Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Rodrygo brilha, Neymar faz história, e Brasil goleia a Bolívia em estreia nas Eliminatórias

No primeiro jogo de Fernando Diniz, a seleção atropelou e venceu os bolivianos por 5 a 1 no estádio Mangueirão, em Belém (PA)

Futebol|Pietro Otsuka, do R7

Rodrygo brilhou com dois gols, e Neymar fez história ao ultrapassar Pelé na artilharia da seleção
Rodrygo brilhou com dois gols, e Neymar fez história ao ultrapassar Pelé na artilharia da seleção Rodrygo brilhou com dois gols, e Neymar fez história ao ultrapassar Pelé na artilharia da seleção

O primeiro jogo de Fernando Diniz como técnico da seleção brasileira não poderia ser melhor. Nesta sexta-feira (8), diante de mais de 53 mil torcedores, o Brasil atropelou a Bolívia e venceu por 5 a 1 na estreia nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, com dois gols de Rodrygo, um de Raphinha e dois de Neymar, que ultrapassou Pelé como maior artilheiro da história da pentacampeã em jogos oficiais

Com a vitória elástica, o Brasil lidera as Eliminatórias Sul-Americanas, com os mesmos três pontos de Argentina, Uruguai e Colômbia, que também venceram na estreia, mas com maior saldo de gols. Já a Bolívia é a vice-lanterna, com 0 pontos e saldo negativo. 

O jogo começou como era de se esperar. O Brasil teve amplo domínio da posse de bola durante toda a primeira etapa e ditava o ritmo. Logo aos 2 minutos, Neymar já arrancou gritos precipitados de gol ao bater falta que passou raspando a trave do goleiro Viscarra.

Dez minutos depois, Rodrygo tabelou com o camisa 10, invadiu a área e cruzou rasteiro, mas a bola tocou no braço esticado de Jusino. Pênalti para o Brasil. 

Publicidade

Viscarra inspirado no 1º tempo

Na cobrança, Neymar foi para a batida, mas bateu mal e parou em Viscarra. Apesar do erro, o Brasil seguiu em cima e enfim abriu o placar aos 23'. Raphinha tabelou rápido com Danilo e finalizou. Viscarra defendeu bem, mas a bola sobrou livre para Rodrygo, que só empurrou para dentro.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Pouco tempo depois, Neymar arrancou do meio-campo e enfilerou defensores da Bolívia, em alta velocidade. Na hora de completar para as redes, Viscarra, mais uma vez, parou o camisa 10. Antes, o goleirão também impediu o que seria o gol de Richarlison, que subiu bem entre a defesa boliviana e testou firme, no contrapé, mas viu Viscarra salvar mais uma. 

Publicidade

Rodrygo brilha, e Neymar faz história

Na volta do intervalo, logo no primeiro minuto da etapa complementar, o Brasil chegou ao segundo gol. Raphinha, aberto pela direita, recebeu de Neymar na quina da grande área. O atacante driblou o defensor e chutou no canto de Viscarra, sem chance de defesa. 

Aos 7', o Brasil fez o terceiro. A seleção fez bem o trabalho de pressionar a defesa boliviana e recuperou a bola no campo de ataque. Bruno Guimarães acionou Rodrygo com agilidade e o camisa 11 teve calma para tirar de Viscarra e ampliar ainda mais o marcador. O lance até passou por revisão do VAR, mas foi validado. 

Neymar chegou a 79 gols pela seleção brasileira
Neymar chegou a 79 gols pela seleção brasileira Neymar chegou a 79 gols pela seleção brasileira

E não demorou para a seleção brasileira transformar a vitória em goleada. Aos 16', depois do Brasil trabalhar bem a bola, Raphinha recebeu na ponta e acionou Rodrygo na pequena área. O camisa 11 tentou o drible e caiu, mas a bola sobrou livre para Neymar, que afundou as redes de Viscarra e comemorou seu 78º gol com a amarelinha, ultrapassando ninguém menos que Pelé na artilharia da seleção, contando apenas gols oficiais. 

Ainda deu tempo para a Bolívia descontar e o Brasil fazer mais um. Aos 32 minutos, Victor Ábrego disparou no contra-ataque, venceu Gabriel Magalhães na disputa pela bola e fuzilou a meta do goleiro Ederson, que nada pôde fazer. Nos acréscimos, em nova jogada de Raphinha, a seleção chegou ao quinto gol, mais uma vez com Neymar.

Próximos confrontos

O Brasil volta a campo na próxima terça-feira (12), às 23h (de Brasília), para enfrentar o Peru, em Lima, capital peruana. Já a Bolívia recebe a Argentina, na mesma terça, mas mais cedo, às 17h, na altitude de La Paz. 

Veja as melhores fotos do duelo entre Brasil e Bolívia

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.