R7 Só Esportes Mbappé é o único jogador do PSG que não tem carteira de motorista

Mbappé é o único jogador do PSG que não tem carteira de motorista

Camisa 7 não ostenta os mesmos carrões que os companheiros e chega todos os dias ao CT acompanhado de motorista particular

Por não ter habilitação, Mbappé chega para os treinos no PSG acompanhado de motorista particular

Por não ter habilitação, Mbappé chega para os treinos no PSG acompanhado de motorista particular

Reprodução/Instagram

Aos 23 anos, Mbappé tem praticamente tudo que a carreira de um futebolista pode oferecer. Mansão, salário astronômico, capa de videogame, gol em final de Copa do Mundo, e por aí vai, mas, ao contrário de muitos jogadores de alto nível, o craque francês não ostenta os carrões de luxo, costumeiro entre a boleirada. O motivo? O camisa 7 do PSG não tem carteira de motorista. 

Apesar de ser um dos grandes velocistas do futebol mundial, Mbappé é o único jogador do PSG que não tem habilitação. Todos os dias o atleta chega ao centro de treinamento do clube francês acompanhado de um motorista particular.

Em entrevista ao Bleacher Report, em 2017, Mbappé disse que a fama conquistada desde muito cedo o impossibilitou de vivenciar etapas tão normais para outras pessoas. O atacante chegou ao PSG aos 18 anos e teve cinco temporadas para correr atrás da carteira de motorista, mas não conseguiu. 

- É uma das desvantagens de ter sucesso tão cedo. Sinto falta de coisas simples como ter carteira de motorista. Acho que todo mundo sente. Para muitas pessoas, uma carteira de motorista é obrigatória, mas para mim não era. É geralmente sinônimo de autonomia, mas logo tive autonomia porque sempre tive motoristas à minha disposição. Nunca foi uma prioridade [tirar minha habilitação] - disse o jogador.

Além de motorista particular, Mbappé também conta com mordomo e guarda-costas. Desde novo, o atacante é uma grande promessa no futebol e muitos acreditam que o craque tem condições de se tornar o melhor jogador do mundo futuramente.

Guerra na Ucrânia: quem são os irmãos boxeadores dispostos a morrer pelo país

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas