Silvio Lancellotti Ainda não deu para o Barça. Mas o United já está nas oitavas da ChL.

Ainda não deu para o Barça. Mas o United já está nas oitavas da ChL.

O empate em casa, com o Benfica, atrapalhou os planos do time "Blaugrana". Enquanto isso, Cristiano Ronaldo conduziu os "Red Devils", que atuaram de azul, à vaga inesperada nesta terça, 23.

Cristiano Ronaldo, o faz-tudo do Manchester United

Cristiano Ronaldo, o faz-tudo do Manchester United

@ChampionsLeague

Muito ao contrário do que se prenunciava, nesta terça-feira, dia 23 de Novembro, o Barcelona da Espanha não conseguiu inscrever seu nome na lista das agremiações que estarão nas oitavas de final da Champions League da Europa, temporada de 2021/2022. A lista já tinha quatro agremiações antecipadamente promovidas da fase de chaves da competição. No Grupo B, o Liverpool da Inglaterra. No C, o Ajax da Neerlândia, re-batismo da ex-Holanda. No E, o Bayern da Alemanha. No H, a Juventus da Itália. Ao ficar no 0 X 0 com o Benfica de Portugal, o Barça se complicou a ponto de correr o perigo de, no máximo, se consolar com a repescagem da Europa League. Todavia, surpreendeu a promoção do Manchester United da Inglaterra, que desfrutou as indesculpáveis bobeiras do Villarreal, na Espanha, e no Grupo F, penosamente, sobrepujou o anfitrião por 2 X 0.

Detalhe do golaçõ de Lewandowski, do Bayern, debaixo de neve

Detalhe do golaçõ de Lewandowski, do Bayern, debaixo de neve

@ChampionsLeague

Além dessas porfias ocorreram, terça, seis pugnas pela Champions, metade da quinta rodada desta etapa. E para a quarta-feira, 24, a tabela das chaves projeta outras oito partidas. Todas as análises indicam que dificilmente despontarão novas qualificadas antes da sexta jornada, a derradeira, marcada para 7 e 8 de Dezembro. Daí, das 32 que disputam as chaves, as campeãs e as vices, divididas em dois potes, se submeterão a um sorteio que definirá os emparceiramentos das oitavas, cujos duelos acontecerão, na ida, em 15/16 e 22/23 de Fevereiro, e na volta em 8/9 e 15/16 de Março. Aos oito terceiros sobrará o consolo de uma repescagem na futura Europa League, uma espécie de Série B da Europa. Eis as fichas e as sínteses dos jogos da terça e as análises para os combates da quarta.


GRUPO E
Bayern (Ale), 15pg – 19gp/3gc
Barcelona (Esp), 7pg – 2gp/6gc
Benfica (Por), 5pg – 5gp/9gc
Dinamo Kiev (Ucr), 1pg – 1gp/9gc

Bayern, a celebração do 1 X 0

Bayern, a celebração do 1 X 0

@ChampionsLeague

DINAMO KIEV 1 X 2 BAYERN
Kiev, NSC Olimpiskiy, 70.050 lugares
Público: 28.732
Árbitro: Halil Umut Meler (Turquia)

Gols: Harmash X Lewandowski, Coman

Uma bicicleta mesmo debaixo de neve. Assim, logo aos 14’ o artilheiríssimo Lewandowski abriu o marcador em Kiev e praticamente definiu o destino do cotejo. Domínio integral do Bayern, consolidado aos 42, quando Coman escapuliu através do flanco direito, invadiu a área dos hospedeiros e desferiu um petardo cruzado, quase sem ângulo, 2 X 0 ainda antes do intervalo. Paulatinamente, de todo modo, o gramado absorveu a neve, as manchas brancas desapareceram e o Dinamo decidiu homenagear a torcida que se locomovera ao NSC. E aos 70’, num lindo contra-ataque em ultra-velocidade, se locupletou da lerdeza da retaguarda dos “Bávaros” e enfim marcou um gol nesta edição da ChL, tiro de Harmash.

