R7 Só Esportes Neymar brinca com adversário em jogo do PSG e gera nova polêmica

Neymar brinca com adversário em jogo do PSG e gera nova polêmica

Atacante fingiu estender a mão para adversário caído no gramado e recuou, mas 'brincadeira' provocou novas críticas à personalidade do craque brasileiro

Neymar brinca com adversário em jogo do PSG e gera nova polêmica

Neymar não marcou gols na vitória sobre o Rennes, mas gerou nova polêmica

Neymar não marcou gols na vitória sobre o Rennes, mas gerou nova polêmica

Reprodução/Twitter PSG - 30.1.2018

O brasileiro Neymar fez uma brincadeira com um adversário na vitória do PSG por 3 a 2 sobre o Rennes, nesta terça-feira (30), pelas semifinais da Copa da Liga Francesa, que gerou nova polêmica entre a imprensa e os torcedores.

O atacante estendeu o braço para o senegalês Ismaïla Sarr, que estava caído no gramado após uma jogada no meio de campo. Mas, quando o adversário deu a mão para se levantar, Neymar recuou o saiu sorrindo.

O vídeo foi compartilhado nas redes sociais, correu o mundo e a atitude dividiu opiniões. Parte considerou o ato uma simples brincadeira. Mas outros viram o lance como mais uma demonstração de arrogância do brasileiro. O jornal espanhol "Marca" classificou o gesto como "feio".

Questionado, Neymar se mostrou incomodado com as críticas. "Costumo dizer que o futebol está chato, porque não podemos fazer nada. Tudo é polêmico. No final, fiz uma brincadeira dando para o meu adversário e depois tirando. Todos farão polêmicas, dizer coisas sem sentido. Se eu faço isso com meus colegas, por que não com os adversários? Nos falamos muito durante o jogo, no final, eu ri", disse o atacante em entrevista ao canal Esporte Interativo.

Na mesma partida, Neymar dominou uma bola com as costas e aplicou um chapéu no meia Benjamin Bourigeaud, jogador da equipe rival. O drible motivou uma discussão entre os atletas.

"Eles me chutam, eu jogo futebol. Eles me provocam, mas eu também sei como provocar da minha maneira, com a bola. Não estou aqui para bater em ninguém. Eu não sei como fazer isso. Eu me defendo com a bola. Eu sei que haverá discussões porque eu provoco. Mas é normal. Não vai adiantar nada me bater e me provocar, porque eu provocarei ainda mais e farei com que meu time se imponha", complementou Neymar.