Silvio Lancellotti Bravo Bayern, no seu 14º sucesso consecutivo em torneios da UEFA

Bravo Bayern, no seu 14º sucesso consecutivo em torneios da UEFA

Placar de 2 X 1 sobre o Lokomotiv, em Moscou, e a liderança tranquila do seu Grupo 1. Muito bem o Liverpool e o CIty. E péssimo o Real Madrid.

O momento do gol de Kimmich e do 14º sucesso em série do Bayern na Europa

O momento do gol de Kimmich e do 14º sucesso em série do Bayern na Europa

@FCBayern

E prosseguiu nesta terça-feira, 27 de Outubro, com oito partidas do Grupo A até o Grupo D, a etapa de chaves da Liga dos Campeões da Europa. Ainda, uma competição capenga, prejudicada pela Covid-19, pelejas em estádios vazios, outras com as suas arquibancadas submetidas aos rigores da segurança e do combate à pandemia. Nas oito porfias aconteceram 23 tentos, média de 2,88. O total da fase já ostenta 24 pelejas e 72 tentos, a média muito boa de 3.00. Nesta quarta, dia 28, ocorrerão as oito pugnas do Grupo E ao Grupo F. E a próxima rodada se desenrolará imediatamente na sequência, em 3 e em 4 de Novembro. Eis a síntese das oito partidas da terça-feira:

Festa do Bayern em Moscou

Festa do Bayern em Moscou

@FCBayern

GRUPO A

LOKOMOTIV 1 X 2 BAYERN
RZD Arena, Moscou, 27.084 lugares
Plateia: 8.196
Árbitro: István Kovács (Romênia)

Gols: Miranchuk X Goretzka, Kimmich

Pareceu bem tranqüilo o confronto quando, logo aos 13’, ao fechar uma triangulação com Tolisso e Pavard, a bola subiu à testa de Goretzka, 1 X 0 Bayern. Apoiado, porém, pela sua torcida pequenina mas ruidosa, a Lokomotiv não se entregou e, até, assumiu o comando das ações. Demorou, inclusive, o seu tento de empate, só aos 70’, numa contra-ofensiva de Zé Luiz que Miranchuk arrematou, livre diante de Neuer. Azar dos moscovitas que os tedescos sejam implacáveis, sempre que surge a oportunidade. E, aos 79’, o excelente Kimmich acertou, de virada, na entrada da área, o outro canto do paralisado arqueiro Guilherme. Agora, somados os 100% de aproveitamento na conquista de 2019/2020, o seu triunfo sobre o Sevilla na Supercopa e a sua vitória sobre o Atlético de Madrid, uma semana atrás, o Bayern alcançou, na Rússia, o seu 14º sucesso consecutivo em certames continentais.
 

Comemoração no Twitter do Atlético de Madrid

Comemoração no Twitter do Atlético de Madrid

@AúpaAtleti

ATLÉTICO DE MADRID 3 X 2 RB SALZBURG
Wanda Metropolitano, 68.456 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Marco Guida (Itália)

Gols: Lorente, João Felix/2 X Szoboszlai, Felipe/con

A chance de os “Colchoneros” salvarem a face e, talvez, escalarem a tão ansiada segunda colocação no Grupo A. O volante Marcos Llorente abriu o caminho numa linda arrancada individual aos 29’. Mas, para a fúria de Diego Simeone, o seu treinador, aos 40’ os visitantes armaram um trança-trança precioso na entrada da área do inimigo e, ao receber, livre, de Berisha, o excelente Szoboszolai arrematou, 1 X 1. Berisha ainda perpetrou um outro susto ao induzir o autogol de Felie, 2 X 1 para os visitantes aos 47’, numa distração da retaguarda dos espanhóis. Predominou, de todo modo, a vibração latina. Aos 52’, João Félix, depois de tabelar com Suárez. E, aos 85’, de novo João Félix, o melhor do cotejo, ao aparar um cruzamento de Lemar.

