Nem derrota avassaladora faz Renato Gaúcho se render

Faltou humildade para o treinador gremista na entrevista depois do jogo

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Confesso que fiquei ansioso para ver a entrevista do Renato Portaluppi depois da goleada sofrida diante do Flamengo, pela Libertadores.

A expectativa era de que o treinador fosse se render a superioridade do adversário.

Não foi o que aconteceu.

Renato, que está tentando virar a chave para uma fase mais madura, pensando em um dia treinar a seleção brasileira, novamente escorregou no próprio ego.

Ele sempre teve o costume de enaltecer mais os méritos e defeitos do time dele, que dos adversários.

E continuou com esse estilo após a eliminação avassaladora do Grêmio diante de um time muito superior.

Ele se limitou a falar das falhas de sua defesa.

Disse que todos os cinco gols que o time levou foram em falhas do sistema defensivo.

E foi além. Afirmou que até "mulher grávida" faria gol no seu time ontem à noite.

Nitidamente menosprezou o futebol jogado pelo Flamengo, que é  uma unanimidade entre todos que gostam de ver uma partida bem jogada.

A superioridade rubro-negra, frente a qualquer outra equipe brasileira, não é difícil de enxergar.

Talvez o ego do treinador gremista não deixe ele se render.

Mas, mostraria que o eterno fanfarrão e falastrão Renato, realmente está a fim de mudar.

Acredito que ele tenha perdido essa oportunidade.

O time comandado por ele, buscou, no total, nove bolas na rede do Flamengo nesses dois jogos de semifinal.

Mas o VAR entrou em ação e anulou alguns gols rubro-negros.

Sem falar que o Grêmio está 23 pontos atrás dos cariocas na classificação do campeonato brasileiro.

Aí, ele pode até alegar que poupou jogadores e simplesmente abriu mão de várias partidas no brasileirão.

Aí vem a pergunta: adiantou alguma coisa?

Se tem uma lição que o treinador português Jorge Jesus ensinou pra ele e pra vários outros que tem a mania de poupar jogadores, é de que não se deve abrir mão de competição nenhuma, pensando em outra.

O técnico do Flamengo praticamente não poupou ninguém no Fla x Flu disputado no domingo à noite, tendo um jogo decisivo na quarta.

O resultado é que o Flamengo está voando em campo.

Muito perto de conquistar a Libertadores e o Brasileiro.

Enquanto isso, o Grêmio de Renato Gaúcho, vai ter que brigar até o final do ano pra ficar pelo menos no G6, que disputa a Libertadores no ano que vem.

Muito pouco para um clube que também gastou muito dinheiro e tem um elenco de peso.

Sim, porque não podemos esquecer que times como o Grêmio e o Palmeiras também tem elencos galácticos.

O problema é fazer a engrenagem funcionar.

Coisa que o Jorge Jesus conseguiu.

O Renato não...

Sinal de que ainda falta muita bagagem e aprendizado para um treinador que quer chegar na seleção brasileira.

Hora de aprender com os erros Renato!

Até a próxima.