Barça X Benfica, muita luta, e 0 X 0

Barça X Benfica, muita luta, e 0 X 0

@Serie A Calcio

BARCELONA 0 X 0 BENFICA
Barcelona, Camp Nou, 99.354 lugares
Público: 49.572
Árbitro: Sergei Karasev (Rússia)

Um temporal impiedoso absurdamente ensopou os dois elencos em ação no Camp Nou. O gramado, no entanto, resistiu admiravelmente e não impediu que transcorresse fluente, e bonito, o clássico ibérico. Pena que sem um só gol que levantasse a platéia do templo sagrado do Barça. E o Benfica teve a chance, descomunal, de ganhar longe de casa, nos acréscimos, quando Seferovic, sozinho, driblou o arqueiro Ter Stegen e efetuou a proeza de, com a meta escancaradérrima, chutar à linha de fundo. Na lateral do campo o treinador Jorge Jesus, teatralmente, se jogou no chão e esmurrou o gramado, de raiva e perplexidade. A consequência: agora os catalões terão que sobrepujar os tedescos, em viagem a Munique, no dia 8 de Dezembro. Caso percam e os lusitanos vençam os ucranianos, lhes caberá a insólita humilhação de uma repescagem na próxima Europa League.

Jogos já realizados:
BARCELONA 0 X 3 BAYERN
DYNAMO KIEV 0 X 0 BENFICA
BENFICA 3 X 0 BARCELONA
BAYERN 5 X 0 DYNAMO KIEV
BARCELONA 1 X 0 DYNAMO KIEV
BENFICA 0 X 4 BAYERN
BAYERN 5 X 2 BENFICA
DYNAMO KIEV 0 X 1 BARCELONA

Jogos restante, dia 8 de Dezembro:
BAYERN X BARCELONA
BENFICA X DINAMO KIEV


GRUPO F
Manchester United (Ing), 10pg – 10gp/7gc
Villarreal (Esp), 7pg – 9gp/7gc
Atalanta (Ita), 6pg – 10gp/10gc
Young Boys (Sui) – 4pg – 6gp/11gc

Detalhe do golaço do CR7, United 1 X 0 Villarreal

Detalhe do golaço do CR7, United 1 X 0 Villarreal

@ChampionsLeague

VILLARREAL 0 X 2 MANCHESTER UNITED
Villarreal, Estádio de la Cerámica, 23.500 lugares
Público: 20.875
Árbitro: Felix Brych (Alemanha)

Gols: Cristiano Ronaldo, Sancho

Uma apresentação lastimável dos “Red Devils”, nesta peleja integralmente trajados de azul, diante da postura bem sólida do “Submarino Amarelo”, que batalhava pela primeira colocação no Grupo F. Toda a firmeza, todavia, se esfumou aos 78’ quando o arqueiro Rulli, numa saída de bola horrorosa para Capoue, permitiu o roubo de bola por Fred que enfiou a Cristiano Ronaldo. E o CR7 bateu de primeira, pelo alto, a encobrir Rulli majestosamente, 1 X 0. Aos 90’, enfim, o United formalmente oficializaria a sua vaga nas oitavas em um contra-ataque espetacular e o arremate de Sancho, livre pela direita. Adiantado, Rulli aceitou que a pelota, novamente, o vencesse pelo alto. A ironia: foi a estreia de Michael Carrick como o treinador dos “Red Devils”, embora ainda um simples interino, no cargo apenas desde o recente dia 20, em substituição ao demitido Ole Gunnar Solskjaer,

Young Boys, euforia com a reviravolta

Young Boys, euforia com a reviravolta

@ChampionsLeague

YOUNG BOYS 3 X 3 ATALANTA
Berna, Stadion Wankdorf, 32.000 lugares
Público: 31.120
Árbitro: Daniel Siebert (Alemanha)

