Futebol Final da Libertadores entre River x Boca será disputada em Madri

Final da Libertadores entre River x Boca será disputada em Madri

Estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, venceu concorrência para receber grande decisão da competição sul-americana, em 9 de dezembro 

Final Libertadores

Final entre River Plate x Boca Juniors seria disputada no Monumental de Núnez

Final entre River Plate x Boca Juniors seria disputada no Monumental de Núnez

Agustin Marcarian/Reuters - 29.11.2018

A final da Copa Libertadores de 2018 enfim tem data e local definidos. Quatro dias após o jogo ser suspenso pelo ataque de torcedores do River Plate ao ônibus do Boca Juniors, em Buenos Aires, na Argentina, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou oficialmente, na noite desta quinta-feira (29), que a partida será no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha, em 9 de dezembro.

A cartada da capital espanhola teria surgido depois de a Fifa se irritar com a indefinição da Conmebol. O presidente Gianni Infantino então teria entrado em contato com a RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol) e o Real Madrid por uma solução definitiva. As informações foram divulgadas inicialmente pelo jornal "El País" e pelo canal de TV La Sexta, ambos da Espanha.

Minutos antes do anúncio oficial, a entidade sul-americana emitiu um comunicado punindo o River com duas partidas de portões fechados em competições continentais. Além dessa punição, que passa valer a partir de 2019, o clube também deverá pagar US$ 400 mil (aproximadamente R$ 3,85 milhões) de multa.

"Madri é uma cidade que nos brinda com todas as garantias para a pronta e correta organização deste evento em um contexto excecional. Não está só entre as cidades mais seguras do mundo, como o estádio Santiago Bernabéu é um dos grandes do futebol mundial e oferece os mais altos padrões de segurança e comodidade", disse o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

COSME: Final da Libertadores em Madri. Vergonhosa vitória dos vândalos

O lendário Santiago Bernabéu venceu nos últimos dias uma disputa igualmente inusitada com Doha. O emirado qatari, sede da Copa do Mundo de 2022, investe alto no futebol e custearia o necessário para levar a decisão para o seu país. O estádio do Real Madrid, com capacidade para mais de 75 mil pessoas, será cedido gratuitamente à Conmebol, em acordo costurado com Florentino Pérez, presidente do clube madrilenho.

Bernabéu tem capacidade para mais de 75 mil pessoas

Bernabéu tem capacidade para mais de 75 mil pessoas

Juan Medina/Reuters - 3.11.2018

Diferentemente das partidas em Buenos Aires, o jogo em Madri poderá ter a presença de torcedores das duas equipes. Assim como acontece em São Paulo, por medida de segurança, existe a imposição de que apenas torcedores do time mandante podem ver a decisão no estádio.

Enquanto a Conmebol não se decidia pelo local da partida, várias cidades ao redor do mundo manifestaram interesse em receber a partida. No Brasil, pelo menos: Belo Horizonte, São Paulo, Manaus e Porto Alegre oficializaram a espécie de candidatura. Assunção (Paraguai), Doha (Qatar), Medellín (Colômbia), Miami e Nova Orleans (ambas nos Estados Unidos) também fizeram o mesmo.

Na última aposta do imbróglio que foi a final da principal competição de clubes do continente, o Boca tentou anular de forma definitiva a decisão argentina. O clube xeneize alegou que sofreu uma emboscada dos rivais e não teria condições de igualdade de entrar em campo.

Mais do que isso, o Boca pedia a reciprocidade na decisão com uma resolução tomada nas oitavas de final de 2015, quando foi eliminado da mesma competição, contra o mesmo River. Naquela oportunidade, na Bombonera, um torcedor arremessou gás de pimenta no túnel por onde os jogadores adversários passariam.

O ataque ao ônibus do Boca provocou lesões nos olhos dos jogadores Gonzalo Lamardo e Pablo Pérez, capitão do time. Outros tantos atletas e membros da comissão técnica passaram mal porque o gás de pimenta utilizado pela polícia entrou no ônibus que estava com as janelas quebradas.

Com River ou Boca (a primeira partida terminou empatada por 2 a 2), o Mundial de Clubes acontece de 12 a 22 de dezembro, nos Emirados Árabes. O campeão então viajará direto para a competição, sem antes comemorar o título com a torcida na Argentina por exemplo. O representante sul-americano enfrenta o vencedor de Espérance-TUN e quem passar de Al-Ain, dos Emirados Árabes, e Team Wellington, na Nova Zelândia.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Arte/R7
    Access log