Futebol Rojas cobra Corinthians por atraso no pagamento e cogita romper contrato

Rojas cobra Corinthians por atraso no pagamento e cogita romper contrato

Caso o paraguaio acione a Fifa e vença a disputa judicial, o Timão seria obrigado a pagar o valor integral do contrato

Lance
Paraguaio atuou 20 vezes pelo Timão; saldo é de duas assistências

Paraguaio atuou 20 vezes pelo Timão; saldo é de duas assistências

JOãO AURELIO/ONZEX PRESS E IMAGENS/ESTADÃO CONTEÚDO - 22/07/2023

O paraguaio Matías Rojas notificou o Corinthians pelo atraso no pagamento de direitos de imagem, e o meia cogita acionar a Fifa para romper unilateralmente o contrato com o Timão, válido até julho de 2027. As informações são do 'ge'. 

Rojas havia sido avisado pelo Timão que os valores seriam quitados em duas parcelas, com o prazo da primeira antes do Natal. Porém, o clube não efetuou o pagamento. A dívida do Corinthians com o camisa 10 é de R$ 5 milhões.

Os salários de Rojas, bem como do restante do elenco, estão em dia, mas a maior parte da remuneração do paraguaio vem dos direitos de imagem. A falta de pagamento por mais de dois meses dá direito ao pedido de rescisão contratual na Fifa.

Além disso, caso o atleta acione a entidade máxima do futebol e vença a disputa judicial, ele sairia de graça do Corinthians e receberia o valor integral do salários estipulado em contrato, representando um enorme prejuízo para Augusto Melo, novo presidente do Timão.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

O Corinthians adquiriu 80% dos direitos de Rojas por 1,8 milhão de dólares (R$ 8,9 milhões) entre luvas e comissões, já que o jogador estava em fim de contrato no Racing, da Argentina. O meia-atacante herdou a camisa 10 de Róger Guedes, mas sofreu com lesões e não se firmou na equipe, disputando apenas 20 jogos pelo Timão. Ele não balançou as redes e soma duas assistências pelo clube alvinegro.

De Libertadores do Fluminense a Santos rebaixado: veja coisas que aconteceram pela 1ª vez em 2023

Últimas