R7 Só Esportes Neymar precisa de Messi no PSG para justificar fortuna investida

Neymar precisa de Messi no PSG para justificar fortuna investida

Contratado por 222 milhões de euros, brasileiro fracassou, pelo 4º ano seguido, na Champions. Franceses querem contratar argentino

Neymar falhou mais uma vez na tentativa de levar PSG ao título europeu

Neymar falhou mais uma vez na tentativa de levar PSG ao título europeu

REUTERS/Phil Noble

O Paris Saint-Germain investiu bilhões nos últimos anos e Nasser Al-Khelaïfi, dono do clube, não escondia de ninguém que o grande objetivo era conquistar a Champions League. O principal reforço foi Neymar, por quem ele desembolsou incríveis 222 milhões de euros (R$ 1,4 bilhões na cotação atual), em 2017.

Quatro anos se passaram e até agora nada. O time até chegou perto, no ano passado, quando foi derrotado pelo Bayern de Munique na final. Nessa edição, o sonho se encerrou na semifinal, com direito a duas derrotas para o Manchester City, outro "novo grande" que tem dinheiro árabe investido.

Neymar, que um dia antes do jogo prometeu a vitória "de qualquer jeito, nem que fosse morto", pouco fez para evitar a queda. Muito marcado, ele claramente sentiu a falta de seu parceiro Mbappé, fora do jogo por uma lesão no tornozelo e sequer ameaçou o gol do City. Tanto é que a renomada revista France Football, criadora da Bola de Ouro, deu uma nota 2 para ele, citando que Neymar teve atuação "insuportável e catastrófica".

Mais do que isso. Na atual Champions, o craque brasileiro não fez sequer um gol nos duelos eliminatórios. Seu grande momento foi ainda na primeira fase, na vitória para cima do Manchester United, fora de casa, por 3 a 1, com dois gols dele. Muito pouco para quem é apontado como um dos melhores jogadores do mundo.

Nem mesmo na França, onde vem sendo hegemômico, o time parisiense é favorito a ficar com o título, já que, com três jogos a serem disputados, está atrás do Lille. 

O bilionário dono do PSG parece já ter percebido que Neymar e Mbappé, mesmo com ótimos coadjuvantes, como Di María, Marquinhos e Navas, não conseguirão levar o clube ao título continental. E está buscando a contratação de um dos maiores atletas da história do futebol: Lionel Messi.

Messi e Neymar brilharam juntos

Messi e Neymar brilharam juntos

Marcio Machado/Frame/Folhapress - 2/8/2013

Na última semana, a imprensa francesa noticiou que a proposta ao argentino já foi feita e que ela é considerada irrecusável, para tentar convencer o craque a deixar o Barcelona.

Com Messi, aliás, Neymar sentiu o gosto de vencer a Champions. Em 2015, mesmo que coadjuvante, ele fez uma excelente competição, com direito a gols em todos os jogos decisivos (diferente de agora), inclusive o que garantiu o título, na final contra a Juventus.

E se a dupla realmente for montada novamente, o brasileiro certamente teria o seu status ofuscado, já que teria a companhia de alguém com a história maior que ele no futebol, mas o PSG claramente seria mais forte e preparado a conquistar a Europa, algo que Messi já fez quatro vezes em sua carreira.

Quatro clubes do Brasil possuem dívidas de cerca de R$ 1 bilhão

Últimas