Campeonato Carioca Técnico interino, Lúcio Flávio elogia entrega do Botafogo contra o Fla

Técnico interino, Lúcio Flávio elogia entrega do Botafogo contra o Fla

Comandante do Alvinegro lamentou possível erro da arbitragem ao não marcar pênalti ainda no primeiro tempo

Lúcio Flávio segue no comando do Botafogo desde a demissão de Enderson Moreira

Lúcio Flávio segue no comando do Botafogo desde a demissão de Enderson Moreira

Vitor Silva/Botafogo

Técnico interino do Botafogo, Lúcio Flávio concedeu entrevista coletiva após a derrota por 3 a 1 no clássico contra o Flamengo, na noite de quarta-feira (23), no Estádio Nilton Santos. O comandante da equipe destacou a entrega do time nos 90 minutos, citou a primeira partida in loco do investidor John Textor e lamentou um possível erro de arbitragem.

"O John já vinha acompanhando os jogos, hoje estava aqui no estádio e pode acompanhar de uma forma mais ampla e creio que deve ter observado a luta, a dedicação dos jogadores em tentar fazer o melhor. É claro que não foi o resultado que queríamos, mas não faltou empenho e disposição dos jogadores. O próprio torcedor que veio nos incentivou, cantou, ele percebe o momento de transição do clube e passa muito por esse momento também", disse Lúcio Flávio.

Na primeira etapa, o Botafogo se viu extremamente inferior tecnicamente e taticamente em relação ao Flamengo. Com uma equipe mais encaixada, o Rubro-Negro passeou e logo desceu para o intervalo com 2 a 0 a seu favor.

"O início do jogo não foi aquilo que nós queríamos, tanto na parada técnica como no intervalo conversamos sobre isso. No melhor momento nosso no jogo talvez, no fim do primeiro tempo, tomamos o segundo gol. A postura no segundo tempo acabou sendo outra", comentou o técnico interino do Alvinegro.

Polêmica
Um lance, no entanto, causou grande revolta nos jogadores do Botafogo. Ainda na primeira etapa, quando a partida estava 1 a 0 para o Fla, Matheus Nascimento tocou para dentro da área e a bola tocou no braço de Pedro - que estava aberto. O árbitro Grazianni Macial Rocha escutou o VAR, mas não foi indicado ao monitor.

"Hoje temos os recursos, antigamente não existia, só fica a questão de saber qual critério é utilizado. Foi uma bola em que o Matheus tentou um passe e a bola bateu no braço do jogador do Flamengo. Enquanto eu estava antes trabalhando na comissão, tivemos lances em que a bola bateu na perna do jogador nosso e no braço e foi marcado pênalti. Ficamos curiosos em relação à postura adotada pelo árbitro e pelo VAR num lance como esse", lamentou o treinador do Botafogo.

O Alvinegro volta a campo pelo Campeonato Carioca no próximo domingo (27), às 19h, contra a Portuguesa-RJ, no Luso-Brasileiro. O Glorioso ocupa a quarta colocação na tabela de classificação, com 16 pontos.

Últimas