Silvio Lancellotti Autoritário, o Napoli recupera a liderança do Italiano de 2021/2022

Autoritário, o Napoli recupera a liderança do Italiano de 2021/2022

Placar de 3 X 0 sobre o Bologna, que não levou um único e escasso lance de perigo à meta do arqueiro Ospina. O capitão Lorenzo Insigne marcou dois gols e ficou a só dois do antológico Maradona.

Lorenzo Insigne, agora só dois tentos menos do que Maradona, no Napoli

Lorenzo Insigne, agora só dois tentos menos do que Maradona, no Napoli

@SSCNapoli

Um clube nascido em 25 de Agosto de 1926, em seus 95 anos de história enciclopédica o Napoli chegou a falir numa ocasião, na temporada de 2003/2004, precisou se refundar com nome novo e então ressuscitar, na Série C, a terceira divisão do Futebol da Velha Bota. Sete vezes amargou, no gramado, a humilhação do rebaixamento à Série B. Em duas vezes, 1986/1987 e 1989/1990, os tempos áureos de Maradona, de Alemão, de Careca etcetera e tal, se glorificou com os seus únicos títulos de campeão da Itália. Mas, nem nessas “stagioni” de apogeu insólito iniciou um torneio de modo tão alvissareiro como este de agora.

Alemão, Maradona e Careca, no Napoli de 1989/1990

Alemão, Maradona e Careca, no Napoli de 1989/1990

Reprodução

Também conhecido como “Ciuccio”, o “Burro” da Terra da Pizza, ganhou os seus oito primeiros prélios e igualou um antigo primado da Juventus, de 1985/1986. Empatou o nono, clássico diante da Roma, mas fora de casa, por 0 X 0. Acumulou 25 pontos em 27 disponíveis. Anotou 19 tentos, concedeu somente 3. E, na abertura desta décima rodada do torneio, temporariamente aceitou que o Milan passasse à sua frente, 28 pontos em 30. Detalhe: também o “Diavolo” da Lombardia realiza a sua performance de antologia, o seu melhor princípio de campeonato desde o “scudetto” de 1954/1955, quando era orientado por Bela Guttman, húngaro que mais tarde dirigiria o São Paulo F. C. laureado em 1957.

Bela Guttman, no Milan de 1954/1955, pouco antes de assumir o São Paulo

Bela Guttman, no Milan de 1954/1955, pouco antes de assumir o São Paulo

Reprodução

Bem, usei o advérbio “temporariamente” porque, nesta quinta-feira, o dia 28 de Outubro, o Napoli teve a chance de resgatar a primazia na classificação dentro de sua casa, o estádio que homenageia Maradona e do qual se intui, à distância, a fumacinha da respiração do Vesúvio. Bastaria que sobrepujasse o Bologna, um dos times intermediários da Série A. Todavia, capaz de sonhar com um triunfo na Campânia do inimigo, resultado que lhe propiciaria os três pontos indispensáveis ao seu encaixe dentre os sete melhores, aqueles qualificados às copas da Europa. Eis a ficha técnica e a síntese do combate desta quinta:

Festa no Maradona, o Napoli de novo na liderança da tabela

Festa no Maradona, o Napoli de novo na liderança da tabela

@Serie A Calcio

NAPOLI 3 X 0 BOLOGNA
Nápoles, Stadio Diego Armando Maradona
Árbitro: Marco Serra

Gols: Fabian Ruiz, Insigne/2/2pen

Mesmo sem o seu treinador no banco do gramado, o “Burro” da versão 2021/2022 sumariamente ignorou a passagem do Bologna pela Terra da Pizza. Expulso no prélio contra a Roma, o “mister” Luciano Spalletti viu o jogo nas tribunas do Maradona e o seu adjunto, Marco Domenichini, se incumbiu das coisas do campo. Bem poucas coisas, aliás. O Napoli fez 2 X 0 já no primeiro tempo, sem que o adversário sequer se aproximasse da meta do arqueiro Ospina, um mero espectador da contenda, como Spalletti.

Ao centro, Fabian Ruiz, o autor do gol do 1 X 0

Ao centro, Fabian Ruiz, o autor do gol do 1 X 0

@SSCNapoli

Aconteceu aos 18’ o tento do 1 X 0, por obra e desgraça do volante Svanberg, que se equivocou num passe perto da sua própria área grande e entregou a pelota a Lozano que tocou a Elmas que ajeitou para o petardo de Fabian Ruiz, nas imediações da meia-lua. O segundo gol também brotou de uma falha do Bologna. No caso, do seu estabanado central Gary Medel, que pulou de braços escancarados e cometeu um pênalti bem boboca, confirmado pelo VAR. Lorenzo Insigne bateu forte, sem chances para Skorupski, que até saltou no canto certo. E o Lor, aos 62’, ainda duplicaria o seu tesouro na pugna.

