Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Guerrero substitui Maradona em música de provocação da torcida

Principal atacante da história do Peru teve problema com doping por substância presente na folha de coca e chegou a ser suspenso por 14 meses

Futebol|André Avelar, do R7, no Rio

Torcida brasileira fez a sua festa e ainda provocou Paolo Guerrero no Maracanã
Torcida brasileira fez a sua festa e ainda provocou Paolo Guerrero no Maracanã Torcida brasileira fez a sua festa e ainda provocou Paolo Guerrero no Maracanã

A final da Copa América também reservou alguma rivalidade. A torcida brasileira inclusive substituiu neste domingo (7), no Maracanã, o argentino Diego Maradona pelo peruano Paolo Guerrero em uma de suas músicas mais conhecidas em jogos da seleção.

Depois do refrão “mil gols, mil gols, só Pelé, só Pelé”, a música lembrava os problemas de Maradona com o doping por cocaína. O primeiro resultado positivo para a droga foi em 1991, quando ainda atuava pelo Napoli. Em outro caso emblemático, o craque foi pego em 1994, já pela seleção argentina, em plena Copa do Mundo.

COSME: Ganhar a Copa América é bom, mas não pode se iludir

Leia também

Com Guerrero, o caso foi diferente apesar da provocação da torcida. O atacante peruano chegou a ser suspenso por 14 meses por benzoilecgonina, um metabólito da cocaína e da folha de coca, em um caso que envolveu até um garçom de um hotel em que a seleção peruana ficou hospedada — havia a suspeita de contaminação por um suco servido ao jogador.

Publicidade

O camisa 9, maior artilheiro do Peru, que tanto ajudou o time a se classificar para uma Copa depois de 36 anos de ausência, participou do Mundial graças a uma apelação do TAS (Tribunal Arbitral do Esporte).

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Veja as melhores fotos da final da Copa América entre Brasil x Peru

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.