundo gol na peleja e o seu segundo na temporada. Também o zagueiro Matthijs de Ligt cravaria o seu tento de estréia no certame, aos 68', ao cabecear um corner batido por Cuadrado. Péssimo, de novo, o CR7. A “Senhora”, porém, momentaneamente recuperou, da Atalanta de Bérgamo, a terceira posição, e encostou no vice Milan.

Lukaku, da Inter, ainda dez pontos de folga, e só 18 a se disputarem no certame

Lukaku, da Inter, ainda dez pontos de folga, e só 18 a se disputarem no certame

@Serie A Calcio

SPEZIA 1 X 1 INTERNAZIONALE
La Spezia, Stadio Alberto Picco
Árbitro: Daniele Chiffi

Gols: Diego Farias X Perisic

Líder destacadérrima na tabela, a trotar em busca do seu “scudetto” de número 19, a Inter se abalou, logo aos 12’, quando o sorocabano Diego Farias, 30 de idade, na Bota desde os 18, acertou um tiro da entrada da área e detonou o arqueiro Handanovic. Aos 39’, de todo modo, Perisic empataria ao escorar um levantamento, junto ao poste do lado contrário. Uma prestação medíocre da “Biscione”, a serpente mitológica da Lombardia. Mas, ostenta 10 pontos de folga sobre o Milan, na classificação, e restam apenas 18 a se disputarem.

AFP

Todos os jogos da rodada 32:

TERÇA, dia 20 de Abril
Verona (41/10) 1 X 2 Fiorentina (33/13)

A "Viola", um bom triunfo longe de casa

A "Viola", um bom triunfo longe de casa

@Serie A Calcio

QUARTA, dia 21 de Abril
Milan(66/2) 1 X 2 Sassuolo (49/8)
Bologna (37/11) 1 X 1 Torino (30/15*)
Crotone (15/20) 0 X 1 Sampdoria (42/9)
Genoa (33/14) 2 X 2 Benevento (31/17)
Juventus (65/3) 3 X 1 Parma (20/19)
Spezia (33/15) 1 X 1 Internazionale (76/1)
Udinese (36/12) 0 X 1 Cagliari (28/18)

QUINTA, dia 22 de Abril
Roma (54/7) X Atalanta (64/4)
Napoli (60/5)  X Lazio (58/6*)

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas