Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

CEO de empresa que licencia produtos da NFL no Brasil revela alvo da liga no país

Em entrevista ao Jarda por Jarda, Bruno Koerich comentou sobre a paixão dos brasileiros pelo esporte e a chegada de novos artigos

Jarda por Jarda|Lucas FerreiraOpens in new window


Bruno Koerich, CEO da Destra — empresa responsável pelo licenciamento de produtos da NFL no Brasil Divulgação

A expansão e construção da marca NFL no Brasil se dá em diversas frentes: transmissão de jogos, produção de eventos oficiais e, obviamente, a realização de uma partida de temporada regular em solo brasileiro. O projeto de consolidação da liga no país passa também pela venda de produtos licenciados, que vão de copos até tapetes.

Bruno Koerich, CEO da Destra — empresa responsável pelos licenciamentos da NFL no Brasil —, revelou em exclusividade o alvo da liga no país: as crianças. Em entrevista ao Jarda por Jarda, Koerich falou sobre a chegada de novos produtos no mercado, a paixão do brasileiro pelo futebol americano e a possibilidade do Brasil se tornar o maior mercado estrangeiro da NFL.

Leia abaixo a entrevista com Bruno Koerich:

Jarda por Jarda — Como você avalia o ânimo das marcas em relação à popularidade da NFL no Brasil?

Bruno Koerich — É incrível ver como a paixão pela NFL tem crescido no Brasil nos últimos anos. A liga, com seu marketing excepcional e conteúdo estratégico, em parceria com a Effect aqui no Brasil, tem gerado resultados impressionantes. O entusiasmo é palpável tanto entre os fãs quanto entre as empresas. A realização de um jogo da NFL no Brasil foi um divisor de águas, criando uma movimentação sem precedentes e fortalecendo ainda mais a conexão com o público e as marcas locais.

Publicidade

Jarda — Você acredita que o sucesso da venda de ingressos para o primeiro jogo da NFL no país pode impulsionar o aumento de produtos licenciados e eventos oficiais da liga no Brasil?

Koerich — Sem dúvida! O sucesso estrondoso da venda de ingressos para o primeiro jogo da NFL no Brasil é uma prova concreta da força da liga aqui. Isso certamente vai impulsionar a procura por produtos licenciados e motivar ainda mais eventos oficiais da NFL no país. As empresas veem esse entusiasmo e querem fazer parte dessa incrível jornada, licenciar produtos e criar experiências inesquecíveis para os fãs.

Publicidade

Veja também

Jarda — Quantas e quais marcas brasileiras já fizeram licenciamento da marca NFL no Brasil?

Koerich — Até o momento, grandes nomes como KFC, Pizza Hut e Cacau Show já se envolveram em projetos com produtos da NFL no Brasil. E isso é só o começo! Temos contratos assinados com outras empresas e, em breve, veremos uma variedade de novos produtos no mercado, incluindo chinelos, cadernos, itens de escrita, mochilas, baralhos, camisetas, moletons e muito mais. A expectativa é alta e temos certeza de que os fãs vão adorar.

Jarda — Atualmente, o Brasil é o segundo maior mercado estrangeiro da NFL. A partir da sua experiência, você acredita que o país possa tomar a liderança?

Koerich — Com certeza! O Brasil tem um potencial gigantesco e a realização do jogo aqui, juntamente com os projetos de conteúdo voltados para o público brasileiro, estão criando uma base de fãs cada vez maior. O tamanho do nosso mercado e a paixão do brasileiro por esportes são fatores que nos colocam em uma posição única para, eventualmente, nos tornarmos o maior mercado da NFL fora dos Estados Unidos.

Na última páscoa, ovo destinado a fãs da NFL foi comercializado no Brasil Reprodução Site/Cacau Show

Jarda — Você pode revelar qual o faturamento da NFL com produtos licenciados no Brasil?

Koerich — Adotamos a visão da NFL de priorizar o engajamento com os fãs acima de tudo. Projetos como o da Cacau Show, que colocou mais de 100 mil bolas de futebol americano no país, são exemplos do impacto significativo que estamos causando. Estamos mais focados em criar conexões autênticas e duradouras com os fãs, especialmente com as crianças que estão tendo seu primeiro contato com a NFL e se tornando novos entusiastas da liga.

Jarda — Bruno, fique à vontade para deixar um recado final.

Koerich — Trabalhar com a NFL é uma experiência enriquecedora. A liga é incansável em sua busca por estar cada vez mais próxima dos fãs, investindo continuamente em novos mercados e colocando o cliente no centro de todas as suas ações. Esse compromisso genuíno com o engajamento é o que torna a NFL tão especial e estamos orgulhosos de fazer parte dessa jornada de crescimento no Brasil.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.