Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Entendendo a NFL: após longos meses, é hora de tirar a ferrugem nos Training Camps

Período de treinos que antecede o início da temporada regular é utilizado por técnicos para decidir quem permanece na equipe

Jarda por Jarda|Lucas FerreiraOpens in new window


Jogadores usam pads de proteção sobre os capacetes em alguns treinos Reprodução Site/New England Patriots/David Silverman

O longo e tenebroso inverno entre o Super Bowl, em fevereiro, e o início da temporada regular, em setembro, está chegando ao fim. Em poucos dias, começam os Training Camps e a ação da NFL não parará pelos próximos sete meses.

No Entendendo a NFL desta semana, o Jarda por Jarda explica para você sobre o que se trata o Training Camp e o motivo para ele ser tão importante para o sucesso de uma equipe ao longo da temporada.

Hora de se provar

O Training Camp é um grande intensivo físico e tático que prepara a equipe para o árduo desafio que é ganhar o Super Bowl. Na maioria das vezes, as franquias iniciam esta preparação apenas com os calouros, que precisam aprender tudo sobre a estrutura de jogo da equipe, ou seja, o playbook.

Veja também

Nos dias seguintes, chegam ao local de treinamento os veteranos. Dali em diante, os jogadores convivem basicamente 24 horas por dia, seis dias por semana, na busca por aprimorar cada detalhe que pode desempenhar um papel determinante para o sucesso da temporada.

Publicidade

É também no Training Camp que as franquias dão espaço para jovens promessas e veteranos que ainda tentam se provar. Isto porque é neste momento em que os times podem ter até 90 jogadores no elenco — ao longo do mês de agosto e até o início da temporada, este número deve chegar a 53.

Training Camp é o momento para companheiros de linha ofensiva ganharem química Reprodução Site/Pittsburgh Steelers/Abigail Dean

Recuperação, vídeo, treino

O dia de um atleta durante o Training Camp começa com a recuperação de sua maior arma: o corpo. Em seguida, costumam ser realizadas reuniões separadas conduzidas pelos coordenadores de cada posição. Ainda durante a manhã, os jogadores fazem um walk-through, treino no qual são passadas jogadas a serem executadas em velocidade reduzida — uma espécie de caminhada.

Publicidade

À tarde, é hora de tornar o dia mais físico com treino de rotas para recebedores e defensores, além de treino de bloqueios para jogadores de linhas ofensiva e defensiva. Na parte da noite, é hora de mais reunião e recuperação.

Quarterbacks usam camisas de cores diferentes para não serem atingidos por defensores Reprodução Site/Green Bay Packers/Evan Siegle

Treino conjunto

Para deixar a fase de Training Camp mais interessante, é comum que franquias recebam outros times para sessões de treinos em conjunto. Obviamente, em um esporte com tanto contato, talvez não seja uma boa ideia colocar equipes rivais para treinarem juntas... E, sim, sempre dá confusão, pancadaria e a galera do deixa disso precisa entrar em ação.

Publicidade

Para tentar conter estes danos, uma série de regras não escritas são impostas. Por exemplo, o quarterback nunca deve ser derrubado, jogadores de ataque não devem tentar quebrar os tackles... Por aí vai.

Pré-temporada

Todas essas horas de treino são colocadas em prática nas partidas de pré-temporada. Todas as equipes, com exceção das duas que realizam o jogo comemorativo do Hall da Fama, participam de três confrontos ao longo do mês de agosto.

Estas partidas de pré-temporada, porém, não costumam refletir fielmente o poderio das equipes, uma vez que os melhores atletas têm tempo limitado de campo e, muitas vezes, sequer entram no jogo. Um exemplo clássico disso é o Detroit Lions de 2008, que venceu todas as partidas da pré-temporada e perdeu todos os jogos da temporada regular.



Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.