Flamengo humilha Palmeiras e autoridades. E Mano demitido

Time de Jorge Jesus deu uma lição ao milionário elenco palmeirense em plena arena paulista. E ainda debochou, aplaudindo arquibancada vazia

Gabigol marcou dois gols e uma assistência. Futebol impressionante

Gabigol marcou dois gols e uma assistência. Futebol impressionante

LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO

São Paulo, Brasil

O Flamengo humilhou o Palmeiras, as autoridadas paulistas e a CBF.

O campeão brasileiro não só fez do milionário elenco palmeirense o que quis. 

Jorge Jesus deu uma lição inesquecível para Mano Menezes: não só tática como ensinou que poupar jogadores é algo ultrapassado.

De nada adiantou Mano entrar só com dois titulares e perder para o Fluminense. Com todo seus principais atletas, o Palmeiras foi goleado no último jogo na sua arena, e com gramado natural, em 2019. 

Ele já tinha perdido para o Grêmio.

Depois de quatro anos, o clube voltava a perder partidas seguidas.

A goleada por 3 a 1 foi até muito modesta. O time carioca dominou o jogo de maneira impressionante. Se tivesse vencido por cinco, seis a 0 não seria exagero.

Na metade do segundo tempo, Jesus pediu para seu time diminuir o ritmo. Se poupar, já com o jogo ganho. 

Foi quando Matheus Fernandes descontou.

O Palmeiras foi uma equipe apática, entregue, acovardada, afobada. Time apequenado diante do campeão brasileiro.

Jogadores destruídos psicologicamente.

Mano Menezes era a imagem do fracasso.

Sentado, aceitando o comportamento vergonhoso do seu time.

Em compensação, Jorge Jesus estava irritadíssimo, queria que seus jogadores  marcassem mais gols.

Diferença marcante.

Além do futebol, o Flamengo deu um tapa de pelica, humilhou as autoridades paulistas e a CBF que impediram que os torcedores flamenguistas estivessem na arena palmeirense, por assumir a incompetência de proteger os torcedores rivais.

Antes do jogo começar, todos os jogadores do time carioca foram até o espaço vazio onde deveriam estar os flamenguistas. E eles aplaudiram as arquibancadas sem ninguém.

Situação surreal, vergonhosa.

Ainda ficaria pior.

Palmeirenses 'caçavam' flamenguistas no estádio.

E os expulsavam.

Enquanto isso, outros passaram o jogo todo xingando Mano, grudados ao banco de reservas.

E vândalos palmeirenses descontavam a raiva quebrando cadeiras e jogando pedaços para o gramado.

Uma vergonha.

A hora do deboche. Time flamenguista aplaude arquibancada vazia

A hora do deboche. Time flamenguista aplaude arquibancada vazia

Reprodução/Twitter

Assim que o Flamengo marcou o seu primeiro gol aos quatro minutos do primeiro tempo, com Arrascaeta, a torcida palmeirense passou a xingar o time e, principalmente, Mano Menezes.

Até porque Gabigol marcaria mais dois gols, chegando a 24 gols, quebrando o recorde na artilharia dos Brasileiros, com vinte times.

O técnico tem enorme chances de ser demitido antes da próxima temporada. A esmagadora maioria do Conselho Deliberativo exige a saída do treinador. 

O nome do argentino Jorge Sampaoli tem sido repetido cada vez mais insistentemente.

O presidente Mauricio Galiotte está sendo pressionado para mandar embora não só Mano como o executivo Alexandre Mattos.

Além de uma enorme reformulação do time.

Thiago Santos está acertando a ida para os Estados Unidos.

E Deyverson para a China. 

"Não acho injusta a cobrança da torcida. Nós jogamos em um gigante. E perdemos para o melhor time da América do Sul", resumiu Felipe Melo, que também tem chance de ir embora ao final da temporada.

Após o vexame de hoje, a diretoria estava decidindo.

Se mandaria ou não Mano Menezes embora.

Mandou. 

O técnico acaba de ir embora.

Suportou apenas 20 partidas no Palmeiras...

Apaixonados, Kaká e Carol Dias oficializam união em festa na Bahia