Classificação:
BAYERN MUENCHEN (Alemanha)

6pts – 2vit/0emp/0der – 6gp/1gc
ATLÉTICO DE MADRID (Espanha)
3pts – 1vit/0emp/1der – 3gp/6gc
RB SALZBURG (Áustria)
1pts – 0vit/1emp/1der – 4gp/5gc
LOKOMOTIV MOSCOU (Rússia)
1pts – 0vit/1emp/1der – 3gp/4gc


GRUPO B

Lukaku, da Inter perde um gol na cara do arqueiro Trubin, do Shakhtar

Lukaku, da Inter perde um gol na cara do arqueiro Trubin, do Shakhtar

@Inter

SHAKHTAR DONETSK 0 X 0 INTERNAZIONALE
NSC Olympiyskiy, Kiev, 70.050 lugares
Plateia: 19.178
Árbitro: Georgy Kabakov (Bulgária)

Um tira-teima medíocre. Nem conseguiram os ucranianos repetir, em casa, o impacto da sua visita à Espanha, e nem a “Nerazzurra” cessou de alternar bons e maus combates.

O momento do primeiro tento de Marcus Thuram

O momento do primeiro tento de Marcus Thuram

@ChampionsLeague

BORUSSIA M’GLADBACH 2 X 2 REAL MADRID
Borussia-Park, Moenchengladbach, 46.249 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Orel Grinfeld (Israel)

Gols: Marcus Thuram/2 X Benzema, Casemiro

Uma complicação descomunal diante dos “Merengues”, que não poderiam perder. Mas que não se ajustaram no gramado, diante de um elenco mais voluntarioso do que categórico. Num contra-ataque fuminante surgiu o tento do 1 X 0, aos 33’, registro de Marcus Thuram, um filho do craque Lilian, com 142 aparições o recordista de “Les Bleus” da seleção da França. Caberia a Casemiro, numa atuação soberba, conduzir o Real ao alívio do empate. Aos 87’, acrobaticamente, quase na linha de fundo, ele evitou, de cocoruto, que se evaporasse um alçamento de Valverde. Testou para trás e Benzema finalizou, quase de bicicleta. Então, nos acréscimos, Modric levantou, Sérgio Ramos escorou e Casemiro se imiscuiu entre os beques para obter a igualdade salvadora do aflito elenco do treinador Zinedine Zidane.

Classificação:
SHAKHTAR DONETSK (Ucrânia)

4pts – 1vit/1mp/0der – 3gp/2gc
BORUSSIA MOENCHENGLADBACH (Alemanha)
2pts – 0vit/2emp/0der – 4gp/4gc
INTERNAZIONALE (Itália)
2pts – 0vit/2emp/0der – 2gp/2gc
REAL MADRID (Espanha)
1pts – 0vit/1emp/1der – 3gp/4gc


GRUPO C

Sérgio Oliveira, do Porto, uma assistência e um tento

Sérgio Oliveira, do Porto, uma assistência e um tento

@FCPorto

PORTO 2 X 0 OLYMPÍACOS
Estádio do Dragão, 50.033 lugares
Plateia: 2.450
Árbitro: Daniel Siebert (Alemanha)

Gols: Fábio Vieira, Sérgio Oliveira

Ainda que seja bastante cedo para qualquer especulação a respeito da consolidação deste Grupo C, óbvios favoritos os “Citizens” da Inglaterra, o Porto saiu à frente na briga pela segunda vaga. E saiu graças a uma falha grotesca de Bouchalakis, que entregou uma bola dominada na linha da sua grande área,  Eram os 11’. Fábio Vieira desfrutou a sobra e perpetrou 1 X 0. Estabanadamente, os helênicos tentaram a reação. Mas, não chegaram a assustar os lusitanos, que contiveram as ameaças e aos 85’ se aliviaram com Sérgio Oliveira que aparou de testa o cruzamento de Marega.

Rahem Sterling, outra atuação magnífica

Rahem Sterling, outra atuação magnífica

@ManCity

MARSEILLE 0 X 3 MANCHESTER CITY
Stade Vélodrome, 67.894 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Tobias Stieler (Alemanha)

Gols: Ferrán Torres, Gundogan, Sterling

Mesmo em viagem, difícil de descartar o favoritismo dos pupilos de Pep Guardiola. Que estabeleceram 1 X 0 aos 18’, um passe delicioso de De Bruyne para Ferrán Torres, prevaleceram nas ações sem sobressaltos, e triplicaram o seu tesouro aos 76’ e aos 81’ com Gundogan e o precioso Sterling.

Classificação:
MANCHESTER CITY (Inglaterra)

6pts – 2vit/0emp/0der – 6pg/1gc
PORTO (Portugal)
3pts – 1vit/0emp/1der = 3gp/3gc
OLYMPÍACOS (Grécia)
3pts – 1vit/0emp/1der = 1gp/2gc
MARSEILLE (França)
0pts = 0vit/0emp/2der – 0gp/4gc


GRUPO D

João Félix, o gol 10.000 da história do Liverpool

João Félix, o gol 10.000 da história do Liverpool

@LFC

LIVERPOOL 2 X 0 MIDTJYLLAND
Anfield Road, 53.394 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Pawel Raczkovski (Polônia)

Gols: Diogo Jota, Salah/pen

Impressionante a retranca estruturada por Brian Priske, o treinador dos dinamarqueses, exclusivamente empenhado em não levar uma outra surra, depois dos 0 X 4 em casa, obra e arte da Atalanta. Conseguiu conter a superioridade dos “Reds” até os 55’, quando Diogo Jota se locupletou de uma bela investida de Alexander-Arnold e anotou 1 X 0 na cara de Mikkel Andersen, o seu sétimo tento em sete pugnas com a camisa vermelha em certames da UEFA, o gol de número 10.000 da história do clube. Daí, apenas nos acréscimos o Liverpool ampliou, graças a um penal de Paulinho em Salah. O egípcio, que havia entrado aos 60’, converteu com a frieza costumeira.

Duván Zapata, o salvador da Atalanta

Duván Zapata, o salvador da Atalanta

@Atalanta_BC

ATALANTA 2 X 2 AJAX
Atleti Azzurri d’Italia, 21.300 lugares
Plateia: 0
Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia)

Gols: Duván Zapata/2 X Tadic/pen, Traoré

Chocou, no primeiro tempo, o excessivo pedantismo da “Deusa” de Bérgamo, que abusou de firulas, desperdiçou uma tonelada de gols e desceu aos vestiários com 0 X 2 no placar. Aos 30’, Tadic, na cobrança de um penal que Traoré sofreu, o pé altíssimo, no seu peito, de Gosens. Aos 38’, de novo Traoré, ao aproveitar uma falha espafúrdia do arqueiro Sportiello, a bola cruzada que um meninote cataria. No intervalo, com certeza, Gian Piero Gasperini, o treinador da Atalanta, revolucionou o humor dos seus rapazes. E a “Deusa” reagiu em duas jogadas de Duván Zapata. Aos 54’, uma testada depois de um alçamento de Gómez. Aos 60, numa arrancada furiosa pela direita.

Classificação:
LIVERPOOL (Inglaterra)

6pts – 2vit/0emp/0der – 3gp/0gc
ATALANTA (Itália)
4pts – 1vit/0emp/0der – 6gp/2gc
AJAX (NEERLÂNDIA)
1pts – 0vit/1emp/1der – 2gp/3gc
MIDTJYLLAND (Dinamarca)
0pts – 0vit/0emp/2der – 0gp/6gc


As pelejas da quarta, 28:

GRUPO E

O Krasnodar Stadium

O Krasnodar Stadium

@FCKrasnodar

KRASNODAR X CHELSEA
Krasnodar Stadium, 35.074 lugares
Árbitro: Ali Palabiyik (Turquia)

A péssima apresentação dos “Blues” diante do Sevilla tinge de dúvidas a sua visita aos estreantes da Rússia.

SEVILLA X RENNES
Ramón Sánchez Pizjuán, 43.883 lugares
Árbitro: Cuney Çakir (Turquia)

Em casa, ultra-favorito o atual campeão da Liga Europa.

Classificação:
KRASNODAR (Rússia)

1pts – 0vit/1emp/0der – 1gp/1gc
RENNES (França)
1pts – 0vit/1emp/0der – 1gp/1gc
SEVILLA (Espanha)
1pts – 0vit/1emp/0der – 0gp/0gc
CHELSEA (Inglaterra)
1pts – 0vit/1emp/0der – 0gp/0gc


GRUPO F

O Wesfalenstadion

O Wesfalenstadion

Borussia Doirtmund

BORUSSIA DORTMUND X ZENIT
Westfalenstadion, 65.829 lugares
Árbitro: Bjoern Kuipers (Neerlândia)

Obrigatório um sucesso da “Muralha Amarela”.

CLUB BRUGGE X LAZIO
Jan Breydel Stadion, Bruges, 29.062 lugares
Árbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Um duelo inesperado pela liderança do Grupo. Em visita à Bélgica, a “Aguia” poderá atestar que dispõe do melhor elenco deste quarteto. Quanto ao time “Blauw-Zwart”, ou “Azul-Preto”, poderá provar que não foi fortuita a proeza de suplantar o campeão da Rússia no campo do inimigo.

