Cosme Rímoli Sampaoli perde a paciência. Ou tem um grande elenco em 2020 ou sai

Sampaoli perde a paciência. Ou tem um grande elenco em 2020 ou sai

O argentino se cansou das promessas da diretoria. E dirigentes sabem que o clube não tem dinheiro para grandes jogadores. A saída se encaminha

Sampaoli, Santos, Vila Belmiro, Sampaoli quer sair do Santos, Luxemburgo, Felipão, Rogério Ceni

Jorge Sampaoli quer a garantia de grande contratações. Ou ameaça ir embora

Jorge Sampaoli quer a garantia de grande contratações. Ou ameaça ir embora

Santos

São Paulo, Brasil

O renascido Vanderlei Luxemburgo.

Felipão.

Rogério Ceni.

Nomes que ganham espaço entre conselheiros santistas.

Cada vez mais há a convicção que, apesar do excelente trabalho, Jorge Sampaoli não seguirá no Santos.

O argentino demonstra estar cansado das promessas do presidente José Carlos Peres. Se conscientizou que não há dinheiro para montar um time para se impor no Brasil, na América do Sul.

Sampaoli quer um elenco forte como Jesus tem no Flamengo

Sampaoli quer um elenco forte como Jesus tem no Flamengo

Reprodução/Twitter

E que o clube tem a realidade muito diferente da do Flamengo de Jorge Jesus.

"Tento me reservar com as declarações. Não falei com o presidente sobre minha continuidade ou não. O presidente diz que quer que o time seja campeão no ano que vem, mas também diz que não haverá grandes contratações, porque o clube tem inconvenientes econômicos."

"Não tenho claro. Tenho que ter claro sobre o que o clube quer fazer no próximo ano, um planejamento comigo, se eu posso ser útil para o projeto que estarei."

"Se não for útil, não estarei", declarou o técnico, após o empate com o Corinthians, no Itaquerão, jogo que o Santos foi superior.

Sampaoli sabe que seu cartão de apresentação ao futebol brasileiro foi dado. Ele conseguiu, com o elenco limitado santista, fazer o clube voltar a ser temido.

Liderou o Brasileiro e só perdeu fôlego nas últimas rodadas por conta da escassas opções. Não tinha reposição no elenco para titulares machucados, suspensos ou convocados.

O treinador argentino já se convenceu que não adianta esperar grandes contratações em 2020.

E mesmo com contrato até o final do próximo ano, deseja sair.

Depois da vexatória participação da Argentina na Copa de 2018, ele recuperou sua imagem no Santos.

E tem mercado aberto.

Em clubes médios europeus.

Além de grandes na América do Sul, no Brasil.

Acabou a harmonia entre Peres e Jorge Sampaoli

Acabou a harmonia entre Peres e Jorge Sampaoli

Santos

"Eu estou encantado com o lugar que trabalho, com a cidade, mas o Santos merece brigar por um campeonato. Para isso, precisa do planejamento adequado que não teve neste ano. Se pudermos gerar um projeto ambicioso, com uma ordem adequada. Autuori me falou das dificuldades. Estaria falando de algo que desconheço. Tenho dois anos de contrato (até o fim de 2020). Quando tiver uma reunião de definição sobre o futuro, contarei."

"Não há nada ainda."

Para os conselheiros santistas ligados à situação, Sampaoli já deixou claro nas suas 'meias palavras'. Ou há uma grande reformulação, com a chegada de jogadores importantes, a formação de elenco para brigar por títulos ou ele fará as malas.

"Estamos preparados para o caso de não prosseguimento do Sampaoli. Se depender de nós, ele vai continuar e até mais do que um ano para frente."

Esse ano foi de adaptação, mas ano que vem já é meta.

"Vai ter que conquistar algumas competições, até porque é isso que o torcedor e a diretoria está esperando", cobrou Peres.

O presidente santista foi firme porque não quer o Conselho Deliberativo e a opinião pública saibam que a decisão de fim de relacionamento com Sampaoli foi do técnico. E sim da diretoria, por 'falta de título'.

Sampaoli recebe dois milhões de dólares por temporada, cerca de R$ 8 milhões, por 2019 inteiro. Cerca de R$ 660 mil mensais.

O clube, com ele, fracassou no Paulista, na Copa Sul-Americana, na Copa do Brasil e está em terceiro no Brasileiro, com a classificação para a Libertadores de 2020 encaminhada.

Mas o argentino está desgostoso.

Esperava um elenco muito mais forte.

E está cansado com erros burocráticos do clube.

Ele já pediu o fim da multa rescisória no contrato.

Ela é de R$ 10 milhões.

Os dirigentes santistas disseram 'não'.

Mas o argentino não se intimida.

As chances de ir embora são enormes.

Peres sabe disso e disfarça.

Será uma pena se Sampaoli partir.

Enorme desperdício na Vila Belmiro...

Estudo mostra os clubes mais endividados do futebol brasileiro