Gols: Siebatcheu, Sierro, Hefti X Zapata, Palomino, Muriel

Graças a um lance de fato espetacular de Zapata, aos 18’, a “Deusa” inaugurou a contagem e reacendeu, na Suíça, as suas esperanças de passagem às oitavas desta ChL. Freuler cruzou, o colombiano escorou a pelota com o seu pé esquerdo e daí virou, de voleio, com o destro, sem a menor possibilidade de defesa pelo arqueiro Falvre. Uma eterna auxiliadora dos seus inimigos, contudo, aos 39’ a retaguarda da Atalanta apenas ficou a olhar quando um escanteio cobrado por Aebischer desabou na cabeça de Siebatcheu, 1 X 1. Aos 51’, despontou um princípio de reação da “Deusa”, jogada de Pasalic e um chute estranho de cobertura, Palomino, que inclusive se impactou ao constatar que havia perpetrado uma reviravolta. Que durou pouco. Aos 80’, mesmo desequilibrado, Ngamaleu alçou a bola no meio da área da Atalanta sonolenta. Sierro arrematou, 2 X 2. Muito pior, aos 84, Hefti fez 3 X 2. Já destruída, a “Deusa”? Incrívelmente, aos 88’, Muriel re-empataria, 3 X 3, na cobrança preciosa de uma infração. A Atalanta e o Villarreal brigarão pela segunda vaga, confronto direto, no dia 8 de Dezembro. Na casa da “Deusa”. Todavia, só a vitória lhe servirá.

Jogos já realizados:
YOUNG BOYS 2 X 1 MANCHESTER UNITED
VILLARREAL 2 X 2 ATALANTA
ATALANTA 1 X 0 YOUNG BOYS
MANCHESTER UNITED 2 X 1 VILLARREAL
MANCHESTER UNITED 3 X 2 ATALANTA
YOUNG BOYS 1 X 4 VILLARREAL
ATALANTA 2 X 2 MANCHESTER UNITED
VILLARREAL 2 X 0 YOUNG BOYS

Jogos restantes, dia 8 de Dezembro:
ATALANTA X VILLARREAL
MANCHESTER UNITED X YOUNG BOYS


GRUPO G
Lille (Fra), 8pg – 4gp/3gc
RB Salzburg (Aus), 7pg – 7gp/6gc
Sevilla (Esp), 6pg – 5gp/4gc
Wolfsburg (Ale), 5pg – 4gp/7gc

Sevilla, um alívio com os 2 X 0 sobre o Wolfsburg

Sevilla, um alívio com os 2 X 0 sobre o Wolfsburg

@ChampionsLeague

SEVILLA 2 X 0 WOLFSBURG
Sevilha, Estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, 43.883 lugares
Público: 28.663
Árbitro: Cunyet Çakir (Turquia)

Gols: Rakitic, Rafa Mir

Consciente da imperiosidade de um triunfo, o Sevilla optou por atacar desde o começo do combate. E realizou 1 X 0 logo aos 13’, uma testada de Jordan depois de um levantamento de Rakitic. O gol de Rafa Mir, aos 94’, já nos acréscimos, preservou as esperanças dos ibéricos que pegam os austríacos do Salzburg no dia 8 de Dezembro. Aos Salzburg bastará um empate, desde que o Wolfsburg, mandante, na mesma data, não ganhe do Lille. .

Lille, o solitário e salvador tento de David

Lille, o solitário e salvador tento de David

@ChampionsLeague

LILLE 1 X 0 RB SALZBURG
Villeneuve-d’Ascq, Stade Pierre-Mauroy, 50.186 lugares
Público: 33.573
Árbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Gols: David

Graças a um lance individual, precioso, do turco Burak Yilmaz, os donos da casa amplificaram as suas chances de desembarcar nas oitavas. Aos 31’, depois de se livrar de três adversários, Yilmaz quase perdeu o domínio da pelota mas ainda tocou para a finalização de David. Aos franceses, agora, basta um empate, como visitantes, em Wolfsburg, no dia 8 de Dezembro. Porém, mesmo que percam, talvez preservem a sua chance de vaga. Nesse caso, tudo dependerá de uma intrincada conjunção de fatores.

Jogos já realizados:
SEVILLA 1 X 1 RB SALZBURG
LILLE 0 X 0 WOLFSBURG
RB SALZBURG 2 X 1 LILLE
WOLFSBURG 1 X 1 SEVILLA
LILLE 0 X 0 SEVILLA
RB SALZBURG 3 X 1 WOLFSBURG
SEVILLA 1 X 2 LILLE
WOLFSBURG 2 X 1 RB SALZBURG

