Futebol Vini Jr. tem suspensão anulada e estádio do Valencia é parcialmente fechado após caso de racismo

Vini Jr. tem suspensão anulada e estádio do Valencia é parcialmente fechado após caso de racismo

Federação espanhola admite que árbitro errou ao expulsar o jogador brasileiro; setor do Mestalla é interditado por cinco partidas

AFP
  • Futebol | por AFP

Resumindo a Notícia
  • Federação Espanhola de Futebol revê e anula suspensão de Vinícius Júnior

  • Vini tinha sido expulso após revidar golpe 'mata-leão' em que adversário desferiu nele

  • Valencia tem setor do estádio fechado após torcedores cometerem racismo contra brasileiro

Vini reclama após expulsão contra o Valencia, no domingo (21)

Vini reclama após expulsão contra o Valencia, no domingo (21)

JOSE JORDAN / AFP - 21.05.2023

Apesar de ter sido expulso por agredir um adversário no último domingo (21) na partida contra o Valencia, o atacante brasileiro do Real Madrid Vinícius Junior, que foi alvo de insultos racistas por parte de alguns torcedores, não será suspenso, anunciou, nesta terça-feira (23), a Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

O Comitê de Competição da RFEF aceita as alegações do Real Madrid sobre o cartão vermelho que Vinícius recebeu por dar um tapa em Hugo Duro após rever as imagens de vídeo, o que levou ao pedido de "anulação da referida expulsão".

O futebol espanhol está sob intensa pressão depois de Vinicius sofrer o 10º episódio de racismo nesta temporada no estádio de Mestalla, o que gerou uma onda internacional de indignação.

Alvo frequente de xingamentos racistas desde sua chegada à capital espanhola em 2018, Vinícius explodiu no jogo de domingo, após os xingamentos recebidos em Valência, quando vários torcedores o chamaram de "macaco", imitando os gestos de um primata.

Já nos acréscimos, Vinicius discutiu com vários jogadores adversários, entre eles o goleiro Giorgi Mamardashvili, do Valencia, e Hugo Duro, que segurou o brasileiro pelo pescoço durante vários segundos até que o brasileiro lhe deu um tapa.

O árbitro da partida não notou o que aconteceu e quando consultou o VAR, só viu as imagens do tapa de Vinícius, mas não a ação anterior de Duro, o que levou à expulsão de 'Vini'.

Normalmente, uma expulsão direta no campeonato espanhol supõe pelo menos uma partida de suspensão.

Para o Comitê de Competição, fica comprovado com as imagens de vídeo que Vinícius foi alvo de "cantos que incitam à violência e constituem um manifesto desprezo pelas pessoas" e que o árbitro tomou a decisão de expulsá-lo após ver uma imagem "alterada" e parcial".

Com esta decisão, Vinicius Junior poderia jogar nesta quarta-feira (24) contra o Rayo Vallecano, em duelo da 36ª rodada do campeonato espanhol.

A RFEF também decidiu fechar por cinco jogos o setor da arquibancada de onde veio a maior parte dos insultos racistas contra Vinicius.

A polícia espanhola prendeu nesta terça-feira três jovens em Valência suspeitos de "comportamento racista" no jogo de domingo no estádio de Mestalla e outras quatro pessoas em Madri por supostamente terem pendurado um boneco com a camisa de Vinícius no dia 26 de janeiro, dia da partida entre Real e Atlético de Madrid (3 a 1) pelas quartas de final da Copa do Rei.

Racismo contra Vini Jr.: após passar pano, jornais espanhóis embarcam na cobertura com um dia de atraso

Últimas