Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vini Jr. não joga pelo Real Madrid em primeira partida após 10º caso de racismo

Brasileiro será homenageado nesta tarde, e o presidente do clube, Florentino Pérez, quer honrar o legado do atacante na Espanha

Futebol|

Vini Jr. não treinou com o time na terça-feira
Vini Jr. não treinou com o time na terça-feira Vini Jr. não treinou com o time na terça-feira

Vini Jr.vai desfalcar o Real Madrid na partida desta quarta-feira (24), contra o Rayo Vallecano, pela 36ª rodada do Campeonato Espanhol. O atacante estava liberado para atuar, após a Real Federação Espanhola de Futebol anular o cartão vermelho que ele recebeu no domingo. Mesmo assim, o técnico Carlo Ancelotti decidiu preservar o atleta.

Será o primeiro jogo do Real desde os ataques racistas que tiveram o brasileiro como alvo no domingo (21), na partida contra o Valencia.

As ofensas proferidas por parte da torcida local, no estádio Mestalla, geraram forte repercussão mundial no início desta semana, com potencial até mesmo para iniciar uma crise diplomática entre Brasil e Espanha.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu em defesa do atleta, e a federação espanhola buscou se aproximar da CBF para amenizar a situação.

Publicidade

O atacante será poupado porque não chegou a treinar para a partida desta quarta, marcada para começar às 14h30 (horário de Brasília), no estádio Santiago Bernabéu.

Vini Jr. treinou no CT do Real Madrid na segunda-feira, mas não foi a campo. O técnico Carlo Ancelotti explicou que ele vinha reclamando de dores num joelho.

Publicidade

O brasileiro foi cortado da lista de relacionados ainda na terça, horas antes de ser liberado para jogar, quando a federação anulou o cartão vermelho que ele levou no domingo.

O Comitê de Competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) argumentou que "o que aconteceu seria consequência de uma impunidade permanente e total, durante a presente temporada, de diversas ações de agressão física e verbal, por parte de adversários e torcedores, diante do jogador expulso, tudo isso com a passividade da equipe de arbitragem, da RFEF e da LaLiga".

Publicidade

Vinícius Jr. foi expulso de campo após uma confusão generalizada. Na ocasião, ele acertou com o braço no rosto do atacante Hugo Duro, depois que o atacante aplicou um mata-leão no brasileiro.

O lance foi revisto pelo VAR, que orientou somente a expulsão do brasileiro, sem a exclusão do jogador do Valencia.

O atacante do Real não estará em campo nesta quarta, mas vai acompanhar a partida da tribuna do Santiago Bernabéu.

Está prevista uma homenagem ao atleta, que deverá ser ovacionado pela torcida no 20º minuto da partida, em referência ao número de seu uniforme.

A ideia do presidente do Real, Florentino Pérez, é usar a partida desta quarta como uma oportunidade para honrar o legado do atacante na Espanha e uma reparação pelos ataques racistas sofridos desde que chegou ao país, em 2018.

Perseguição! Racismo contra Vini Jr. chega a dez casos na Espanha; veja o que aconteceu em cada um

" gallery_id="646bbb9dc012ad10ef000a37" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/futebol/vini-jr-nao-joga-pelo-real-madrid-em-primeira-partida-apos-10-caso-de-racismo-24052023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.