Jogos restantes, dia 8 de Dezembro:
WOLFSBURG X LILLE
RB SALZBURG X SEVILLA


GRUPO H
Chelsea (Ing), 12pg – 10gp/1gc
Juventus (Ita), 12pg – 9gp/6gc
Zenit (Rus), 4pg – 7gp/7gc
Malmoe (Sue), 1pg – 1gp/13gc

Chelsea, o gol de estreia de Chelaboah na Champions

Chelsea, o gol de estreia de Chelaboah na Champions

@ChampionsLeague

CHELSEA 4 X 0 JUVENTUS
Londres, Stamford Bridge, 41.837 lugares
Público: 39.513
Árbitro: Srdan Jovanovic (Sérvia)

Gols: Chalobah, James, Hudson-Odoy

Decorria bem equilibrado o prélio de Londres quando, aos 25’, na cobrança de um escanteio por Ziyech, a bola carambolou no miolo da área da “Senhora”, resvalou no braço de Rudiger e sobrou para o tiro do garoto Trevoh Chalobah, de 22 anos, seu primeiro gol como profissional dos “Blues” num certame tão importante como a ChL. O mediador Jovanovic considerou o toque involuntário e nem recorreu ao VAR. A Juve ainda pôde igualar num belo lance de Morata que Thiago Silva salvou em cima da linha. Mas, no segundo tempo, dormitou e o Chelsea mandou no combate como um professor que dá ordens aos alunos relapsos. Os tentos de Reece James, aos 56’, Hudson-Odoym aos 57 e Timo Werner aos 90 brotaram em falhas da defesa da “Zebra”. Que dificilmente ficará com a liderança do Grupo J e a primazia de ser cabeça-de-chave no sorteio das oitavas.

Malmoe, Reiks, enfim um gol dos suecos nesta edição da ChL

Malmoe, Reiks, enfim um gol dos suecos nesta edição da ChL

@ChampionsLeague

MALMOE 1 X 1 ZENIT
Malmoe, Eleda Stadion, 21.500 lugares
Público: 15.520
Árbitro: Andris Treimanis (Letônia)

Gols: Rieks X Rakitskyy/pen

Este cotejo ao menos serviu para que Rieks escrevesse o seu nome nas antologias por registrar, enfim, um tento em favos do Malmoe nesta fase de chaves da Champions. Não tem chance nem da repescagem na Europa League.

Jogos anteriores:
CHELSEA 1 X 0 ZENIT
MALMOE 0 X 3 JUVENTUS
ZENIT 4 X 0 MALMOE
JUVENTUS 1 X 0 CHELSEA
ZENIT 0 X 1 JUVENTUS
CHELSEA 4 X 0 MALMOE
MALMOE 0 X 1 CHELSEA
JUVENTUS 4 X 2 ZENIT

Jogos restantes, dia 8 de Dezembro:
ZENIT X CHELSEA
JUVENTUS X MALMOE

Dia 24 de Novembro:


GRUPO A
Brugge (Bel), Manchester City (Ing), PSG (Fra) RB Leipzig (Ale)

A classificação do Grupo A

A classificação do Grupo A

@ChampionsLeague

MANCHESTER CITY X PSG
Manchester, Etihad Stadium, 53.400 lugares
Árbitro: Daniele Orsato (Itália)

CLUB BRUGGE X RB LEIPZIG
Bruges, Jan Breydel Stadium, 29.062 lugares
Árbitro: Dàvide Massa (Itália)

Jogos já realizados:
MANCHESTER CITY 6 X 3 RB LEIPZIG
CLUB BRUGGE 1 X 1 PSG
RB LEIPZIG 1 X 2 CLUB BRUGGE
PSG 2 X 0 MANCHESTER CITY
CLUB BRUGGE 1 X 5 MANCHESTER CITY
PSG 3 X 2 RB LEIPZIG
RB LEIPZIG 2 X 2 PSG
MANCHESTER CITY 4 X 1 CLUB BRUGGE

Jogos restantes, dia 7 de Dezembro:
RB LEIPZIG X MANCHESTER CITY
PSG X CLUB BRUGGE

Análise:
O City se garante caso, no seu Etihad, supere o PSG. Mesmo com uma derrota o PSG preservará a sua vaga, depois, ao suplantar o Brugge no Parc des Princes. Aos belgas, bastará que ganhem, no seu Jan Breydel, do RB Leipzig. Aos tedescos resta a quase impossibilidade de vencerem os seus dois cotejos e assim, quem sabe, caso consigam perpetrar o milagre, lhes sobrará o consolo de uma repescagem na Europa League.

