Cosme Rímoli Modric. Uma lição aos ídolos egocêntricos do futebol moderno

Modric. Uma lição aos ídolos egocêntricos do futebol moderno

O meia croata tem grande chance de ser o melhor jogador do mundo. Mas só quer falar da chance de seu país ganhar a Copa.  Postura rara, humilde

Modric. Humildade e puro talento a favor da Croácia. Ídolo diferente

Modric. Humildade e puro talento a favor da Croácia. Ídolo diferente

Shaun Botterill/Getty Images - 07.07.2018

Moscou, Rússia

Foi impressionante a postura de Modric na coletiva que antecedeu a final da Copa do Mundo, amanhã, aqui em Moscou.

O jogador mais importante da Croácia foi em um caminho raro, diferentes dos ídolos egocêntricos, que só pensam em si. Como infelizmente o Brasil está acostumado nos últimos tempos.

A postura do jogador do Real Madrid emocionou a imprensa do planeta toda, que se apinhou para a entrevista.

"Repeti várias vezes que estou focado apenas no sucesso da Croácia. Quando você é mencionado nesse contexto, é muito bom e um orgulho. Mas não me preocupo com isso. Quero que meu time ganhe a Copa do Mundo amanhã. É isso que importa. 

WhatsApp da Zoeira: a resenha dos jogadores da Copa do Mundo

"Quero o sucesso do meu time. O individual não é minha prioridade. Esta é a motivação para mim. Pensar na Croácia ganhando a Copa. Isso me deixa feliz."

O maior talento croata e, mesmo não preocupado com prêmios individuais, como brigar para ser o melhor do mundo, tem imensas chances de ser escolhido como o melhor jogador da Copa da Rússia. Mbappé e Griezmann são seus concorrentes pela França. 

Como a Copa, que uniu a França em 1998, hoje evidencia tensões sociais

A maioria dos jornalistas aqui na Rússia acredita que Modric deveria ganhar o prêmio. Ele conseguiu durante o Mundial ditar o ritmo croata. Apressou ou diminiu a dinâmica, a velocidade da maior surpresa do Mundial. Assim como faz há seis anos no Real Madrid.

Aos 32 aos, ele chega ao auge de sua carreira. Embora seja um jogador franzino, seu toque de bola refinado, objetivo, o fez não só suportar a pressão de três prorrogações. 

A façanha da Croácia tem como principal personagem Modric. Todos admitem

A façanha da Croácia tem como principal personagem Modric. Todos admitem

Lance

E teve personalidade de enfrentar seu pior momento no Mundial. Quando perdeu um pênalti contra a Dinamarca. A vaga para as oitavas teve de chegar na decisão das penalidades. Todos os jogadores e o treinador Zlatko Dalic o isentaram.

Modric fez piada sobre seu erro.

"Nós poderíamos ter vencido antes dos pênaltis, mas nosso jeito é no drama! Depois de perder o pênalti, eu segui focado. Eu estava certo de que iria marcar, porque passei a manhã inteira vendo Schmeichel defendendo pênaltis e, então, eu chutei daquele jeito... Eu nunca mais vou estudar os goleiros e ver como eles defendem pênaltis."

Inglaterra lança campanha contra violência à mulher em dia de jogos

Isso pode ser importante amanhã, pelo equilíbrio entre Croácia e França.

O jogador era muito criticado no seu país. Por não jogar tão bem com a camisa da Croácia, quanto no Real Madrid. Foi instigado a dar uma resposta aos jornalistas croatas. Não quis.

"Honestamente, não tenho nada especial para dizer a eles. Eu preciso dizer que nunca duvidei de mim mesmo. Em respeito a outras expectativas, eu sempre acreditei que poderia chegar onde estou. Graças a Deus está sendo realizado. Estou feliz por estar onde estou. O resto só me motiva."

Além disso, o jogador tem problemas na justiça croata. Ele é acusado de  falso testemunho. Isso teria acontecido em um julgamento em um processo que investiga transações fraudulentas realizadas pelo ex-presidente do Dinamo Zagreb, Zdravko Mamic.

Protagonista na 1ª fase, VAR vira coadjuvante nos mata-matas

Modric responde na justiça por receber ilegalmente parte de sua transferência Dinamo Zagreb para o Tottenham, em 2008. Esse valor deveria ter ido para o  clube que vendeu os direitos econômicos dele para os ingleses.

Ele nega com vigor a falcatrua.

Modric mistura técnica e muita raça. Sua participação na Copa é impressionante

Modric mistura técnica e muita raça. Sua participação na Copa é impressionante

Kai Pfaffenbach/Reuters - 11.7.2018

O ponto final na coletiva foi sua humildade diante do trabalho do seu técnico.

Modric quis repassar toda o sucesso da caminhada para o treinador Dalic. E não por seu grande futebol.

Faça o teste: Você consegue se lembrar dos 3º colocados na história das Copas?

"Como pode ver, estamos na final da Copa do Mundo. Isso é a influência do nosso treinador. Ele entrou em cena em um momento difícil, nossa qualificação estava em dúvida e no jogo mais importante ele disse para confiarmos em nós mesmos, que tínhamos bons jogadores, então esse primeiro jogo contra a Ucrânia foi muito importante para retormarmos a confiança.

"Teve grande influência na nossa caminhada até aqui. Estamos muito felizes por ele estar conosco, não só pelo técnico que é, mas pela pessoa."

O capitão croata tem grande chance de levantar o troféu de campeão do mundo

O capitão croata tem grande chance de levantar o troféu de campeão do mundo

Carl Recine/Reuters - 11.07.2018

O camisa 10 da Croácia tem chances remotas para vencer o título de melhor do mundo. Ninguém tira de Cristiano Ronaldo e sua conquista da Champions com o Real. Fora a boa participação na Copa da fraca seleção portuguesa.

Mas Modric está na briga.

Seduziu quem o viu jogar neste Mundial.

E o título de melhor do Copa está muito próximo.

Queira o croata ou não...

Nem tudo dá certo em Copas: veja as decepções da Rússia 2018