Futebol Perto dos 52 anos, Kazu renova contrato com time japonês

Perto dos 52 anos, Kazu renova contrato com time japonês

Atacante que passou por vários clubes brasileiros nos anos 1980, anunciou a extensão do vínculo com time da 2ª divisão japonesa por uma temporada

Longevidade

Kazu, que completará 52 anos em fevereiro, disputará a 33ª temporada da carreira

Kazu, que completará 52 anos em fevereiro, disputará a 33ª temporada da carreira

Reprodução/Facebook Yokohama FC

O atacante Kazuyoshi Miura, que completará 52 anos em fevereiro de 2019, anunciou a renovação do vínculo com o Yokohama FC, time da segunda divisão do Japão, por mais uma temporada.

Veja mais: Relembre a história de Kazu, o 1º japonês que jogou no Palmeiras

Kazu, como é mais conhecido, atuou em vários times do Brasil na década de 1980 (Santos, Palmeiras, Juventus e XV de Jaú, entre outros), além de acumular passagens pelo futebol italiano, croata e australiano.

O japonês — que iniciará a 33ª temporada profissional e já se tornou o atleta mais longevo da história do futebol — foi parabenizado pela Fifa em mensagens nas redes sociais.

"Ele acabou de assinar outro contrato profissional, aos 51 anos", enfatizou a mensagem da entidade que comanda o futebol mundial.

COSME RÍMOLI: A arrogância da CBF continua. R$ 60 a R$ 890 para ver a Copa América

Aos 15 anos, Kazu deixou a cidade de Shizuoka, onde nasceu, para correr atrás do sonho de jogar futebol. O início da carreira aconteceu nas categorias de base do Juventus, clube tradicional paulistano, onde ele se profissionalizou.

O estilo de jogo agradou e o japonês chegou chegou ao XV de Jaú, clube no qual fez sucesso e participou de um jogo histórico: a vitória por 3 a 2 da equipe interiorana que eliminou o Palmeiras das semifinais do Campeonato Paulista de 1985, em um jogo realizado no antigo Estádio Palestra Itália.

Além da grande experiência no Brasil, Kazu também passou por Genoa (Itália), Dínamo de Zagreb (Croácia) e Sidney FC (Austrália), além dos japoneses Verdy Kawasaki, Vissel Kobe, Kyoto Sanga e Yohohama FC.

Cozinheiro turco queridinho dos boleiros faz até bife banhado a ouro:

    Access log