GRUPO B
Atlético de Madrid (Esp) Liverpool (Ing), Porto (Por) Milan (Ita)

A classificação do Grupo B

A classificação do Grupo B

@ChampionsLeague

Dia 24 de Novembro:
LIVERPOOL X PORTO
Liverpool, Anfield Road, 53.394 lugares
Árbitro: Felix Zwayer (Alemanha)

ATLÉTICO DE MADRID X MILAN
Madrid, Metropolitano Stadium, 68.456 lugares
Árbitro: Slavko Vincic

Jogos já realizados:
LIVERPOOL 3 X 2 MILAN
ATLÉTICO DE MADRID 0 X 0 PORTO
MILAN 1 X 2 ATLÉTICO DE MADRID
PORTO 1 X 5 LIVERPOOL
ATLÉTICO DE MADRID 2 X 3 LIVERPOOL
PORTO 1 X 0 MILAN
MILAN 1 X 1 PORTO
LIVERPOOL 2 X 0 ATLÉTICO DE MADRID

Jogos restantes, dia 7 de Dezembro:
PORTO X ATLÉTICO DE MADRID
MILAN X LIVERPOOL

Análise:
Mais do que classificado, o Liverpool pode até perder os seus dois últimos cotejos que permanecerá no topo da tabela do Grupo B e, assim, manterá o seu direito de cabeça-de-chave no sorteio das oitavas. O Porto e o Atlético de Madrid devem decidir a segunda vaga no seu confronto direto. Para sonhar com a segunda vaga, o Milan precisa superar os seus dois prélios e ainda torcer para o Porto não ganhar do Atlético. Pior: um único pontinho perdido poderá excluí-lo, inclusive, da repescagem. Patética a situação do "Diavolo".


GRUPO C
Ajax (Nee), Besiktas (Tur), Borussia Dortmund (Ale), Sporting (Por)

A classificação do Grupo C

A classificação do Grupo C

@ChampionsLeague

Dia 24 de Novembro:
BESIKTAS X AJAX
Istambul, Vodafone Park, 42.950 lugares
Árbitro: Irfan Peljto (Bósnia e Herzegovina)

SPORTING X BORUSSIA DORTMUND
Lisboa, Estádio José Alvalade, 50.095 lugares
Árbitro: Carlos del Cerro Grande (Espanha)

Jogos já realizados:
BESIKTAS 1 X 2 BORUSSIA DORTMUND
SPORTING 1 X 5 AJAX
AJAX 2 X 0 BESIKTAS
BORUSSIA DORTMUND 1 X 0 SPORTING
BESIKTAS 1 X 4 SPORTING
AJAX 4 X 0 BORUSSIA DORTMUND
BORUSSIA DORTMUND 1 X 3 AJAX
SPORTING 4 X 0 BESIKTAS

Jogos restantes, dia 7 de Dezembro:
AJAX X SPORTING
BORUSSIA DORTMUND X BESIKTAS

Análise:
Ao Ajax da Neerlândia, a antiga e renomeada Holanda, basta um empate nos seus dois combates para lhe garantir o direito à cabeça-de-chave. Para preservar a sua chance de segunda vaga, o Sporting precisa suplantar o Borussia, em Lisboa, no seu confronto direto, e posteriormente, ainda, arrancar um pontinho ao Ajax, em Amsterdam. O Borussia necessita arrancar um pontinho ao Sporting e, então, tarefa bem mais viável, bater o rabeira Besiktas. O time turco, por sua vez, sonha com vários tsunamis para, no máximo, merecer a repescagem na Europa League. E não existem ondas bravas no Mediterrâneo.


