Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Blog do Nicola
Publicidade

Dívida do Corinthians passa de R$ 1,5 bi e é a maior entre os clubes do Brasil; veja o ranking

Timão tem quase a mesma dívida de Palmeiras, São Paulo e Santos somados; Botafogo, Galo, Vasco e Cruzeiro também estão no top 5

Blog do Nicola|Jorge NicolaOpens in new window

Ponto positivo O alento corintiano é sua capacidade de arrecadar: foram R$ 937 milhões em 2023 (Rodrigo Coca/Corinthians)

O Corinthians é, com folga, o clube mais endividado do futebol brasileiro. Incluindo as pendências com a Neo Química Arena, o Timão deve hoje R$ 1,58 bilhão, contra R$ 1,03 bilhão do Botafogo, o segundo no ranking de clubes brasileiros. O levantamento é da Ernst Young, que avaliou as contas de 33 times das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

As dívidas do Corinthians estão divididas da seguinte maneira: R$ 886 milhões sem o estádio e pouco mais de R$ 700 milhões relacionadas ao financiamento da Neo Química Arena. O Timão é, de longe, o clube com maiores pendências tributárias: são R$ 602 milhões. O restante é de débitos com jogadores, empresários, fornecedores, ex-funcionários, outros clubes...

Veja também

A situação financeira do Corinthians parece tão dramática que a Ernst Young chegou a sugerir a recuperação judicial, como revelou o blog semanas atrás. Só a título de comparação, vale contar que as obrigações alvinegras se aproximam da soma das dívidas de Palmeiras (R$ 537 milhões), São Paulo (R$ 667 milhões) e Santos (R$ 606 milhões), que é de R$ 1,81 bilhão.

Destaques positivos: Atlético-MG e Cruzeiro fazem parte dos cinco clubes que mais devem no Brasil, no terceiro e no quinto lugares, respectivamente. Mas a dupla mineira tem motivo para festejar. O Galo foi aquele com a maior redução de dívida de 2022 para 2023: R$ 747 milhões. As pendências caíram de R$ 1,5 bilhão para R$ 824 milhões.

Publicidade

A transformação do Atlético-MG em SAF foi determinante para a queda drástica. O aporte de R$ 916 milhões se tornou decisiva: foram R$ 316 milhões em conversão de dívidas dos investidores e R$ 505 milhões aportados em caixa, além de R$ 95 milhões integralizados por meio do Fundo de Investimento do Galo.

O Cruzeiro no último ano da era Ronaldo também viu seu endividamento despencar de R$ 1,05 bilhão para R$ 719 milhões. A situação era ainda mais delicada quando o Fenômeno decidiu comprar a SAF cruzeirense — o time jogava a Série B pelo terceiro ano seguido, devia R$ 1,3 bilhão e sofria com diversas condenações da Fifa.

Publicidade

RANKING DAS DÍVIDAS DOS CLUBES BRASILEIROS:

1º Corinthians: R$ 1,58 bilhão

2º Botafogo: R$ 1,03 bilhão

Publicidade

3º Atlético-MG: R$ 824 milhões

4º Vasco: R$ 749 milhões

5º Cruzeiro: R$ 719 milhões

6º São Paulo: R$ 667 milhões

7º Santos: R$ 606 milhões

8º Fluminense: R$ 597 milhões

9º Palmeiras: R$ 537 milhões

10º Grêmio: R$ 526 milhões

11º Inter: R$ 519 milhões

12º Bahia: R$ 422 milhões

13º Red Bull Bragantino: R$ 408 milhões

14º Flamengo: R$ 63 milhões

15º Fortaleza: R$ 6,6 milhões

16º Athletico: 0


Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.