Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Lula enfrenta a CBF. Não quer o italiano Ancelotti. Para ele, a Seleção é dos brasileiros. E defende Fernando Diniz

Apesar de a CBF já ter acertado com Ancelotti, que assumiria a seleção na Copa América de 2024, Lula não concorda. Quer um brasileiro comandando a seleção. E dá força a Fernando Diniz

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Lula quer a seleção comandada por brasileiro, Fernando Diniz. Não aceita o italiano Ancelotti
Lula quer a seleção comandada por brasileiro, Fernando Diniz. Não aceita o italiano Ancelotti

São Paulo, Brasil

A situação que envolve o treinador da seleção ganha contornos patéticos.

O presidente da República, Lula, foi direto em relação ao que pensa de o italiano Carlo Ancelotti assumir o Brasil em 2024.

"Ancelotti nunca foi técnico da Itália. Por que ele não resolve o problema da Itália, que nem disputou a última Copa do Mundo?"

Publicidade

Lula é completamente desfavorável a ver o Brasil com um treinador que não tenha nascido por aqui. A escolha do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, não é aprovada por ele.

Elogiou, e quer, Fernando Diniz.

Publicidade

"Gosto da criatividade do Diniz, da personalidade. Acho que é uma chance boa e acho que ele vai aproveitar bem."

Fernando Diniz aceitou ser técnico interino até que Ancelotti assuma, em junho de 2024, já para a disputa da Copa América, que será nos Estados Unidos.

Publicidade

Ao mesmo tempo em que comanda o Fluminense.

O treinador, que venceu apenas um Carioca em toda a carreira na elite do futebol, foi avisado que, se Ancelotti, por algum motivo, não assumir, o cargo para o Mundial de 2026 será dele.

Se o italiano confirmar mesmo sua palavra empenhada, Diniz pode ser seu auxiliar. 

E depois assumir o Brasil para a Copa de 2030.

Fernando Diniz e Ednaldo Rodrigues. Técnico interino até junho de 2024. E promessa de assumir em 2026
Fernando Diniz e Ednaldo Rodrigues. Técnico interino até junho de 2024. E promessa de assumir em 2026

A CBF fez vazarem no Rio de Janeiro as informações de que Ancelotti estaria estudando português e que iria morar na capital carioca enquanto treinasse o Brasil.

E que o presidente Ednaldo Rodrigues não quis falar publicamente ontem, na apresentação de Diniz, que Ancelotti deu sua palavra de que assumirá a seleção.

Mas, em um vídeo institucional, para ser apresentado aos presidentes das federações, Rodrigues garantiu que Ancelotti assumirá o Brasil na Copa América dos Estados Unidos.

E que receberá relatórios de Diniz do desempenho dos convocados.

Enquanto isso, no Palácio do Planalto, a situação é clara.

A seleção deveria ser reservada aos brasileiros.

Não sair das mãos de Fernando Diniz.

Essa é a opinião de Lula...

Futuro técnico da seleção, Ancelotti é 'emoji' ambulante; confira as diferentes expressões do italiano

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.