O momento do penal de Mbaye em Osimhen

O momento do penal de Mbaye em Osimhen

@Serie A Calcio

Ocorreu em mais um pênalti indebatível, uma infração do senegalês Mbaye no nigeriano Osimhen. O árbitro Serra nem precisou do recurso ao VAR. Insigne trocou de lado, de novo Skorupski adivinhou mas não alcançou a pelota. O Lor subiu às quatro “reti” na tabela dos artilheiros, todas as quatro da marca de cal. Subiu às 113 pelo Napoli, só duas atrás das 115 de Maradona – os dois bem atrás do recorde de Dries Mertens, 135. Crucial: na próxima jornada, a #11, em relação ao “Diavolo” o “Burro” enfrentará uma tarefa muito mais amena. Viajará pouquinho para pegar a vizinha Salernitana, candidata ao rebaixamento, enquanto que o Milan, no Stadio Olìmpico da capital, desafiará a rude e perigosíssima Roma.


Os cotejos da terça-feira, dia 26 de Outubro:

A capa do Twitter do Milan, com o anúncio do jogo contra o Torino

A capa do Twitter do Milan, com o anúncio do jogo contra o Torino

@ACMilan

MILAN 1 X 0 TORINO
Gol: Giroud
SPEZIA 1 X 1 GENOA
Gols: Sirigu/con X Criscito/pen
VENEZIA 1 X 2 SALERNITANA
Gols: Aramu X Bonazzoli, Schiavone

Os cotejos da quarta-feira, dia 27 de Outubro:
SAMPDORIA 1 X 3 ATALANTA
Gols: Caputo X Askildsen/con, Zapata, Ilicic
JUVENTUS 1 X 2 SASSUOLO
Gols: McKennie X Frattesi, Maxi López
UDINESE 1 X 1 VERONA
Gols: Success X Barak/pen
CAGLIARI 1 X 2 ROMA
Gols: Pavoletti X Ibañez, Lorenzo Pellegrini
LAZIO 1 X 0 FIORENTINA
Gol: Pedro

A capa do Twitter da Inter, com alguns errinhos curiosos...

A capa do Twitter da Inter, com alguns errinhos curiosos...

@Inter

EMPOLI 0 X 2 INTER
Gols: D’Ambrosio, DiMarco


Inaugurada em 21 de Agosto e com seu desfecho previsto para o dia 22 de Maio de 2022, esta edição da Série A do Futebol da Velha Bota, a 120ª na História do Calcio, a 90ª desde a implantação do campeonato de pontos corridos e em turno e returno, até agora exibiu 100 partidas e 314 gols, ótima média, 3,14. O artilheiro: Immobile, da Lazio, 8 tentos. Dzeko, da Inter, tem 7. Com 6: Destro, do Genoa; João Pedro, do Cagliari; Simeone, do Verona.


28pg, 1º: NAPOLI – 10j/9v-1e-0d (22gp/3gc)
28pg, 2º: MILAN – 10j/9v-1e-0d (23gp/9gc)
21pg, 3ª: INTER – 10j/6v-3e-1d (26gp/12gc)
19pg, 4º: ROMA – 10j/6v-1e-3d (18gp/10gc)
18pg, 5º: ATALANTA – 10j/5v-3e-2d (18gp/12gc)
17pg, 6º: LAZIO – 10j/5v-2e-3d (20gp/17gc)
15pg, 7º: JUVENTUS – 10j/4v-3e-3d (14gp/13gc)
15pg, 8º: FIORENTINA – 10j/5v-0e-5d (13gp/13gc)
14pg, 9º: SASSUOLO – 10j/4v-2e-4d (14gp/13gc)
12pg, 10º: VERONA – 10j/3v-3e-4d (22gp/19gc)
12pg, 11º: EMPOLI – 10/4v-0e-6d (14gp/20gc)
12pg, 12º: BOLOGNA – 10j/3v-3e-4d (15gp/22gc)
11pg, 13º: TORINO – 10j/3v-2e-5d (12gp/11gc)
11pg, 14º: UDINESE – 10j/2v-5e-3d (12gp/14gc)

9pg, 15º: SAMPDORIA – 10/2v-3e-5d (14gp/20gc)
8pg, 16º: VENEZIA – 10j/2v-2e-6d (8gp/17gc)
8pg, 17º: SPEZIA – 10j/2v-2e-6d (12gp/23gc)
7pg, 18º: GENOA – 10j/1v-4e-5d (15gp/22gc)
7pg, 19º: SALERNITANA – 10j/2v-1e-7d (10gp/22gc)
6pg, 20º: CAGLIARI – 10j/1v-3e-6d (12gp/22gc)

Insigne, o destaque da quinta-feira

Insigne, o destaque da quinta-feira

@SSCNapoli

A rodada #11:

Sábado, dia 30 de Outubro
ATALANTA X LAZIO
VERONA X JUVENTUS
TORINO X SAMPDORIA

Domingo, dia 31 de Outubro:
INTER X UDINESE
FIORENTINA X SPEZIA
GENOA X VENEZIA
SASSUOLO X EMPOLI
SALERNITANA X NAPOLI
ROMA X MILAN

Segunda-feira, dia 1º de Novembro
BOLOGNA X CAGLIARI


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas