Cosme Rímoli Sampaoli, Renato e Luxemburgo... Chantagem ou ambição?

Sampaoli, Renato e Luxemburgo... Chantagem ou ambição?

Santos, Grêmio e Vasco estão encurralados. Ou garantem reforços, times muito mais fortes em 2020 ou perderão seus treinadores. Simples assim...

Renato Gaúcho, Sampaoli, Luxemburgo, Santos, Grêmio, Vasco, 2020

Luxemburgo e Renato Gaúcho. Ficarão sem contrato. Exigem reforços para ficar

Luxemburgo e Renato Gaúcho. Ficarão sem contrato. Exigem reforços para ficar

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

Jorge Sampaoli.

Renato Gaúcho.

Vanderlei Luxemburgo.

Três treinadores absolutamente diferentes.

Veja mais: Com a mão na taça, veja recordes que o Fla pode bater no Brasileirão

Na visão tática, experiência de vida.

Personalidade.

Mas o que o trio tem em comum?

E que está incomodando profundamente as diretorias de Santos, Grêmio e Vasco?

A ponto de os dirigentes se sentirem chantageados?

Todos afirmaram de forma pública.

Não basta aumento de salário.

O trio exige a contratação de grandes reforços.

Não quer passar mais um ano sem conquistas significativas.

O Gaúcho vencido por Renato é cada vez menos representativo, como todos os Estaduais.

E todos os técnicos estão falando sério.

Veja mais: Messi resume a vitória argentina contra o Brasil: 'Não sofremos'

Se mostram prontos para abandonar Santos, Grêmio e Vasco se não forem atendidos.

Não interessa se, cada um vivia momento conturbado.

Todos estavam desvalorizados.

Sampaoli foi praticamente expulso da Seleção Argentina, ao perder o controle do time, na Copa da Rússia.

Renato Gaúcho estava sem trabalho desde abril de 2014 até setembro de 2016, desacreditado como treinador. Quando foi resgatado pelo Grêmio.

Luxemburgo perambulava sem emprego, pensando na sua fábrica de cachaça que comprou em Alagoas. Ficou assim desde que foi despachado do Sport, em outubro de 2017. Só voltou a ter time em maio deste ano.

Veja mais: Para o inseguro Tite, basta vencer a fraca Coreia e acabou a crise

Todos se recuperaram. 

Mostraram competência.

O Santos briga pela vice brasileiro.

O Grêmio ganhou a Libertadores da América em 2017.

E segue fazendo campanhas importantes.

O Vasco escapou de novo rebaixamento.

Caminha em paz neste final de 2019.

Sampaoli fez péssima Copa. Saiu desmoralizado da Argentina

Sampaoli fez péssima Copa. Saiu desmoralizado da Argentina

Reprodução/Twitter

Mesmo com contrato até o final de 2020 e multa de R$ 10 milhões, Sampaoli foi claro. Ou tem um time para ganhar títulos ou irá embora.

Simples e direto assim.

Renato Gaúcho e Luxemburgo ficarão sem contrato a partir do final do ano.

Os dois sabem que não ficarão sem trabalho.

Mas querem voltar a ganhar troféus importantes.

Ingratidão?

Não. 

Veja mais: Brasil encurralado pela Argentina. Vexame. Deu saudade do Flamengo

Apenas justa valorização e autoestima.

Os três sabem a dor de serem demitidos.

E têm consciência.

A roda gigante girou.

Estão por cima.

Luxemburgo foi demitido sem piedade no Sport. Fez péssimo trabalho

Luxemburgo foi demitido sem piedade no Sport. Fez péssimo trabalho

Reprodução/Twitter

E em condições de exigirem times fortes.

Ou 'chantagear', como ironizam os dirigentes de Santos, Grêmio e Vasco, em conversas internas, em off.

O Grêmio já se movimenta.

Quer que Renato fique.

Veja mais: Sampaoli perde a paciência. Ou tem um grande elenco em 2020 ou sai

O Vasco também busca auxílio.

O Santos está quase conformado.

Não há dinheiro para agradar o argentino.

E o próprio Luxemburgo pode substituí-lo.

2020 já começou no futebol brasileiro...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Geração que vale ouro! Conheça os destaques do Brasil tetra mundial