Classificação:
LAZIO (Itália)

3pts – 1vit/0emp/0der – 3gp/1gc
CLUB BRUGGE (Bélgica)
3pts – 1vit/0emp/0der – 2gp/1gc
ZENIT SAINT PETERSBURG (Rússia)
0pts – 0vit/0emp/1der – 1gp/2gc
BORUSSIA DORTMUND (Alemanha)
0pts – 0vit/0emp/1der – 1gp/3gc


GRUPO G

O Allianz Stadium

O Allianz Stadium

@JuventusFC

JUVENTUS X BARCELONA
Allianz Stadium, Turim, 41.507 lugares
Árbitro: Danny Makkelie (Neerlândia)

Evidentemente, todas as expectativas se concentram neste clássico do Continente, inclusive porque deverá ostentar o confronto de número 36 entre Cristiano Ronaldo e Leo Messi. Até aqui, vantagem do argentino por 16 X 10.

FERENCVARÓS X DYNAMO KYIV
Groupama Arena, Budapeste, 22.000 lugares
Árbitro: Ivan Kruzliak (Eslováquia)

Uma briga pela possibilidade da repescagem na LE. E só.

Classificação:
BARCELONA (Espanha)

3pts – 1vit/0emp/0der – 5gp/1gc
JUVENTUS (Itália)
3pts – 1vit/0emp/0der – 2gp/0gc
DYNAMO KYIV (Ucrânia)
0pts – 0vit/0emp/1der – 0gp/2gc
FERENCVARÓS (Hungria)
0pts – 0vit/0emp/1der – 1gp/5gc


GRUPO H

O Fatih Terim Stadyumu

O Fatih Terim Stadyumu

@FatihTeriumStadyumu

ISTAMBUL BASAKSEHIR X PSG
Fatih Terim Stadyumu, Istambul, 17.156 lugares
Árbitro: Andreas Ekberg (Suécia)

Obrigatório um sucesso dos “Parisiens”.

MANCHESTER UNITED X RB LEIPZIG
Old Trafford, 74.140 lugares
Árbitro: Slavko Vincic (Eslovênia)

Não será tranquila a missão dos “Red Devils”.

Classificação:
RB LEIPZIG (Alemanha)

3pts – 1vit/0emp/0der – 2gc/0gc
MANCHESTER UNITED (Inglaterra)
3pts – 1vit/0emp/0der – 2gp/1gc
PARIS SAINT-GERMAIN (França)
0pts – 0vit/0emp/1der – 1gp/2gc
ISTAMBUL BASAKSEHIR (Turquia)
0pts – 0vit/0emp/1der – 0gp/2gc

Os 32 clubes da Fase de Grupos

Os 32 clubes da Fase de Grupos

Reprodução

Agora na sua temporada de número 66, a 29ª desde que, em 1992, trocou de batismo e deixou de ser a Copa dos Campeões, esta edição da Liga, a “Champions League”, principiou no dia 8 de Agosto com 79 equipes de 54 das suas 55 federações afiliadas. A exceção: Liechtenstein, cujos times disputam os certames anuais da Suíça. Antes da atual fase de chaves, houve 51 combates eliminatórios nos quais se registraram 142 tentos, a média de 2,78. Ou, acumulados, até aqui, 75 cotejos com 214 tentos, a média de 2,85. As chaves se completarão em 8 de Dezembro.

A taça da Champions League

A taça da Champions League

UEFA

Cada Grupo promoverá seu líder e seu vice às oitavas de final. Os terceiros colocados poderão se consolar com a repescagem na Liga Europa. E, em 14 de Dezembro, um sorteio produzirá os emparceiramentos das oitavas, por enquanto marcados para 16/17 e 23/24 de Fevereiro, nas porfias de ida, e 9/10 e 16/17 de Março de 2021 naquelas de volta. Um novo bingo, em 19 de Março, determinará os cotejos das quartas, sempre em ida e volta, 6/7 e 13/14 de Abril, e das duas semis, em 27/28 de Abril e em 4/5 de Maio. Final: 29 de Maio, no Ataturk, Istambul, Turquia.


Gostou? Clique num dos ícones para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, use máscara. E fique com o meu abração virtual! Obrigadíssimo!

Últimas