Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Para tentar não ser rebaixado, lanterna Fluminense troca a coragem utópica de Fernando Diniz pela retranca de Mano Menezes

Na última colocação no Brasileiro, com seis pontos em 39 possíveis, com nove derrotas, três empates e só uma vitória, a assustada direção, que demitiu o ofensivo Diniz, faz aposta totalmente inversa. Contrata Mano Menezes, retranqueiro. E no pior momento na carreira

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window


Mano Menezes acumula dez demissões. Último título foi há cinco anos

Torcedores do Fluminense estão chocados nas redes sociais.

Há muita reclamação pela escolha do substituto de Fernando Diniz.

Três dias depois do presidente Mário Bittencourt haver prometido que manteria o auxiliar Marcão como técnico, até o final de 2024, o medo do rebaixamento falou mais alto.

Depois da assustadora atuação do time, na derrota para o Grêmio, no domingo, Bittencourt foi alertado pelo veterano diretor de futebol, Paulo Angioni.

Publicidade

O dirigente de 76 anos foi direto com Bittencourt.

Era necessária um choque de realidade no Fluminense.

Publicidade

Para evitar que o clube campeão da Libertadores, de 2023, caísse para a Segunda Divisão, em 2024.

A hora era de esquecer os conceitos utópicos de Fernando Diniz.

Publicidade

E também o companheirismo de ‘Marcão’, que todos os jogadores ‘adoram’.

Contratar um treinador que fosse absolutamente pragmático, prático.

E que não tivesse a menor vergonha de montar retrancas, para garantir pontos para sair da zona do rebaixamento.

Deixasse os sonhos ofensivos, de uma maneira só de a equipe atuar, como fazia Diniz.

Daí o convite para Mano Menezes.

O ex-treinador da Seleção Brasileira vive o pior momento de sua carreira.

Acumulando demissões, frustrações.

Sendo demitido seguidamente, se tornou um especialista em receber multas rescisórias.

Bittencourt concordou que o perfil do treinador tinha de ser exatamente o oposto de Fernando Diniz.

Mano Menezes reencontrará Renato Augusto. Jogador que dispensou do Corinthians

E o nome de Mano foi aprovado imediatamente.

Por ser um treinador vivido, experiente e barato.

Ele decaiu muito no patamar dos técnicos no país.

Outro ponto mais que favorável para sua contratação foi a postura de Fred.

O ex-atacante é diretor de projetos esportivos do clube.

E teve um sério desentendimento com Mano.

Ele declarou, em 2012 que, entanto ele fosse o treinador da Seleção, não pensaria em ser chamado.

Porque o técnico ‘não gostava dele’.

A questão ficou até pior, quando os dois trabalharam juntos no Cruzeiro.

E Mano o deixou como reserva.

Fred disse a Angioni e a Bittencourt que não se opunha à chegada de Mano.

Foi além, concordando que o Fluminense precisa mudar sua característica utopicamente ofensiva, que tinha com Fernando Diniz.

Mano está desempregado desde fevereiro, quando foi mandado embora do Corinthians.

Ficou muito empolgado com proposta do campeão da Libertadores.

A grande contradição é que ele terá vários jogadores veteranos.

O técnico prefere atletas mais jovens, mas fortes fisicamente.

Inclusive, um entre esses veteranos, dispensou do Corinthians.

Renato Augusto, um dos líderes do elenco.

E que não concordava com o defensivismo que impunha no Parque São Jorge...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.