Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Sete pessoas são presas na Espanha por insultos racistas contra Vini Jr.

Atacante brasileiro foi alvo de torcedores racistas durante a partida entre Valencia e Real Madrid no domingo (21)

|Do R7, com Reuters


Vini Jr., no domingo (21), antes do início da partida em que sofreu insultos racistas
Vini Jr., no domingo (21), antes do início da partida em que sofreu insultos racistas

A polícia espanhola informou nesta terça-feira (23) que prendeu sete suspeitos de ataques racistas contra o brasileiro Vinícius Jr., jogador do Real Madrid.

Segundo informações da polícia, três pessoas — todas espanholas e com idade entre 18 e 21 anos — foram presas na cidade de Valência, no leste do país, por suspeita de serem os autores dos gritos racistas do último domingo (21), no estádio Mestalla, na partida do Real contra o Valência.

Além disso, a polícia prendeu mais quatro homens, em Madri, com idade entre 19 e 24 anos, suspeitos de colocar, em janeiro, um boneco que representava Vini Jr. enforcado numa ponte.

Assista ao momento das prisões em Madri:

Publicidade

Veja agora o vídeo com as prisões dos suspeitos em Valência:

Na segunda-feira (22), o atleta publicou um vídeo nas redes sociaisem que ressaltou não ter sido a primeira vez que foi alvo de racismo no campeonato espanhol e reuniu provas de que está sendo vítima constante dessas agressões.

Publicidade

Em um forte depoimento, o jogador brasileiro disse viver uma "surpresa desagradável" todas as vezes em que joga fora de casa pelo Campeonato Espanhol.

Leia também

"Mas o discurso sempre cai em “casos isolados”, “um torcedor”. Não, não são casos isolados. São episódios contínuos espalhados por várias cidades da Espanha (e até em um programa de televisão)", escreveu Vini.

Publicidade

Os ataques racistas contra o jogador brasileiro repercutiram fortemente em vários países e também no mundo do futebol. Vini Jr. recebeu o apoio de atletas como Neymar e Mbappé. O presidente Lula pediu punição aos racistas, e o governo brasileiro notificou a LaLiga após os insultos. O Real Madrid fez uma denúncia formal à Procuradoria-Geral do Estado pelos crimes contra seu jogador. O presidente da Espanha, Pedro Sánchez, foi outra autoridade que demonstrou apoio a Vinícius, assim como Gianni Infantino, presidente da Fifa.

Jornais esportivos na Espanha culpam Vinícius Jr. por caso de racismo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.