GRUPO D
Internazionale (Ita), Real Madrid (Esp), Shakhtar Donetsk (Ucr). Sheriff (Mol)

 

A classificação do Grupo D

A classificação do Grupo D

@ChampionsLeague

Dia 24 de Novembro:
INTERNAZIONALE X SHAKHTAR DONETSK
Milão, Giuseppe Meazza, 75.923 lugares
Árbitro: Ovidiu Hategan (Romênia)

SHERIFF X REAL MADRID
Tiraspol, Sheriff Stadium, 12.746 kugares
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)

Jogos já realizados:
SHERIFF 2 X 0 SHAKHTAR DONETSK
INTERNAZIONALE 0 X 1 REAL MADRID
SHAKHTAR DONETSK 0 X 0 INTERNAZIONALE
REAL MADRID 1 X 2 SHERIFF
SHAKHTAR DONETSK 0 X 5 REAL MADRID
INTERNAZIONALE 3 X 1 SHERIFF
REAL MADRID 2 X 1 SHAKHTAR DONETSK
SHERIFF 1 X 3 INTERNAZIONALE

Jogos restantes, dia 7 de Dezembro:
SHAKHTAR DONETSK X SHERIFF
REAL MADRID X INTERNAZIONALE

Análise:
Grupo complicado, o D. Embora atrás do Real, a Inter leva a vantagem aparente de, na quinta rodada, se defrontar, em Milão, com o rabeira da turma. Mesmo o Shakhtar, todavia, tem algumas chances ínfimas de se promover às oitavas. Desafio crucial, também, aquele do Sheriff com o Real. Como bateram os “Merengues” em pleno Santiago Bernabéu, na ida, os estreantes da Moldávia bem podem reproduzir o impacto, agora, eu seus domínios. De garantido, só, o Real, no mínimo, na repescagem. Será bem tensa esta rodada #5.

Gabriel Hanot

Gabriel Hanot

Reprodução

Idealizada em 1955 pela semanal “L´Equipe” da França, na época dirigida por um antigo craque, o então jornalista Gabriel Hanot (1889-1968), nos seus primórdios a atual Champions League abrigou meros 16 times, selecionados via critérios bem vagos, como a “representatividade” e o “prestígio”, de acordo com a opinião da redação. Com o andar do tempo esses parâmetros se ajustaram e até 1993 a Champions de fato ostentou basicamente vencedores de torneios nacionais. Então, se submeteu a uma revolução.

A taça da Champions

A taça da Champions

UEFA

A partir de um ranking complexo, que considera os combates dos interclubes da Europa nas cinco temporadas imediatamente anteriores, acomodou outras agremiações e se tornou a Champions League, ou a Liga dos Campeões, a ChL, agora na sua 67ª edição no total e no seu 30º aniversário desde a reformulação radical. Em 2020/2021 o Chelsea da Inglaterra abiscoitou a sua taça de prata, 74cm de altura e 11kg de peso. E esta disputa de 2021/2022, desde o seu início, em 22 de Junho, prova ser uma das menos convencionais. Por exemplo, principiou com 80 agremiações de 54 das 55 federações da UEFA – a única exceção, Liechtenstein, com as suas sete equipes, participa, a convite, dos campeonatos da Suíça. Preservou 26 clubes de ranking superior e depositou 54 num verdadeiro moedor de eliminatórias de modo que, em mata-matas, sobrevivessem exclusivamente seis.

Outro ângulo do golaço de Lewandowkski, o artilheiro desta ChL

Outro ângulo do golaço de Lewandowkski, o artilheiro desta ChL

@ChampionsLeague

No moedor das eliminatórias ocorreram 93 jogos em que se anotaram 245 gols. Os seis times resistentes e os 26 privilegiados, ou 32, acabaram divididos, por sorteio, em oito chaves de quatro cada. E nessas chaves já houve 72 duelos nos quais se realizaram 220 gols, a média de 3,06. No acumulado, em 165 combates, 465 tentos, a média de 2,82. Num continente que, aos trambolhões, se resgata da crise provocada pela pandemia da Covid-19, se revelou ótima a afluência de público aos estádios da Champions. Nos 72 combates das chaves, 2.306.937 espectadores, a média de 32.401. Os artilheiros: Robert Lewandowski (Bayern), com 9 tentos; Sébastien Haller (Ajax), 7; Cristiano Ronaldo (Manchester United), 6. Christopher Nkunku (RB Leipzig), Mohamed Salah (Liverpool), 5. A final acontecerá em 25 de Maio de 2022, um sábado, no Krestovsky Stadium de São Petersburgo, na Rússia.


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas