Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Empresa oferece vaga de emprego de R$ 185 milhões por ano; veja os requisitos

Para conseguir o trabalho com este baita salário, basta receber 1.500 jardas por ano e fazer oito touchdowns por temporada

Jarda por Jarda|Lucas FerreiraOpens in new window

Justin Jefferson se tornou o não quarterback mais bem pago da NFL (Reprodução Instagram/Justin Jefferson)

Existem jogadores que contribuem para o time e existem os jogadores que mudam o time. Quando este tipo de atleta bate a sua porta, se junta a sua organização, é o momento de valorizar e fazer de tudo para ele permanecer lá por anos e anos.

Foi exatamente isso que o Minnesota Vikings fez ao renovar com o recebedor Justin Jefferson, que receberá em quatro anos US$ 140 milhões (cerca de R$ 734 milhões) — sendo US$ 110 milhões garantidos (mais de R$ 575 milhões). Entretanto, para receber esta cifra multimilionária — que o coloca como o jogador mais bem pago da NFL (sem contar os quarterbacks) —, Jefferson ralou muito e mostrou ser o melhor wide receiver da liga.

Ano após ano, desde quando era calouro, o recebedor exibiu todo seu talento com o uniforme roxo dos Vikings. Ao longo das quatro temporadas na NFL, Jefferson passou das mil jardas em todas elas, chegando à incrível marca de 1.809 jardas em 2022. São 30 touchdowns em 392 recepções como profissional.

Quem acompanha a NFL nos últimos anos, sabe que ele preenche os requisitos para uma vaga com esta remuneração. Por outro lado, o mercado de contratos inflacionados da liga nos últimos anos têm mexido com a cabeça de agentes e atletas.

Publicidade

Veja também

Para falar especificamente de recebedores, o grande surto salarial começou com o Jacksonville Jaguars, que contratou Christian Kirk a peso de ouro em 2022. Até aquele ano, o wide receiver tinha como melhor marca seis touchdowns em uma mesma temporada. Nos últimos dois anos, todavia, o Salary Cap subiu (e muito), tornando o contrato de Kirk até normal.

Franquias, como o Cincinnati Bengals, que trabalham na renovação dos wide receivers Ja’Marr Chase e Tee Highins, terão muita dificuldade de pagar por dois recebedores acima da média. No caso de Chase, a equipe deve dar um contrato similar a este de Jefferson.

Publicidade

Por outro lado, Higgins não deve ter a mesma sorte. São grandes a chances do jovem talento acabar em outra franquia, já que a renovação com os Bengals anda emperrada. Apesar de querer ser valorizado como Jefferson — e virtualmente como Chase —, Tee não tem os mesmos números ou talento dos aqui citados.

Então, caro leitor, se você pretende se candidatar a esta vaga que paga uma verdadeira bolada, é melhor ter as qualificações que o melhor recebedor da NFL possui. Caso contrário, ficará difícil ter uma conta bancária tão abençoada.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.