Futebol Presidente em exercício da CBF recebe representantes de clubes das Séries A e B

Presidente em exercício da CBF recebe representantes de clubes das Séries A e B

José Perdiz de Jesus fez a reunião para levar 'tranquilidade e transparência' a todos os times

Agência Estado - Esportes
Presidente interino da CBF recebeu os clubes das Séries A e B

Presidente interino da CBF recebeu os clubes das Séries A e B

Divulgação/STJD

O presidente da CBF em exercício, José Perdiz de Jesus, se reuniu nesta sexta-feira (15) com representantes de diversos clubes das séries A e B para levar "tranquilidade e transparência" a eles, depois que ganhou na Justiça o direito de substituir Ednaldo Rodrigues.

O encontro contou com representantes do América-MG, Atlético-GO, Avaí, Ceará, CSA, Athletico-PR, Cruzeiro, Cuiabá, Fortaleza e Internacional. Além de Perdiz, estavam ao lado do presidente da CBF em exercício os diretores interinos Fernando Cabral, Pedro Capanema e Maurício Fonseca; o diretor de Registro, Ênio Gualberto; o diretor de Competições, Júlio Avellar; e a gerente jurídica, Regina Sampaio.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

"Hoje foi mais uma reunião importante, em que levei uma mensagem de tranquilidade e transparência aos clubes. Essa tem sido a minha mensagem a todos. Tenho recebido representantes de clubes de várias séries e também de federações", disse Perdiz.

"Tenho conversado com profissionais da CBF de todas as áreas que fazem essa entidade funcionar, levando a todos a clareza da minha missão aqui, como presidente em exercício."

Além da mensagem de paz, Perdiz assumiu o compromisso de que nenhuma atividade será paralisada, o que inclui competições nacionais e regionais. E reafirmou que sua gestão é transitória e que sempre vai atuar com ética, transparência e total imparcialidade.

"O importante é que a CBF siga funcionando normalmente, sem prejuízo em todas as suas áreas, desde as competições, passando pelas diversas seleções brasileiras, masculina e feminina, seus pagamentos e outras atribuições", ressaltou o dirigente.

Depois de ter sido pressionado pela Conmebol e pela Fifa, com ameaça de sanções por causa de uma nova eleição na entidade, o presidente em exercício garantiu aos representantes dos clubes que todo o processo eleitoral, que está sob sua responsabilidade, "será executado com rigor, lisura e transparência".

Saiba quem é Carlo Ancelotti, técnico que fechou acordo verbal para comandar a seleção

Últimas