R7 Só Esportes Arquibancada desaba em tourada na Colômbia e deixa 4 mortos; veja

Arquibancada desaba em tourada na Colômbia e deixa 4 mortos; veja

Duas mulheres, um homem e uma criança morreram no acidente; mais de 300 pessoas ficaram feridas e 30 estão em estado grave

  • R7 Só Esportes | Do R7, com informações da AFP

Ao menos quatro pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas após uma arquibancada de madeira desabar durante uma tourada no município de El Espinal, no sul da Colômbia. O acidente aconteceu neste domingo (26). 

Em imagens que viralizaram nas redes sociais, é possível ver o momento em que a estrutura cede e derruba diversos espectadores que acompanhavam o tradicional evento, que faz parte das comemorações da popular festa de São Pedro e São João. Quem sobrevive à queda é visto fugindo em pânico do local.

Estrutura de madeira cedeu e veio abaixo durante tourada em Tolima, na Colômbia

Estrutura de madeira cedeu e veio abaixo durante tourada em Tolima, na Colômbia

SAMUEL ANTONIO GALINDO CAMPOS / AFP

De acordo com o governador de Tolima, José Ricardo Orozco, entre os mortos estão duas mulheres, um homem e uma criança. Pelo menos 30 pessoas ficaram gravemente feridas. Ao todo, hospitais da região atenderam 322 feridos e quatro permanecem em unidades de terapia intensiva, informou Martha Palacios, secretária de Saúde do departamento de Tolima, onde fica El Espinal.

Iván Duque, atual presidente da Colômbia, se solidarizou com as vítimas da tragédia e anunciou que as causas do acidente serão investigadas. "Lamentamos a terrível tragédia registrada em El Espinal, durante as festividades de São Pedro e São João, devido ao desabamento em uma corraleja. Solicitaremos uma investigação dos fatos; pronta recuperação dos feridos e solidariedade às famílias das vítimas", escreveu em suas redes sociais.

Gustavo Petro, presidente eleito do país, também enviou uma mensagem. "Espero que todas as pessoas afetadas na arena de El Espinal consigam se recuperar", disse Petro. "Isso já havia acontecido antes em Sincelejo." O político fez ainda um apelo: "Peço às prefeituras para não permitir mais espetáculos com a morte de pessoas e animais".

Sincelejo é uma cidade no norte do país onde em janeiro de 1980 um incidente parecido deixou 222 mortos e centenas de feridos. O governador de Tolima disse que vai proibir as corralejas por serem perigosas e cruéis com os animais.

Pelé, Maradona, Jordan, Ali... Casa de leilão reúne peças raras de ex-atletas

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas