Futebol Palmeiras tem invencibilidade contra brasileiros desde 2019 na Liberta

Palmeiras tem invencibilidade contra brasileiros desde 2019 na Liberta

Naquela oportunidade, time caiu para o Grêmio, no Pacaembu; histórico de Abel é invicto e com títulos contra Santos e Flamengo

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Resumindo a Notícia

  • Palmeiras não é derrotado ou eliminado por brasileiros na Libertadores desde 2019
  • Naquela oportunidade, o Verdão caiu para o Grêmio, pelas quartas de final do torneio
  • No comando do Alviverde, Abel Ferreira já eliminou São Paulo e Atlético-MG
  • Português ainda foi campeão diante do Santos, no RJ e tri sobre o Flamengo, no Uruguai
Gustavo Scarpa domina a bola durante a eliminação do Palmeiras para o Grêmio no Pacaembu

Gustavo Scarpa domina a bola durante a eliminação do Palmeiras para o Grêmio no Pacaembu

CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS (27.08.2019)

O Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira (10), pela Libertadores, buscando manter um tabu positivo, além de avançar para semifinal, diante do Atlético-MG, às 21h30 (Brasília) no Allianz Parque. Afinal, desde 2019, o Verdão não é derrotado ou eliminado por um brasileiro na competição.

O algoz do Alviverde, à época, foi o Grêmio. Ainda dirigido por Luiz Felipe Scolari, a equipe palmeirense era tida como uma das favoritas ao título daquele ano e venceu no estádio dos gaúchos por 1 a 0, com gol de Gustavo Scarpa, em um chute de fora da área.

Na partida de volta das quartas de final, os gremistas precisariam vencer marcando pelo menos dois gols, em São Paulo. Em virtude da agenda de shows do Allianz Parque, o Palmeiras 'mandou' o jogo no Pacaembu e acabou derrotado e eliminado, de virada, por 2 a 1. Logo depois, Felipão foi demitido do cargo.

Nova era

Abel Ferreira ergue taça da Libertadores 2020

Abel Ferreira ergue taça da Libertadores 2020

CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS (30.01.2021)

Abel Ferreira, por exemplo, desde que chegou, superou todos os duelos contra os compatriotas. Sendo que foram duas finais conquistadas. Uma realizada no Maracanã, diante do Santos, com um gol nos acréscimos do atacante Breno Lopes e dando o bicampeonato ao Alviverde.

Posteriormente, o rival foi o Flamengo, no estádio Centenário de Montevidéu, no Uruguai. O herói da conquista foi o centrovante Deyverson, que se beneficiou de uma falha do meio-campo Andreas Pereira, na prorrogação, e anotou 2 a 1 em favor do Palmeiras, que garantiu o tri da Libertadores. O título igualou o feito do bi consecutivo do rival São Paulo, nos anos 90, sob o comando de Telê Santana, referência de Abel.

Em 2020, o único brasileiro rival na campanha foi o Santos, que fez o Clássico da Saudade no Rio de Janeiro. No ano seguinte, a caminhada do tricampeoanto Alviverde contou com outro confronto regional. O Verdão pegou o São Paulo, que jamais tinha sido superado na competição em três duelos eliminatórios: 1994, 2005 e 2006.

Mas desta vez foi diferente. Depois de empatar no Morumbi, por 1 a 1, pela ida das quartas de final da Libertadores, o Palmeiras recebeu o Tricolor Paulista para superar esse fantasma e festejou a classificação com um 3 a 0 dominante no Allianz Parque. Na próxima fase, pegou o Galo e passou pelos atleticanos pelos critérios de desempate, após dois empates.

Em 2022, reservou mais um Verdão e Atlético-MG. Dessa forma, o tabu palmeirense será posto a prova diante dos mineiros, que na temporada passada caíram no Mineirão. Porém, pela melhor campanha da história da primeira fase, o time de Abel Ferreira vai pegar o de Cuca no Allianz Parque, em jogo sem vantagem para ninguém, após o Alviverde buscar o empate, nos minutos finais, em Belo Horizonte. Se a igualdade persistir, a decisão será nas penalidades máximas.

Longe da Europa, craques apostam em vitrine alternativa para jogar Copa do Mundo

Últimas